Arquidiocese do Rio de Janeiro

38º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 14/12/2018

14 de Dezembro de 2018

Trabalhar pela paz e em paz: Francisco saúda funcionários da ONU

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

14 de Dezembro de 2018

Trabalhar pela paz e em paz: Francisco saúda funcionários da ONU

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

25/09/2015 16:20 - Atualizado em 25/09/2015 16:20
Por: Rádio Vaticano

Trabalhar pela paz e em paz: Francisco saúda funcionários da ONU 0

Trabalhar pela paz e em paz: Francisco saúda funcionários da ONU / Arqrio

Trabalhar pela paz, mas também em paz: esta foi a mensagem que Francisco deixou aos funcionários da Organizações das Nações Unidas (ONU), ao visitar a sede da instituição esta sexta-feira, em Nova Iorque.

O Papa foi acolhido pelo Secretário-Geral, Ban Ki-moon, no ingresso do Secretariado, com um piquete de honra e por duas crianças, filhas de funcionários da ONU mortos em serviço, que lhe ofereceram flores.

Após o encontro a portas fechadas com Ban Ki-moon e da troca de presentes, o Pontífice fez uma breve saudação aos funcionários da entidade, agradecendo-lhes por tudo que fizeram na preparação desta visita.

O Papa falou da importância do empenho silencioso, mas eficaz, que os funcionários realizam nos bastidores – um trabalho fundamental para o êxito das iniciativas diplomáticas, culturais, econômicas e políticas das Nações Unidas, para responder às necessidades e às expectativas da família humana.

“Hoje, e todos os dias, gostaria de pedir a cada um de vocês para, segundo as próprias capacidades, cuidar um do outro: ser solidários uns com os outros, respeitar uns aos outros, de modo a encarnar em vocês mesmos o ideal desta Organização, ou seja, uma família humana unida, que vive em harmonia, que trabalha não só pela paz, mas em paz; que age não só pela justiça, mas num espírito de justiça.”

Depois da saudação, Francisco depositou flores diante da placa em memória de funcionários da ONU que morreram em serviço.

 Foto: AFP

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.