Arquidiocese do Rio de Janeiro

30º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 22/05/2019

22 de Maio de 2019

Francisco propõem diálogo entre católicos e luteranos

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

22 de Maio de 2019

Francisco propõem diálogo entre católicos e luteranos

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

22/01/2015 15:33 - Atualizado em 22/01/2015 15:33
Por: Rádio Vaticano

Francisco propõem diálogo entre católicos e luteranos 0

Francisco propõem diálogo entre católicos e luteranos / Arqrio

o Pontífice recebeu no Vaticano uma delegação ecumênica da Finlândia, que tradicionalmente vem a Roma em peregrinação para celebrar Santo Henrique, Padroeiro do país. Liderado pelo Bispo Vikström, o grupo de 12 pessoas ouviu as palavras de Francisco, que louvou este “encontro espiritual e ecumênico entre católicos e luteranos”.

O caminho com Papa Woityla

Trinta anos atrás, a primeira delegação ecumênica finlandesa a visitar o Vaticano foi recebida pelo Papa João Paulo VI, que enalteceu seu esforço pela unidade. “Naquele momento, já haviam sido feitos passos importantes no caminho rumo à plena e visível unidade dos cristãos. E desde então, muito foi feito e – tenho certeza - muito ainda será feito na Finlândia neste sentido”, disse Francisco.

A visita da delegação ecumênica se dá justamente enquanto se celebra, no Hemisfério Norte, a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos. Este ano, a iniciativa tem como tema: “Dá-me de beber”, palavras de Jesus dirigidas à Samaritana no poço de Jacó.

Testemunho comum

Como narrado no Evangelho, “o Senhor é a fonte de toda graça; seus dons transformam quem os recebe, tornando-os testemunhas da verdadeira vida, que provém somente de Cristo. “Como o senhor observou, Bispo Vikstrom, católicos e luteranos podem ainda fazer muito juntos para dar testemunho da misericórdia divina em nossas sociedades. O testemunho comum é muito necessário quando há desconfiança, insegurança, perseguições e sofrimento em meio a tantas pessoas no mundo de hoje”, refletiu o Papa.

Segundo o Pontífice, “este testemunho comum pode ser sustentado e encorajado pelo progresso no diálogo teológico entre as Igrejas”. Citando alguns progressos obtidos neste caminho, completou reafirmando seu desejo de que esta visita a Roma contribua para reforçar as relações ecumênicas entre luteranos e católicos na Finlândia, muito positivas há anos. “Que o Senhor nos envie o Espírito de verdade e nos guie rumo a uma maior caridade e unidade”, terminou.

Foto: Observatório Romano

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.