Arquidiocese do Rio de Janeiro

27º 19º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/07/2019

23 de Julho de 2019

Francisco condena brutalidades no Níger

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Julho de 2019

Francisco condena brutalidades no Níger

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

21/01/2015 18:05 - Atualizado em 21/01/2015 18:10
Por: Rádio Vaticano

Francisco condena brutalidades no Níger 0

Francisco condena brutalidades no Níger / Arqrio

No final da Audiência desta quarta-feira, 21 de janeiro, o Papa denunciou as “brutalidades” cometidas no Níger, com um apelo:

“Gostaria de convidá-los a rezar juntos pelas vítimas das manifestações desses últimos dias no amado Níger. Foram cometidas brutalidades contra cristãos, crianças e igrejas. Invoquemos do Senhor o dom da reconciliação e a paz, para que jamais o sentimento religioso se torne ocasião de violência, de abuso e de destruição. Faço votos que se possa restabelecer o quanto antes um clima de respeito recíproco e de pacífica convivência pelo bem de todos.”

No sábado, na capital Niamey, milhares de pessoas participaram das manifestações contra as charges publicadas pela revista satírica francesa 'Charlie Hebdo'. No total, 45 igrejas, cinco hotéis, 36 bares, um orfanato e uma escola cristã foram saqueados antes de serem incendiados, disse o porta-voz da polícia, Adily Toro. Igrejas evangélicas brasileiras estão entre as 45 instituições incendiadas. Nas manifestações morreram cinco pessoas e 128 ficaram feridas.

Itamaraty

A Embaixada do Brasil em Cotonou, capital da República do Benin, responsável pelas relações com a República do Níger, mantém contato constante com a comunidade brasileira naquele país, que totaliza 33 pessoas, todos missionários e familiares. Nenhum nacional brasileiro foi ferido nos enfrentamentos registrados nos últimos dias. A situação em Niamey, capital nigerina, mostra-se mais calma desde a segunda-feira, dia 19.

Quanto aos locais de trabalho da comunidade brasileira atingidos pelas manifestações em Niamey, foram destruídos dois templos evangélicos administrados pela ONG americana World Horizon, dois templos administrados pela Igreja Presbiteriana Viva de Volta Redonda e a missão Casa Guerreiro de Deus.

A Embaixada do Brasil em Cotonou mantém contato permanente com o Governo do Níger, junto ao qual manifestou preocupação com a segurança da comunidade brasileira. A área consular do Ministério das Relações Exteriores vem mantendo contato direto com a Embaixada em Cotonou para fins de monitoramento da situação e finalização de plano de contingência a ser implementado em caso de necessidade.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.