Arquidiocese do Rio de Janeiro

33º 18º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/05/2019

23 de Maio de 2019

Com o Sínodo, família recupera seu espaço na Igreja

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Maio de 2019

Com o Sínodo, família recupera seu espaço na Igreja

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

20/10/2015 16:55 - Atualizado em 20/10/2015 16:55
Por: Rádio Vaticano

Com o Sínodo, família recupera seu espaço na Igreja 0

Com o Sínodo, família recupera seu espaço na Igreja / Arqrio

Colocar a família no devido lugar no contexto da ação pastoral da Igreja: para o Arcebispo de Mariana (MG), Dom Geraldo Lyrio Rocha, este é um dos saldos deste Sínodo sobre a família.

Em entrevista à Rádio Vaticano, Dom Geraldo falou dos aspectos que se sobressaíram em seu grupo de trabalho:

“Eu gostaria de sublinhar a ênfase que se tem dado à pastoral familiar. E quando falamos de pastoral familiar nós não estamos nos referindo apenas a uma atividade determinada, mas como algo transversal, que deve atingir numa pastoral assumida em conjunto toda a atividade da Igreja. Parece-me que, com o Sínodo, a família recupera um espaço muito importante na vida da Igreja. Não é apenas programar ações a favor da família. É isto e muito mais. É colocarmos a família no devido lugar no contexto da ação pastoral da Igreja. Este parece que é um ganho extraordinário e será um dos grandes saldos deste Sínodo que já está por se encerrar.”

RV: Há um tema em especial que concentrou os debates no seu círculo menor?

Dom Geraldo: “Eu diria que o leque se abriu, porque além das questões melindrosas, difíceis, complexas como se tem levantado, a situação dos divorciados e recasados civilmente, debateu-se a questão dos desafios que a família vive hoje nas realidades de violência. Seja a família como vítima de violências, as guerras, os atentados, o problema das drogas, seja também a violência no interior da própria família, que infelizmente em muitas situações acontece. E, em geral, vítimas dessas violências são as mulheres e as crianças. Tudo isso foi muito considerado e o leque foi se abrindo. O Sínodo não se deteve apenas em alguns aspectos, por mais que gerem expectativa na opinião pública, entretanto o tema do Sínodo é muito amplo. Parece-me que o grupo do qual participei esse leque se manteve aberto nessas várias perspectivas.”

Foto: Observatório Romano 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.