Arquidiocese do Rio de Janeiro

26º 11º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 20/07/2019

20 de Julho de 2019

Cardeal Odilo: problemas que atingem as famílias são globais

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

20 de Julho de 2019

Cardeal Odilo: problemas que atingem as famílias são globais

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

09/10/2015 15:34 - Atualizado em 09/10/2015 15:35
Por: Rádio Vaticano

Cardeal Odilo: problemas que atingem as famílias são globais 0

Cardeal Odilo: problemas que atingem as famílias são globais / Arqrio

Depois dos trabalhos em círculos menores, os padres sinodais retornam esta sexta-feira em plenária, para a 4ª Congregação Geral, para apresentar o resultado das reflexões. Também haverá a primeira reunião da Comissão para a Elaboração do Relatório final. Na parte da tarde, na 5ª Congregação Geral, começa-se a discutir a segunda parte do Instrumento de Trabalho.

Em entrevista ao Programa Brasileiro da Rádio Vaticano, o Arcebispo de São Paulo, Cardeal Odilo Pedro Scherer, faz um balanço do que foi discutido nos círculos menores e comenta a segunda etapa do Sínodo:

“Nós nos ocupamos da primeira parte do Instrumento de Trabalho, que trata do “ver”, ver a situação da família, os desafios, as questões mais problemáticas. Várias seriam, a meu ver, as conclusões. Primeiro, existe uma grande variedade de situações pelo mundo, onde as culturais locais têm a sua influência. Por outro lado, os problemas mais sérios são globais, tanto na Europa, como na África, na Ásia, como na América Latina, na América do Norte. No fim, são os mesmos problemas. Percebe-se que algumas questões realmente são de uma onda cultural do momento, que marca fortemente a interpretação da pessoa humana, dos seus comportamentos, do casamento, da família mesma e a questão dos filhos, a educação, a vida em família, as relações familiares. Isto, a meu ver, está muito fortemente marcado por uma filosofia de fundo, uma questão bastante sutil que tem a ver com certas concepções antropológicas de fundo materialista e utilitarista.”

Segundo o Cardeal Scherer, como consequência, há uma ruptura das relações familiares, as pessoas não se sentem mais encorajas a casar, a formar uma família estável e a ter responsabilidade umas sobre as outras. Isso são marcas antropológicas muito fortes.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.