Arquidiocese do Rio de Janeiro

33º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/11/2018

18 de Novembro de 2018

Postulador fala da santidade de Nhá Chica como modelo para todos

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Novembro de 2018

Postulador fala da santidade de Nhá Chica como modelo para todos

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

25/04/2013 17:39 - Atualizado em 25/04/2013 19:49
Por: Canção Nova

Postulador fala da santidade de Nhá Chica como modelo para todos 0

Postulador fala da santidade de Nhá Chica como modelo para todos / Arqrio

O Brasil terá uma nova beata no dia 4 de maio. Francisca de Paula de Jesus, conhecida como Nhá Chica, será a terceira brasileira a ser beatificada, último passo antes de se tornar santa.

A espiritualidade, da humilde ex-escrava, ultrapassou as fronteiras da pequena cidade mineira em que viveu, Baependi (MG), e chama a atenção do postulador da causa de beatificação, que chegou a compará-la com a espiritualidade do Santuário Mariano de Fátima, em Portugal.

— Eu fui em Baependi e fiquei impressionado com a espiritualidade do lugar, a mesma coisa provei no Santuário de Fátima, muito espiritual, sempre tinha uma pessoa a rezar, ou um menino, uma família, contou Paollo Villotta.

Essa espiritualidade deu à Nhá Chica, ainda em vida, fama de santidade. Fama que se espalhou, de maneira que pessoas de lugares distantes começaram a visitar Baependi para conhecê-la. Para Paollo Villotta isso se deu porque sua vida foi toda cristã.

— Foi uma pessoa para todos. Acolhia a pessoa pobre, o rico, o doente. Ela falava com o governador do Rio de Janeiro na época, com todo mundo, jornalistas...

O postulador considera a historicidade um ponto importante no processo que a levou à beatificação. Ele explica que os estudiosos que analisaram a vida de Nhá Chica destacam a tradição oral, ou seja, a maneira como uma pessoa passava para a outra a história e o testemunho da futura beata.

— Essa tradição era a fama de santidade, que foi transmitida da morte até hoje. Todo mundo sempre falava sobre a história de Nhá Chica.

Para Villotta duas atitudes a tornaram santa: a dedicação da sua vida ao amor a Deus e ao próximo e sua humildade.

— Uma mulher negra que fez um voto interior, não um voto religioso. Dedicou toda a vida para o amor de Deus, e seu amor a Deus foi transmitido para os outros. Depois, na sua simplicidade e humildade, ela foi heróica, extraordinária, pode dar um contributo de esperança de ensinamento para todo mundo, do maior ao menor.

O postulador defende que essa experiência de santidade é atual e pode ser vivida por todo mundo.

— Essa santidade é para cada pessoa que queira amar a Deus. Quando se ama a Deus, pode se fazer uma vida como fez Nhá Chica, de renúncia e ajuda ao próximo.

Processo de Beatificação e Canonização

A cura aceita pela Comissão de Médicos do Vaticano, que tornou possível a Beatificação de Nhá Chica, aconteceu em 1995. Uma professora aposentada de Caxambu (MG), tinha um problema congênito no coração e foi curada sem necessitar de cirurgia.

— Para a canonização precisa de outro milagre, explica o postulador.

Ao recordar as inúmeras etapas pelas quais um processo de beatificação deve passar, Paollo Villotta fez questão de destacar a etapa jurídica do processo, que teve como responsáveis Frei Paolo Lombardo e Irmã Célia Cadorin, a mesma postuladora da canonização de Frei Galvão.

— Eles fizeram um ótimo trabalho.

A Missa de Beatificação de Nhá Chica, será no dia 4 de maio, às 15 horas, em Baependi (MG). A celebração será presidida pelo Cardeal Angelo Amato, Prefeito da Congregação para a Causa dos Santos e Delegado do Papa Francisco.

* Foto: Arquivo 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.