Arquidiocese do Rio de Janeiro

28º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 16/11/2018

16 de Novembro de 2018

Novos presidentes das comissões episcopais

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

16 de Novembro de 2018

Novos presidentes das comissões episcopais

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

21/04/2015 18:20 - Atualizado em 23/04/2015 21:41
Por: Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

Novos presidentes das comissões episcopais 0

Novos presidentes das comissões episcopais / Arqrio

Nesta terça-feira, 21 de abril, os bispos do Brasil reunidos em Aparecida (SP), na Assembléia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), começaram a escolher os presidentes das comissões episcopais:

Dom Jaime Spengler - Comissão dos Ministérios Ordenados e Vida Consagrada

O presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) foi eleito na manhã desta terça-feira, 21, no segundo escrutínio. O escolhido é dom Jaime Spengler, arcebispo metropolitano de Porto Alegre (RS).

Dom Jaime recebeu 205 votos de um total de 283 votantes, superando a maioria absoluta requerida no segundo escrutínio, que era de 143 votos. A comissão foi presidida pelo arcebispo de Palmas (TO), dom Pedro Brito Guimarães, no quadriênio 2011-2015.

Currículo

Dom Jaime é natural de Gaspar, em Santa Catarina, nascido em 1960. Ele estudou Filosofia no Instituto Filosófico São Boaventura, em Campo Largo (PR) e Teologia no Instituto Teológico Franciscano, em Petrópolis (RJ). O bispo é também doutor em Filosofia pela Pontifícia Universidade Antonianum de Roma.

Foi nomeado em novembro de 2010 pelo papa Bento VXI para bispo titular de Patara e auxiliar de Porto Alegre (RS), sendo ordenado em fevereiro do ano seguinte na paróquia São Pedro Apóstolo, na sua cidade natal, Gaspar, pelo núncio apostólico na ocasião, dom Lorenzo Baldisseri. Em 8 de setembro de 2013, o papa Francisco nomeou dom Jaime Spengler como novo arcebispo de Porto Alegre.

Seu lema episcopal é “in cruce gloriari” – Gloriar-se na cruz.

Dom Severino Clasen - Comissão para o Laicato

O episcopado do Brasil, reunidos na 53 Assembleia Geral da CNBB, reelegeu o bispo de Caçador (SC), dom Severino Clasen, nesta terça-feira, 21, como presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato. Dom Severino recebeu 159 dos 285 votos válidos.

O bispo de Caçador é natural de Petrolândia (SC). Foi ordenado presbítero em 1982. É pós-graduado em administração para a Organização do Terceiro Setor, pela Fundação Getúlio Vargas.

 Em 2005, foi nomeado bispo de Araçuaí (MG). Foi transferido para a diocese de Caçador em 2011. Seu lema é “Acolher e cuidar”.

Dom Esmeraldo Barreto - Comissão para Ação Missionária

O bispo auxiliar de São Luís (MA), dom Esmeraldo Barreto de Farias, foi eleito no segundo escrutínio para presidir a Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Dom Esmeraldo recebeu 219 votos do total de 277 votantes, alcançando assim a maioria absoluta necessária de 140 votos para o cargo.

A comissão foi presidida no quadriênio de 2011-2015 por dom Sérgio Braschi.

Currículo

Dom Esmeraldo nasceu em 1949, em Santo Antônio de Jesus (BA). Ordenado presbítero em 1977, em sua terra natal, é formado em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e em Teologia pelo Instituto de Teologia de Salvador (BA). O bispo foi presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB no período 2007-2011.

Em 2000, o papa João Paulo II o nomeou bispo da diocese de Paulo Afonso (BA), onde permaneceu até 2007, quando nomeado pelo papa Bento XVI para a diocese de Santarém (PA). De 2011 a 2015, foi arcebispo de Porto Velho (RO). Em março deste ano, o papa Francisco nomeou dom Esmeraldo bispo auxiliar de São Luís. Seu lema episcopal é “Levanta-te e anda”.

Dom Peruzzo - Comissão para Animação Bíblico-Catequética

Foi eleito em primeiro escrutínio para presidir a Comissão Episcopal Pastoral para Animação Bíblico-catequética o arcebispo de Curitiba (PR), dom José Antônio Peruzzo. Ele recebeu 221 votos, ultrapassando a maioria absoluta requerida de 142.

A comissão foi presidida no último quadriênio 2011-2015 por dom Jacinto Bergmann.

 Currículo

Nascido em Cascavel (PR) em 1960, dom Peruzzo foi ordenado sacerdote em 1985. Estudou Filosofia na Universidade Católica do Paraná, Teologia no Studium Theologicum de Curitiba (PR) e concluiu seu mestrado em Ciências Bíblicas no Pontifício Instituto Bíblico de Roma. O bispo também é doutor pela Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino, em Roma.

Em agosto de 2005 foi nomeado pelo papa Bento XVI bispo de Palmas-Francisco Beltrão (PR), onde permaneceu até o início de 2015, quando o papa Francisco o nomeou arcebispo metropolitano de Curitiba.

Dom Peruzzo tem como lema episcopal “Fazei discípulos... ensinai”.

Dom Pedro Cipollini - Comissão para Doutrina da Fé

O presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé da Conferência Nacional dos Bispo do Brasil (CNBB) foi eleito na tarde desta terça-feira, 21, no segundo escrutínio para o cargo. A comissão terá o bispo de Amparo (SP), dom Pedro Carlos Cipollini, à frente dos trabalhos. 

Dom Pedro Cipollini recebeu 188 votos de um total de 285 votantes, superando a maioria absoluta requerida no segundo escrutínio, que era de 144 votos. A comissão foi presidida pelo presidente eleito da CNBB, dom Sérgio da Rocha, no período entre 2011-2015.

Currículo

Natural de Caconde (SP), dom Pedro Cipoliini nasceu em 1952. Ele estudou Filosofia nas Faculdades Associadas do Ipiranga (UNIFAI), em São Paulo, e Teologia na Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção (SP), além de ser formado em Pedagogia. Seu doutorado em Teologia foi concluído na Universidade Gregoriana de Roma. 

Dom Cipollini era pároco em Campinas (SP) quando recebeu a nomeação do papa Bento XVI para bispo diocesano de Amparo.

Seu lema episcopal é “In nomine Iesu” – “Em nome de Jesus”.

Dom Francisco Biasin - Comissão para o Ecumenismo

O primeiro escrutínio para a Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realizado na noite do dia 21 de abril, reelegeu o bispo de Barra do Piraí – Volta Redonda (RJ), dom Francisco Biasin, para presidente da comissão. O resultado foi divulgado na manhã desta quarta-feira, 22.

O presidente reeleito recebeu 197 votos do total de 276, superando a maioria absoluta exigida no escrutínio, que era de 139 votos. O bispo já está à frente da Comissão desde 2011.

Currículo

Dom Francisco Biasin nasceu em 1943 na cidade de Arzercavalli, em Pádua, na Itália. Estudou Filosofia e Teologia no Seminário Maggiore di Padova, da Itália, e concluiu sua especialização em Catequese pelos Salesianos em Milão.

Foi ordenado sacerdote em 1968, em Padova, na Itália, e após um curso de Espiritualidade Sacerdotal organizado pelo Movimento dos Focolares veio para o Brasil como sacerdote fidei donum, para trabalhar na diocese de Petrópolis (RJ).

Em julho de 2003 foi nomeado pelo papa João Paulo II bispo da diocese de Pesqueira (PE), onde permaneceu até 2011, quando nomeado pelo papa Bento XVI bispo auxiliar da diocese de Barra do Piraí. Em outubro de 2012, Bento XVI também o nomeou membro do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso do Vaticano.

Dom Biasin tem como lema episcopal “Dar a vida pelos irmãos”.

Dom Guilherme Werlang - Comissão Caridade, Justiça e Paz

O bispo de Ipameri (GO), dom Guilherme Werlang, foi reeleito no segundo escrutínio para presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o serviço da Caridade, Justiça e Paz da CNBB.

Currículo

Dom Guilherme é natural de São Carlos (SC), nascido em 1950. Foi ordenado presbítero em 1979 e concluiu seus estudos de Filosofia em Passo Fundo (RS); Teologia em Porto Alegre (RS) e sua pós-graduação em Liturgia, em São Paulo.

Foi nomeado bispo de Ipameri (GO) pelo papa João Paulo II em 1999, sendo ordenado no mesmo ano pelo bispo de sua congregação, Dom Anselmo Müller.

Seu lema episcopal é “Para que todos tenham vida”

Dom Darci Nicioli - Comissão para a Comunicação 

Foi eleito no segundo escrutínio para presidir a Comissão Episcopal Pastoral para Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) o bispo titular de Tito e auxiliar de Aparecida (SP), dom Darci José Nicioli. Ele recebeu 207 votos, ultrapassando a maioria absoluta requerida de 138.

No último quadriênio 2011-2015 a comissão foi presidida por dom Dimas Lara Barbosa.

Currículo

Nascido em Jacutinga (MG) em 1959, dom Darci foi ordenado sacerdote em 1986. Estudou Filosofia na Pontifícia Universidade Católica de Campinas (SP) e Teologia no Instituto Teológico São Paulo (ITESP).  O bispo também é mestre em Teologia pelo Pontifício Ateneo St. Anselmo, de Roma.

Em novembro de 2012 foi nomeado bispo auxiliar de Aparecida (SP) pelo papa Bento XVI, tornando-se à época o bispo brasileiro mais jovem.

Seu lema episcopal é “Que a tua luz brilhe”.

Dom Vilsom Basso - Comissão para a Juventude

O bispo de Caxias do Maranhão (MA), dom Vilsom Basso, SCJ, foi eleito no primeiro escrutínio para presidir a Comissão Episcopal para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Dom Vilson Basso recebeu 171 dos votos do total de 273 votantes, alcançando assim a maioria absoluta requerida de 138 votos para o cargo.

Currículo

Dom Vilson Basso é natural de Tuparendi (RS), nascido em 16 de fevereiro de 1960. Ingressou para o Seminário de Filosofia em 1979, e concluiu a formação em Teologia no ano de 1985, sendo ordenado presbítero, no mesmo ano. Possui especialização em Planejamento Pastoral pela Universidade de Bogotá (Colômbia).

Durante sua trajetória no sacerdócio atuou como vigário paroquial do santuário São Judas Tadeu em São Paulo e como formador em Cagayan de Oro, nas Filipinas

Em março de 2010, foi nomeado bispo de Caxias do Maranhão, pelo papa emérito Bento XVI, recebendo a ordenação episcopal em 30 de maio do mesmo ano.

Seu lema episcopal é “Ecce venio, Domine” – “Eis-me aqui Senhor”.


Dom João Bosco Barbosa - Comissão Vida e Família

O presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispo do Brasil (CNBB) foi eleito na tarde desta quarta-feira, 22, ainda no primeiro escrutínio para o cargo. A comissão terá o bispo de Osasco (SP), dom João Bosco Barbosa de Sousa, à frente dos trabalhos. 

Dom João Bosco recebeu 150 votos de um total de 267 votantes, superando a maioria absoluta requerida de 135 votos. A comissão foi presidida pelo bispo de Camaçari (BA), dom João Carlos Petrini, no período entre 2011-2015.

Currículo

Natural de Guaratinguetá (SP), dom João Bosco Barbosa nasceu em 1952 e foi ordenado presbítero em1978. Ele estudou Filosofia e Teologia no Instituto Filosófico e Teológico de Petrópolis (RJ). Ele também é graduado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e cursou Comunicação Social na União Católica Internacional de Imprensa, dos países do leste europeu.

Foi nomeado pelo papa Bento XVI bispo da diocese de União da Vitória (PR) em 2007. Em 2014, o papa Francisco nomeou dom João Bosco bispo de Osasco.

Seu lema episcopal é “Cristo nossa vitória”.

 

Dom João Justino - Comissão para Cultura e Educação

O bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG), dom João Justino de Medeiros Silva, foi eleito no segundo escrutínio para presidir a Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Dom João Justino recebeu 227 votos do total de 280 votantes, alcançando assim a maioria absoluta requerida de 141 votos para o cargo.

A comissão foi presidida no quadriênio de 2011-2015 por dom Joaquim Giovanni Mol Guimarães.

Currículo

Dom João Justino nasceu em 1966, em Juiz de Fora (MG). Foi ordenado sacerdote em 1992, após estudar Filosofia e Teologia no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio. O bispo é também mestre e doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma.

Foi nomeado bispo auxiliar da arquidiocese de Belo Horizonte em 2011, pelo papa Bento XVI.

Seu lema episcopal é “In testimonium de lumine” – “Para dar testemunho da luz”.

 
Dom Armando Bucciol - Comissão da Liturgia

Os bispos presentes na 53ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), reelegeu o bispo da diocese de Livramento de Nossa Senhora (BA), dom Armando Bucciol, como presidente na Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia. Dom Armando recebeu 223 dos 281 votos válidos, ultrapassando a maioria absoluta de 142, exigida no primeiro escrutínio.

Currículo

Dom Armando nasceu em Villanova de Motta de Livenza, na Itália, em 1946, e ordenou-se presbítero em 1971, na Itália. É formado em Teologia por Vittorio Veneto, pós-graduado em Ensino Religioso Catequético e cursou doutorado em Roma, tornando-se doutor em Sagrada Teologia com especialização em Liturgia Pastoral, no Instituto Liturgia Pastoral em Santa Justina, Padova.

Em 2004 foi nomeado bispo de Livramento pelo papa Bento XVI. Desde 2001 dom Armando conduz a Comissão para a Liturgia, que tem como objetivo “acompanhar, incentivar e promover a vida litúrgica e a sua renovação e inculturação através da articulação com os Regionais, visando a formação litúrgica em todos os níveis e um sólido aprofundamento teológico das celebrações para que elas contribuam para a maturidade das pessoas comunidades em Cristo em vista da construção do Reino de Deus”.

Seu lema episcopal é "Charitas Christi urget nos!” - O amor de Cristo nos impulsiona.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.