Arquidiocese do Rio de Janeiro

27º 19º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/07/2019

23 de Julho de 2019

Papa deixa mensagem contra proliferação de armas nucleares

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Julho de 2019

Papa deixa mensagem contra proliferação de armas nucleares

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

09/12/2014 14:35 - Atualizado em 09/12/2014 14:36
Por: Agência Ecclesia

Papa deixa mensagem contra proliferação de armas nucleares 0

Papa deixa mensagem contra proliferação de armas nucleares / Arqrio

O Papa deixou um alerta contra a proliferação de armas nucleares, um “problema global” que afeta todos os países e as “gerações futuras”, numa mensagem divulgada hoje pelo Vaticano.

O texto foi lido na conferência sobre o impacto humanitário destes armamentos, que termina hoje em Viena, Áustria.

“A dissuasão nuclear e a ameaça de destruição mútua garantida não podem ser a base de uma ética de fraternidade e de coexistência pacífica entre povos e Estados”, escreveu Francisco.

O Papa defende que a juventude “merece muito mais”, pedindo uma “ordem mundial pacífica baseada na unidade da família humana”.

“Agora é o momento de contrariar a lógica do medo com a ética da responsabilidade e assim cultivar um clima de confiança e diálogo sincero”, acrescenta.

A mensagem critica os gastos dos governos internacionais em armas nucleares, um “erro” que retira recursos que deveria ser destinados “ao desenvolvimento humano integral, à saúde, à educação e à luta contra a pobreza extrema”.

O desejo de paz, precisa, “não pode ser satisfeito apenas por meios militares e menos ainda pela posse de armas nucleares e outras armas de destruição em massa”.

Francisco conclui com um apelo ao diálogo entre organizações internacionais, comunidades religiosas e sociedade civil em favor do bem comum.

“Um mundo sem armas nucleares é um objetivo partilhado por todas as nações, bem como a aspiração de milhões de homens e mulheres. O futuro e a sobrevivência da família humana exigem que se vá para lá deste objetivo, assegurando que se torne uma realidade”. 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.