Arquidiocese do Rio de Janeiro

33º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/11/2018

18 de Novembro de 2018

Dom Orani celebra na Igreja de Nhá Chica

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Novembro de 2018

Dom Orani celebra na Igreja de Nhá Chica

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

11/07/2015 13:33 - Atualizado em 12/07/2015 14:46
Por: Carlos Moioli (moioli@arquidiocese.org.br )

Dom Orani celebra na Igreja de Nhá Chica 0

Dom Orani celebra na Igreja de Nhá Chica / Arqrio

Na tarde de sexta-feira, 10 de julho, o arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta presidiu missa em Baependi (MG), na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, onde estão os restos mortais da Bem-Aventurada Francisca Paula de Jesus, conhecida como Nhá Chica.

A missa foi concelebrada pelos bispos Auxiliares do Rio, Dom Luiz Henrique da Silva Brito, Dom Roque Costa Souza e Dom Paulo César Costa. Entre os membros do clero, o padre José Douglas Baroni, reitor da Igreja Episcopal de Nossa Senhora da Conceição de Nhá Chica.

Junto com seus bispos, Dom Orani esteve no sul de Minas Gerais, para participar da celebração de apresentação do novo bispo coadjutor da Diocese da Campanha, Dom Pedro Cunha Cruz, até então auxiliar na Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro.

Saudação do reitor a Dom Orani

Eminentíssimo Senhor
Orani João, Cardeal da Santa Igreja Romana Tempesta, da Ordem Cisterciense - DD. Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro

Excelentíssimos e Reverendíssimos Senhores Bispos Auxiliares,
Reverendos Senhores Padres
Membros do séquito Cardinalício,
Irmãos e Irmãs,

Quanta honra para a nossa cidade, para a cidade em que se santificou a Beata Nhá Chica, receber o Eminentíssimo Senhor Cardeal Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro e seu distinto séquito, que fez questão de ser peregrino nesta Colina Sagrada dedicada a Imaculada Conceição, a minha Sinhá de Nhá Chica, para prosseguir a sua viagem para a apresentação canônica do nosso novo Bispo Coadjutor.

Queremos, aos pés da Beata Nhá Chica, dizer que é esta a ocasião, valei-me Senhora da Conceição, para abençoar Vossa Eminência, referência máxima da Igreja no Brasil e expressão completa do perfil de um Bispo Pastor, que conhece as suas ovelhas, que as chama pelo nome, que vai ao encontro delas e que se faz peregrino do Bom Pastor não só pela sua Arquidiocese mais por todo o Brasil.

Vossa Eminência hoje é o Cardeal referência do povo brasileiro. Quando se fala de um bispo, em todos os quadrantes deste país continental, vem a mente dos mais simples e iletrados aos mais acadêmicos e doutores a figura maiúscula do Cardeal Tempesta, presente e admirado, nas redes sociais, nas mídias, na Televisão e na ação concreta do dia a dia de anunciar a esperança de Jesus Cristo a todos os homens e mulheres de boa vontade pelo seu testemunho credível de Bom Pastor.

Nosso novo Bispo Coadjutor, o Excelentíssimo Dom Pedro Cunha Cruz, pessoalmente me ligou hoje para fazer em seu nome as suas vezes e as honras de receber Vossa Eminência na terra que santificou Nhá Chica.

Meu professor de Direito Canônico, seu amigo pessoal que não preciso dizer o nome porque aquece a sua memória pela fidelidade deste grande jurisconsulto a sua pessoa, desde os tempos de São José do Rio Preto, me ensinou que um bispo auxiliar é preparado no coração, na mente e no testemunho do Bispo Diocesano. Assim toda a Diocese da Campanha, e eu particularmente, estamos todos esperançosos porque vemos em Dom Pedro uma extensão do que o Cardeal Tempesta. A sua simplicidade, a sua honestidade, a sua santidade, o seu trabalho em favor da evangelização, Cardeal Tempesta, traz para a Diocese da Campanha uma nova esperança.

A esperança que o senhor, tal como Nhá Chica, vive: de acolher a todos indistintamente e anunciar o Evangelho. Nesta tarde queremos consagrar Vossa Eminência e seu séquito a Nossa Senhora da Conceição. Queremos pedir a proteção da Beata Nhá Chica para a sua ação evangelizadora. Que a Beata, do alto desta colina, continue aquecendo o seu coração com a mesma fé e a mesma disposição que Nhá Chica falou aos humildes e aos poderosos de seu tempo: a esperança cristã, a evangelização sem rodeios e a fidelidade acima de tudo a Cristo e a Igreja. Seja bem vindo e que Nhá Chica ilumine o seu caminho e o recompense por ter formado Dom Pedro, segundo o coração de Cristo, para ser o bispo desta Diocese celeiro de santidade.

Padre José Douglas Baroni.
Pároco de Baependi e
Reitor da Igreja Episcopal de Nossa Senhora da Conceição de Nhá Chica.

Histórico de Nhá Chica

A mineira Nhá Chica, aclamada pelo povo ainda em vida como a "Santa de Baependi", foi beatificada pela Igrejano dia 4 de maio de 2013.
Órfã aos 12 anos, Francisca de Paula de Jesus entregou-se aos cuidados de Nossa Senhora e passou a vida ajudando a quem a procurava em busca de uma palavra de conforto, um conselho ou uma promessa de oração.

Sua fama de santidade foi se espalhando de tal modo que pessoas de muito longe vinham falar-lhe de suas dores e necessidades. Em 14 de junho de 1895, aos 87 anos de idade, Nhá Chica partiu para o Pai. Foi sepultada no interior da capela que construíra em honra a Nossa Senhora da Conceição, ao lado de sua casa.

Em 1991, ela recebeu o título de Serva de Deus e em 2010 foi proclamada Venerável, por suas virtudes heroicas. A sua beatificação foi possível, aprovado pelo Vaticano, por um milagre operado em Ana Lúcia Meirelles Leite, uma professora aposentada de Caxambu (MG), que pediu a intercessão da leiga e teve resolvido – sem necessitar de cirurgia - um problema congênito muito grave no coração.

Foto: Divulgação

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.