Arquidiocese do Rio de Janeiro

37º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 16/12/2018

16 de Dezembro de 2018

Em Havana construção de igreja dedicada a Papa Wojtyla

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

16 de Dezembro de 2018

Em Havana construção de igreja dedicada a Papa Wojtyla

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

21/09/2015 15:22 - Atualizado em 21/09/2015 15:23
Por: Rádio Vaticano

Em Havana construção de igreja dedicada a Papa Wojtyla 0

Em Havana construção de igreja dedicada a Papa Wojtyla / Arqrio

Em Havana está sendo construída a primeira igreja autorizada pelo governo cubano depois de mais de 50 anos: será uma paróquia dedicada a São João Paulo II e surgirá graças à generosidade dos paroquianos de Palmi na Calábria, Itália. O projeto visto favoravelmente pelo presidente Raul Castro, foi fortemente apoiado pelo Arcebispo,  Cardeal Jaime Lucas Ortega y Alamino. O purpurado confiou a tarefa de encontrar os fundos ao pároco de Palmi, Padre Pasquale Pentimalli, entrevistado pela Rádio Vaticano:

P. – O senhor está fazendo algo muito especial aqui em Cuba?

R. - Sim, eu estou colaborando com o Cardeal Ortega à realização da primeira igreja à qual o governo deu a permissão depois de 50 anos! Esta igreja será paróquia na periferia de Havana, onde vivem mais de 50 mil pessoas, sem igreja e sem sacerdote... será dedicada a João Paulo II. São dois anos que trabalhamos para a realização desta igreja, em colaboração com o cardeal, que tanto a deseja. Também o Estado a deseja, o próprio Raul Castro forneceu gratuitamente o terreno, 5.000 metros de terreno... Não quiseram que fosse pagado. Desejam muito a realização desta igreja, porque Cuba se abriu ao mundo logo após a vinda de João Paulo II, quando ele disse: “Que Cuba se abra ao mundo e o mundo se abra a Cuba”. Desde então aqui teve inicio uma revolução ... E hoje vemos os frutos deste convite profético que João Paulo II fez e que continua a ir avante graças ao Cardeal Ortega e graças ao Papa Francisco, que em Cuba vai dar ainda mais impulso a este diálogo entre Cuba, a Igreja e o mundo.

P. - Em que fase se encontra a construção desta igreja?

R. - Nós começamos o trabalho, colocamos a primeira pedra e agora estamos nos movendo para a frente ... O problema em Cuba é um pouco delicado, porque tudo depende do Estado: o material, os operários... Então você tem que seguir uma enorme burocracia! Por pequenas coisas, o trabalho pára e por isso é preciso uma paciência meticulosa para poder continuar, para poder ir aos vários escritórios para as autorizações. Assim, a construção vai devagar: são dois anos que trabalhamos, mas neste momento o trabalho foi interrompido porque necessitamos de uma escavadora... Em toda Havana existem só três, que são do Estado: não conseguimos um momento para enviá-la ali, porque devem aplainar e remover um pouco de terra .... E não encontramos uma escavadeira disponível para fazer o trabalho. Digo isso para explicar como é complicado e difícil trabalhar aqui em Cuba, fazer algum trabalho. Estamos, entretanto lutando com todas as nossas forças para realizar esta igreja: o cardeal, a Cúria, nós que recolhemos o dinheiro, o governo, também Castro deu o terreno ... O presidente também pergunta ao cardeal como estão os trabalhos desta Igreja.

Foto: EPA

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.