Arquidiocese do Rio de Janeiro

25º 18º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/10/2018

23 de Outubro de 2018

PNE: Câmara vota Plano que contém ideologia de gênero

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Outubro de 2018

PNE: Câmara vota Plano que contém ideologia de gênero

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

06/05/2014 16:11 - Atualizado em 06/05/2014 16:21
Por: Da Redação*

PNE: Câmara vota Plano que contém ideologia de gênero 0

PNE: Câmara vota Plano que contém ideologia de gênero / Arqrio

Nesta terça-feira, 6 de maio, o projeto de lei nº 8035/2010, mais conhecido como Plano Nacional de Educação (PNE 2011 – 2020), será votado mais uma vez. Com a relatoria do deputado Angelo Vanhoni (PT/PR), o projeto sofre vários embates, principalmente na questão ideologia de gênero, que tenta entrar no sistema de ensino educacional brasileiro.

A última votação do PNE aconteceu no dia 22 de abril e reuniu mais de 150 jovens e líderes pró-vida e família católicos, na Câmara dos Deputados. A forte manifestação contra a ideologia de gênero auxiliou na conquista de um resultado importante. O artigo 2º do Plano foi aprovado com o texto antes votado no Senado Federal, sem a ideologia, ficando desta maneira:

III – superação das desigualdades educacionais, com ênfase na promoção da cidadania e na erradicação de todas as formas de discriminação

Na ocasião, dos 26 deputados presentes na Comissão Especial da Câmara para a votação do PNE, 15 se manifestaram a favor da redação do texto acima citado e 11 contra.

Mesmo com esta vitória, a luta ainda não acabou. Agora será necessário retirar toda menção referente à ideologia de gênerono destaque da meta 3.12 do PNE. A redação atual se encontra desta maneira:

“Implementar políticas de prevenção à evasão motivada por preconceito e discriminação racial, por orientação sexual ou identidade”

Além do trabalho que as lideranças pró-vida e família já estão fazendo com os deputados, é de suma importância a participação cidadã junto a estes parlamentares. Uma forma bastante efetiva de manifestação de opinião é a assinatura de uma petição sobre o assunto.

O grupo CitizenGO está organizando uma petição (acesse aqui) contra a ideologia de gênero no PNE. Até o momento 9,6 mil pessoas já assinaram a manifestação. Além da assinatura, é indispensável a presença dos cristãos no plenário para a votação do PNE.

O PNE e a ideologia

Enviado ao Congresso Nacional em 15 de dezembro de 2010, o PNE apresenta 10 diretrizes e 20 metas para as políticas voltadas à educação no próximo decênio. Entre as propostas está a destinação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação pública e/ou privada. Mas um ponto grave em uma destas propostas é a inclusão da ideologia de gênero, que pode ser introduzida já nos primeiros anos de ensino das crianças em escolas brasileiras.

Sobre esta tentativa de inclusão desta ideologia, Dom Leonardo Ulrich Steiner, secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos (CNBB), foi taxativo: “A questão da ideologia de gênero precisa ser discutida em outros fóruns. Nós não podemos propor isso como um elemento normal dentro de algumas perspectivas de educação no Brasil”.

Sobre o Plano

De acordo com o Arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, em nota sobre o PNE, "é importante saber que a palavra gênero substitui – por uma ardilosa e bem planejada manipulação da linguagem – o termo sexo. Tal substituição não se dá, porém, como um sinônimo, mas, sim, como um vocábulo novo capaz de implantar na mente e nos costumes das pessoas conceitos e práticas inimagináveis."

Ele explicou que nesse modelo inovador de sociedade, não existiria mais homem e mulher distintos segundo a natureza, mas, ao contrário, só haveria um ser humano neutro ou indefinido que a sociedade. "Vê-se, portanto, quão arbitrária, antinatural e anticristã é a ideologia de gênero contida no Plano Nacional de Educação (PNE) e que por essa razão merece a sadia reação dos cristãos e de todas as pessoas de boa vontade a fim de pedir que nossos representantes no Congresso Nacional façam, mais uma vez, jus ao encargo que têm de serem nossos representantes e rejeitem, peremptoriamente, a ideologia de gênero em nosso sistema de ensino."


Veja Também: Educação ou ideologias
Nota sobre o PNE
Posição dos juristas católicos sobre o PNE

* Com informações do Zenit

Foto: Sefot/Câmara

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.