Arquidiocese do Rio de Janeiro

36º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 12/12/2018

12 de Dezembro de 2018

Oração pela Terra Santa nesta quinta-feira

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

12 de Dezembro de 2018

Oração pela Terra Santa nesta quinta-feira

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

30/07/2014 17:20 - Atualizado em 30/07/2014 17:23
Por: Agência Ecclesia

Oração pela Terra Santa nesta quinta-feira 0

Oração pela Terra Santa nesta quinta-feira / Arqrio

Casal palestiniano vai ler um texto escrito neste encontro

A Gruta do Presépio ao Vivo de Priscos, em Braga (Portugal), acolherá nesta quinta-feira, a partir das 21h30, um momento de oração pela paz em Israel e na Palestina e para que na Terra Santa “todos possam respirar”.

“A intenção é ajudar a criar um clima social e religioso em que a paz possa surgir, é um grito pela paz. Pretendemos que a Palestina e Israel sejam um lugar onde todos possam respirar e ser felizes”, explica o organizador do encontro, padre João Torres.

Um casal palestiniano vai ler um texto escrito para este momento e “outros textos de muçulmanos e judeus que residem em Portugal” também vão ser lidos, esta quinta-feira, na Gruta do Presépio ao Vivo de Priscos.

“Não podemos ficar calados diante do sofrimento dos palestinianos e do medo dos israelitas”, considera o padre João.

Para o sacerdote da Arquidiocese de Braga, as pessoas devem fazer alguma coisa e sugere que se unam a esta iniciativa, por meio de orações e atitudes concretas que promovam a paz, nas redes sociais e em todo o lugar.

Ele apelou “aos responsáveis” de Portugal e “aos católicos em particular que levantem os olhos para o céu e façam alguma coisa para algo de bom aconteça.

Em tempo de guerras, a organização revela que pretendem “falar de pensamentos de paz, de amor, de compreensão”.

“Não queremos falar sobre aquilo que todo mundo já sabe; não queremos comentar sobre aquilo que todos se julgam especialistas; não queremos ver na televisão mais dor nem mais sofrimento”, disse o padre.

A organização recorda que em 2012 também rezaram pela “paz na Palestina e em Israel com presença do Nobel da Paz Dom Ximenes Belo”.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.