Arquidiocese do Rio de Janeiro

27º 18º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 20/05/2019

20 de Maio de 2019

Os budistas amam o Papa Francisco: diz o bispo cingalês

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

20 de Maio de 2019

Os budistas amam o Papa Francisco: diz o bispo cingalês

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

14/01/2015 15:05 - Atualizado em 14/01/2015 15:05
Por: Rádio Vaticano

Os budistas amam o Papa Francisco: diz o bispo cingalês 0

Os budistas amam o Papa Francisco: diz o bispo cingalês / Arqrio

A visita do Papa Francisco ao Sri Lanka se concluirá nesta quinta-feira, mas os compromissos públicos do Santo Padre em terras cingalesas concluíram-se nesta quarta-feira com a oração mariana no Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Madhu. Sobre o significado da visita do Pontífice ao Sri Lanka, eis o que nos disse o bispo de Anuradhapura, Dom Norbert Marshall Andradi, comentou sobre a visita de Francisco

 “Para nós é uma oportunidade importante, por sua mensagem de paz e de reconciliação entre os povos deste país. De fato, devemos – como nação – caminhar rumo à paz permanente, no sentido que devemos encontrar um mecanismo político que assegure os direitos às minorias.”,  apontou Dom Norbert Marshall Andradi.

Como é para os católicos daqui viver num país em que são minoria?

Dom Norbert Marshall Andradi:- “A questão é significativa, para mim, porque na diocese em que vivo os católicos são 1% da população. Buscamos viver entre os demais da melhor forma possível... Neste período não há grandes dificuldades; por vezes há algum extremista que cria problemas, mas normalmente convivemos tranquilamente... Por exemplo, sempre encontro os líderes budistas: eles ficaram muito contentes com nosso convite a encontrar o Papa...”

 O senhor tem contatos com os budistas, há algo do Santo Padre que chama a atenção deles?

Dom Norbert Marshall Andradi:- “O amor do Papa pelos pobres, seu esforço para criar a paz no mundo e tudo aquilo que busca fazer no mundo inteiro: por exemplo, com suas viagens pastorais, indo recentemente à Palestina, à Turquia e também à Albânia... Eles amam-no por este empenho que assume como homem de paz, de reconciliação e também por ser um homem que ama os pobres, um homem que busca criar boas relações com todas as outras religiões...”

Qual fruto espera desta viagem?

Dom Norbert Marshall Andradi:- “Creio que com esta viagem do Santo Padre nos sentimos muito encorajados. Impressionou-nos o fato de ele ter vindo aqui, a este pequeno país, mesmo antes de visitar seu país natal, aonde ainda não foi. O fato de ele ter decidido vir estar entre nós é um grande encorajamento para nós, para crescermos em nossa fé, para conhecermos melhor a nossa vocação à santidade.”

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.