Arquidiocese do Rio de Janeiro

27º 19º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/07/2019

23 de Julho de 2019

Vida Consagrada: Papa pede coragem na reforma de hábitos e estruturas

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Julho de 2019

Vida Consagrada: Papa pede coragem na reforma de hábitos e estruturas

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

27/11/2014 17:22 - Atualizado em 27/11/2014 17:28
Por: Agência Ecclesia

Vida Consagrada: Papa pede coragem na reforma de hábitos e estruturas 0

Vida Consagrada: Papa pede coragem na reforma de hábitos e estruturas / Arqrio

O Papa sublinhou hoje no Vaticano a importância da Vida Consagrada “não ter medo de reformar hábitos e estruturas”, numa audiência com membros da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica.

De acordo com a sala de imprensa da Santa Sé, Francisco destacou a importância das congregações religiosas e seculares privilegiarem na sua missão e carisma ações que “respondam ao que Deus pede hoje” para a humanidade, “para o seu Reino”.

E evitarem “estruturas que lhes dão falsa proteção e condicionam o dinamismo da caridade; costumes que os afastam do rebanho ao qual são enviados e os impedem de ouvir o grito daqueles que aguardam a Boa Nova de Jesus Cristo”, apontou o Papa argentino.

O encontro de Francisco com os membros da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica aconteceu a três dias do lançamento do Ano da Vida Consagrada.

Aquele organismo da Santa Sé, presidido pelo cardeal João Braz de Aviz, está atualmente reunido em plenário no Vaticano, com cerca de 80 participantes a abordarem o tema “Vinho novo em odres novos”, expressão retirada do Evangelho de São Marcos.

Na mensagem que deixou aos membros da Congregação, o Papa sublinhou alguns dos principais desafios que a Vida Consagrada atualmente enfrenta, como a falta de vocações, em parte devido “à sua pouca força de atração”, também “a resistência de alguns setores à mudança” e “o interesse por cargos institucionais e ministeriais em detrimento da vida espiritual”.

Francisco incentivou os consagrados a “escutarem os sinais do Espírito que abre novos horizontes, sempre a partir do Evangelho e inspirados na audácia criativa dos seus fundadores e fundadoras”.

Exortou-os também a prosseguirem um “caminho da renovação iniciado há 50 anos, com o Concílio Vaticano II”, de forma a poderem “avaliar as novidades à luz da Palavra de Deus e “escutarem as necessidades da Igreja e do mundo”.

O plenário da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica vai prolongar-se até este sábado e está inserido no Ano da Vida Consagrada.

Uma iniciativa convocada pelo Papa no contexto dos 50 anos do Concílio Vaticano II e, em particular, dos 50 anos da publicação do decreto conciliar sobre a renovação da vida consagrada.

Subordinado ao lema “Chamados a levar a todos o abraço de Deus”, o evento pretende até 2 de fevereiro de 2016 ajudar institutos religiosos e seculares a concretizarem três grandes objetivos:

“Fazer memória agradecida do passado”, “abraçar o futuro com esperança” e “viver o presente com paixão”.

Em Portugal, a coordenação das atividades está a cargo da CIRP – Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal.



Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.