Arquidiocese do Rio de Janeiro

37º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 16/12/2018

16 de Dezembro de 2018

Aproximação entre EUA e Cuba: "o mérito é deles", diz o Papa

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

16 de Dezembro de 2018

Aproximação entre EUA e Cuba: "o mérito é deles", diz o Papa

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

15/07/2015 14:58 - Atualizado em 15/07/2015 14:59
Por: Rádio Vaticano

Aproximação entre EUA e Cuba: "o mérito é deles", diz o Papa 0

Aproximação entre EUA e Cuba:

A viagem do Papa à América Latina é tão recente e, ainda presente, pelos momentos proporcionados de intensa participação dos povos, que a próxima viagem apostólica em direção a Cuba e aos Estados Unidos em setembro já foi alvo dos jornalistas. Na coletiva de imprensa, no voo de retorno do Papa a Roma na última segunda-feira, dia 13, um dos questionamentos foi sobre a participação do Santo Padre como mediador decisivo na reaproximação dos dois países americanos.

Estados Unidos e Cuba decidiram retomar as relações diplomáticas, avançando no campo da democracia e dos direitos humanos, depois de 18 meses de conversas que teriam sido mediadas pelo Papa. O acordo foi acertado ainda em dezembro, mas anunciado no início deste mês.

"Não foi mediação, foi boa vontade dos dois países: o mérito é deles, são eles que fizeram isso. Nós não fizemos quase nada, somente pequenas coisas, na metade de dezembro foi anunciado. Essa é a história, sério, não tem mais nada. Eu me preocupo neste momento é que não seja parado o processo de paz na Colômbia. Isso devo dizer. E desejo que esse processo prossiga e, nesse sentido, nós estamos sempre à disposição para ajudar, com tantas formas de ajuda. Mas seria uma coisa ruim se não prosseguisse."

Reabertura

As embaixadas nos Estados Unidos e em Cuba serão reabertas oficialmente na próxima segunda-feira, dia 20 de julho, como resultado de uma reaproximação de dois anos entre os ex-rivais da Guerra Fria, que romperam os laços diplomáticos em 1961. Cuba confirmou a reabertura no último sábado, dia 11, por meio do site governista ‘Cubabate’. A diretora para os EUA da chancelaria cubana, Josefina Vidal, confirmou que “em 20 de julho, coincidindo com o dia do restabelecimento das relações, vai ser realizada a cerimônia de abertura de nossa embaixada em Washigton”.

Questionado por um jornalista dos Estados Unidos sobre o que Cuba teria a ganhar ou a perder depois do fim da Guerra Fria com Washington, o Papa enfatizou: “o encontro, a amizade, a colaboração – esse é o ganho”, indicando que ambos os países sairão ganhando.

Foto: AFP

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.