Arquidiocese do Rio de Janeiro

33º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 17/11/2018

17 de Novembro de 2018

CNBB divulga carta por ocasião do Dia do Padre

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

17 de Novembro de 2018

CNBB divulga carta por ocasião do Dia do Padre

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

04/08/2015 11:02 - Atualizado em 04/08/2015 11:06
Por: Rádio Vaticano

CNBB divulga carta por ocasião do Dia do Padre 0

CNBB divulga carta por ocasião do Dia do Padre / Arqrio

A Igreja celebrou, no último domingo, dia 2, o Dia do Padre. A data comemorada, no primeiro domingo de agosto, convida a comunidade a rezar mais intensamente pelos sacerdotes. Em recordação à data, o Arcebispo de Porto Alegre (RS), Dom Jaime Spengler, Presidente da Comissão Episcopal para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB, escreveu uma carta para presbíteros na qual manifesta reconhecimento e gratidão aos serviços realizados “nas diversas Igrejas Particulares, em comunhão com os respectivos bispos”.

No texto, o bispo recorda que os padres são chamados pelo Senhor a evangelizar. Dom Jaime retoma as palavras do Papa Francisco sobre a evangelização. “A evangelização supõe sair de si mesmo; supõe a dimensão do transcendente, da adoração de Deus, da contemplação, sempre associada ao movimento de ir ao encontro das pessoas, da gente. Sair, sair de! Para mim é este o núcleo da evangelização. Sair significa tornar-se próximo, de todos! Saída e proximidade. Proximidade cordial, de amor, concreta, física, estar com”, repetiu.

Dom Jaime lembra ainda que “a messe é grande, os desafios enormes” e por isso pede aos padres para que rezem mais intensamente neste dia.

Confira abaixo a íntegra do texto:

Brasília - DF, 29 de julho de 2015

Caro irmão presbítero,

Estamos nos aproximando do domingo no qual celebramos o Dia do Padre. É o domingo em que todas as comunidades são convidadas a rezar mais intensamente pelos seus padres!

Nós somos homens do Evangelho! Homens chamados pelo Senhor para anunciar a todos a Boa-Nova da salvação, através do anúncio, da celebração dos mistérios e do testemunho pessoal de vida. Isso é evangelizar! Isso é evangelização! Neste sentido vale recordar o que diz o Papa Francisco sobre a obra da evangelização: “a evangelização supõe sair de si mesmo; supõe a dimensão do transcendente, da adoração de Deus, da contemplação, sempre associada ao movimento de ir ao encontro das pessoas, da gente. Sair, sair de! Para mim é este o núcleo da evangelização. Sair significa tornar-se próximo, de todos! Saída e proximidade. Proximidade cordial, de amor, concreta, física, estar com”.

Em recordando todos os padres de nosso imenso Brasil, manifestamos reconhecimento e gratidão. Reconhecimento por todo bem realizado nas diversas Igrejas Particulares, em comunhão com os respectivos Bispos. Gratidão pela vida de cada um feita entrega, serviço, dom de amor! Quantos padres dispostos, alegres, despojados! Quantos padres prontos para curar as feridas de pessoas marcadas por dificuldades de todo tipo: materiais, psíquicas, espirituais e por situações escandalosas dentro e fora da Igreja!

Padre, tu foste amado e escolhido pelo Senhor! Ele manifestou ternura para contigo. Essa ternura tu compartilhas com o teu povo. Ternura essa que se expressa em pensamentos, palavras e ações, pois és participante da missão de Cristo, Cabeça e Pastor. Ele é fiel!

Caro irmão, no exercício da ternura e da misericórdia em favor do povo sentes cansaço, pois as solicitações são tantas! O povo não nos deixa sem trabalho! E o trabalho é para nós serviço gratuito. É serviço gratuito que exige forças, dedicação, energias, saúde, disposição, inteligência, amor! Isso cansa! No entanto é ‘um cansaço bom, cheio de frutos e de alegria’ (Papa Francisco). Isso porque o que te impulsiona – o que nos impulsiona – a evangelizar ‘é o amor de Jesus; o amor de Jesus que recebemos; é a experiência de sermos salvos por Ele, que nos incentiva e encoraja a amar sempre mais’.

Caro irmão padre, sabemos do muito que nossos coirmãos fazem nas diversas realidades que marcam a vida de nosso povo. A messe é grande, os desafios enormes! Sabemos da necessidade de ‘trabalhadores para a vinha do Senhor’. Por isso, vamos juntos nesse Dia do Padre ainda mais intensamente pedir ao Senhor da vinha que suscite no coração de muitos jovens, o desejo de abraçar o ministério ordenado!

Que juntos possamos adquirir sempre mais o ‘cheiro da ovelha’ e o ‘sorriso de padre’! Que nos conscientizemos sempre mais de nossa condição frágil sem deixar de buscar intensamente, com todas as forças, corresponder ao amor do Senhor.

Padre, que o bom Deus te abençoe, inspire e ilumine, a ti que te empenhas na obra da evangelização nestas Terras de Santa Cruz!

Abençoado dia do Padre!

Em Cristo,

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada

Foto: Reuters

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.