Arquidiocese do Rio de Janeiro

27º 18º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 20/05/2019

20 de Maio de 2019

O Papa encoraja católicos e luteranos a prosseguir no caminho do diálogo ecumênico

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

20 de Maio de 2019

O Papa encoraja católicos e luteranos a prosseguir no caminho do diálogo ecumênico

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

18/12/2014 14:15 - Atualizado em 18/12/2014 14:15
Por: Rádio Vaticano

O Papa encoraja católicos e luteranos a prosseguir no caminho do diálogo ecumênico 0

O Papa encoraja católicos e luteranos a prosseguir no caminho do diálogo ecumênico / Arqrio

O Papa Francisco iniciou sua série de audiência, na manhã desta quinta-feira (18/12), recebendo, na Sala Clementina, no Vaticano, 13 Embaixadores junto à Santa Sé, para a apresentação de suas Cartas Credenciais.

A seguir, recebeu uma delegação de onze representantes da Igreja Evangélica Luterana alemã e da Comissão Ecumênica da Conferência Apostólica da Alemanha, em visita ecumênica a Roma.

Em sua saudação aos presentes, o Santo Padre disse que “o diálogo oficial entre luteranos e católicos percorreu quase 50 anos de intenso trabalho. O notável progresso, que foi realizado, com a ajuda de Deus, constitui um sólido fundamento de sincera amizade, vivida na fé e na espiritualidade. E o Papa ponderou:

“Não obstante as diferenças teológicas, que ainda permanecem em várias questões de fé, colaboração e convivência fraterna, caracterizam a vida das nossas Igrejas e Comunidade eclesiais, comprometidas em um caminho ecumênico comum. A responsabilidade ecumênica da Igreja Católica, frisou o Papa, faz parte da sua tarefa essencial, convocada e orientada pela unidade de Deus Uno e Trino.

Documentos conjuntos, - como a “Declaração Comum sobre a Doutrina da Justificação”, entre a Federação Luterana Mundial e o Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos, assinada há quinze anos, - são importantes pedras fundamentais, que permitem prosseguir, com confiança, na estrada ecumênica traçada. Aqui, o Papa encorajou:

“O objetivo comum da unidade plena e visível dos cristãos parece, às vezes, distanciar-se por causa de diversas interpretações no âmbito do diálogo, do real significado de Igreja e da sua unidade. Não obstante tais questões abertas, não devemos resignar-nos, mas, ao contrário, concentrar-nos sobre os passos futuros.”

Entretanto, advertiu o Papa, não devemos nos esquecer que estamos trilhando juntos um caminho de amizade, de estima mútua e de pesquisa teológica, um caminho que nos torna esperançosos quanto ao futuro. Neste sentido, expressou sua satisfação pelo trabalho que a Comissão de diálogo bilateral, entre Bispos alemães e evangélicos-luteranos, estão para terminar sobre o tema “Deus e a dignidade do homem”. E recordou:

“O diálogo ecumênico, hoje, não pode ser separado da realidade e da vida das nossas Igrejas. Em 2017, os cristãos luteranos e os católicos vão comemorar, juntos, o quinto Centenário da Reforma. Trata-se de uma ocasião em que, luteranos e católicos, terão, pela primeira vez, a possibilidade de participar de uma comemoração ecumênica em todo o mundo, professando a própria fé comum em Deus Uno e Trino.”

Ao centro deste evento, disse por fim o Bispo de Roma, além da oração comum, se destaca o íntimo pedido de perdão pelas culpas recíprocas e alegria de percorrer, juntos, um caminho ecumênico partilhado. O Papa concluiu fazendo votos de que tal comemoração da Reforma possa encorajar a todos a dar, com a ajuda de Deus e as luzes do Espírito Santo, ulteriores passos rumo à unidade.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.