Arquidiocese do Rio de Janeiro

33º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 17/11/2018

17 de Novembro de 2018

CNBB divulga cartilha de orientações para eleições 2014

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

17 de Novembro de 2018

CNBB divulga cartilha de orientações para eleições 2014

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

06/05/2014 17:16 - Atualizado em 06/05/2014 17:17
Por: Fabíola Goulart (fabiolagoulart@testemunhodefe.com.br)*

CNBB divulga cartilha de orientações para eleições 2014 0

CNBB divulga cartilha de orientações para eleições 2014 / Arqrio

O presidente da Comissão Episcopal para o Laicato da CNBB, Dom Severino Clasen, apresentou na tarde da última segunda-feira, dia 5 de maio, em coletiva de imprensa da 52ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, a cartilha “Seu voto tem consequências: Um novo mundo, uma nova sociedade”.

Elaborada por comissões sociopolíticas, unido ao Centro Nacional de Fé e Política “Dom Helder Câmara”, o documento tem o objetivo de instruir os eleitores a votar com consciência, tendo critérios na escolha do candidato.

A cartilha é dividida em três partes. O capítulo “Ver” descreve a realidade sociopolítica do país, como as conquistas significativas e os desafios atuais. As manifestações de junho e julho do ano passado também fazem parte da reflexão.

Em “Julgar”, o documento analisa sinais de uma economia de exclusão e chama a atenção para a desigualdade social. São também propostas algumas opções que devem estar presentes na transformação da realidade brasileira a partir das urnas, como a reforma no sistema político, a ética na política, a universalização dos direitos humanos e a democratização dos meios de comunicação.

No último capítulo, “Agir”, são lançados os novos horizontes para o Brasil. A reforma política tem destaque, assim como a responsabilidade dos cristãos no papel social e a cidadania como prática social.

Cartilha para todos

A iniciativa já foi realizada nas últimas eleições, em 2012, na escolha de vereadores e prefeitos brasileiros. Na ocasião, mais de 70 mil cartilhas foram distribuídas gratuitamente nas dioceses e paróquias.

“Este ano queremos ultrapassar este número, pois é importante que também estejamos aptos e conscientes para a eleição dos nossos senadores, deputados, governador e presidente, saber se os candidatos estão do lado da justiça e do bem comum ou daqueles que não se preocupam com a população”, reforçou o bispo de Caçador (SC).

Segundo o bispo, a exortação apostólica do Papa Francisco, Evangelii Gaudium, teve um peso decisivo para a construção da cartilha, assim como outros documentos do Concílio Vaticano II. “Queremos uma Igreja em que o povo não seja assistente, mas participante em todas as suas esferas”, destacou Dom Severino Clasen.

Muito mais que as urnas

Para Dom Severino, não é só no voto que o cristão deve exercer a sua cidadania, mas também na participação dos conselhos comunitários e demais organizações de sua realidade.

“O leigo, quando chamado para integrar alguma comissão, deve ir e lá ele deve dar a sua contribuição. Ás vezes, deixamos que os outros que tem intenções duvidosas tomar a frente e devemos ser sal da terra também nessas realidades, na construção de um mundo novo”, explicou.

*Enviada a Aparecida (SP)

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.