Arquidiocese do Rio de Janeiro

28º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 05/04/2020

05 de Abril de 2020

Semana Nacional da Família 2015: “Como é linda a nossa família!”

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

05 de Abril de 2020

Semana Nacional da Família 2015: “Como é linda a nossa família!”

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

11/08/2015 14:28 - Atualizado em 11/08/2015 14:28
Por: Da redação, com Jessica Maria Marques Rabello (Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Vicariato Jacarepa

Semana Nacional da Família 2015: “Como é linda a nossa família!” 0

Semana Nacional da Família 2015: “Como é linda a nossa família!” / Arqrio

Entre os dias 9 e 15 de agosto a Igreja no Brasil realiza a Semana Nacional da Família e para marcar este momento, o Portal da Arquidiocese preparou um especial que irá abordar a vocação de cada membro da família com o objetivo de valorizar o ambiente familiar e o ser humano, além de incentivar à família a ser uma educadora dos valores da Igreja. Nesta terça-feira, 11 de agosto, a jovem Jessica Maria Marques Rabello, da Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Vicariato Jacarepaguá –, testemunha o que Deus fez na vida de sua família e o quanto é importante deixar com que Cristo também seja um membro das nossas famílias.

Como é linda a nossa família!

Como canta o Monsenhor Jonas Abib, “Como é linda a nossa família, como é linda a nossa família...”. Eu acho a minha família linda, e cada membro é a pessoa mais linda do mundo! Ela é composta pelo meu pai (Wagner), pela minha mãe (Gizele), pelo meu irmão (João Pedro) por mim (Jessica) e pelo mais novo membro meu namorado (Lucas).

Como disse antes, acho minha família linda, mas não por ela ser perfeita, por todos ter beleza física ou muito dinheiro. Acho minha família linda justamente por causa da maneira com que enfrentamos todos os nossos problemas, das risadas que damos juntos, de nossas pequenas imperfeições que com o tempo aprendemos a conviver e com a nossa maneira de dizer “eu te amo” através das frases: “Já arrumou o quarto?”; “Já estudou?”; “Está levando casaco? E o guarda-chuva?”; “Já comeu?” “Não deixe de me avisar onde está.” Tudo isso e muito mais nos faz ser uma família linda. E tem algo que nos faz ser mais belos ainda: Deus.  Porém, nem sempre foi assim.

Quando meus pais se casaram, somente meu pai professava a fé católica, minha mãe acreditava em Deus, mas não sabia ao certo qual era o seu caminho. Lembro de mim e do João indo para a Igreja perto de nossa casa a pé com meu pai alguns domingos, mas sem minha mãe. Os anos foram passando, e pela pequena diferença de idade entre eu e meu irmão (1 anos e 6 meses), entramos para a catequese na mesma turma. Durante o período da catequese, poucas foram as vezes que fomos acompanhados pela minha mãe para a Igreja, sempre meu pai estava conosco, e pedia para que rezássemos por ela.

Um pouco antes de estarmos prontos para receber a 1º Eucaristia minha mãe entrou na catequese para adultos no Convento Nossa Senhora de Belém. Foi lá que minha mãe se apaixonou por Deus, e iniciou sua história de amor com Ele. Através dessa situação, pude perceber como a minha família era importante, e qual era o seu objetivo. 

No decorrer de nossa caminhada encontramos várias dificuldades e conflitos, mas o amor entre meus pais e o amor deles por mim e pelo meu irmão já estavam sob os cuidados de Deus. Devido a isso, eu e o João aprendemos diferentes coisas, mas a principal mesmo foi amar.

Hoje, aos 21 anos e namorando, ainda aprendo muito com meus pais e pelo seu exemplo de casal, que foram ousados ao quererem construir uma família sobre a rocha mesmo não conhecendo tanto sobre Deus. Aprendo muito com meu irmão, que decidiu seguir a vocação ao sacerdócio e hoje se encontra no Seminário Diocesano de Petrópolis. Aprendo sobre a Fé, sobre os ensinamentos de Jesus e sobre nossa linda Igreja Católica. Deus esteve com a gente em todos os momentos e fazemos o máximo para que Ele seja o sexto membro de nossa família, no centro de tudo. Como disse no começo, por isso tudo acho linda a minha família, e não só a minha, mas todas as que conheço e que querem que Cristo seja um membro dela também. Agradeço a Deus por ela e não a trocaria por nada nesse mundo. Termino com outra parte da música do Monsenhor Jonas:

“(...) Hoje já sei quem sou e posso dizer

As coisas se passaram como passam

O tempo e os planos que eu temo em fazer

Também sei quem é você

As marcas só ficaram pra lembrar

Que quando a gente ama pra valer

Nada vai nos faltar”

Que Deus abençoe as famílias e todos aqueles que sonham em formar uma família!

Foto: Divulgação

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.