Arquidiocese do Rio de Janeiro

36º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 12/12/2018

12 de Dezembro de 2018

Protagonistas da Fé

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

12 de Dezembro de 2018

Protagonistas da Fé

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

18/01/2014 14:42 - Atualizado em 21/01/2014 19:36
Por: Cláudia Brito de Albuquerque e Sá (claudiabrito@testemunhodefe.com.br)

Protagonistas da Fé 0

Protagonistas da Fé / Arqrio

A abertura do processo de beatificação do casal Zélia e Jerônimo aconteceu durante as festividades de São Sebastião. Na manhã do dia 20 de janeiro, os restos mortais dos Servos de Deus Zélia e Jerônimo estavam presentes na missa do padroeiro da cidade do Rio, celebrada pelo arcebispo e cardeal eleito Dom Orani João Tempesta, na Paróquia São Sebastião, na Tijuca.

Segundo o vigário episcopal para a Vida Consagrada e responsável pelos processos de candidatos à causa dos santos da Arquidiocese do Rio, Dom Roberto Lopes, eles são um casal fluminense que exala santidade e podem ser grandes ícones para todo o mundo.

“Mais uma vez a Arquidiocese do Rio se alegra em abrir mais um processo para beatificação, nas celebrações do padroeiro, que é novamente o grande protagonista, pois no ano passado demos início também durante a Trezena de São Sebastião ao processo de beatificação da Serva de Deus Odetinha”, motivou.  

No dia 20, as duas urnas de acrílico com os restos mortais do casal forão lacradas e apresentadas aos fiéis. Neste dia, foi lida a ata. As bulas, feitas em pergaminho pelas monjas clarissas, forão colocadas dentro das urnas que foram levantadas para que todos pudessem contemplar.

Após a missa, as duas urnas forão transladadas pelo Corpo de Bombeiros para a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, na Gávea, local oficial para culto. 

A primeira etapa da abertura do processo de beatificação, aconteceu na noite do dia 18 de janeiro, na Paróquia Nossa Senhora de Copacabana, em Copacabana. A celebração jurídica, com o Tribunal Eclesiástico, também foi presidida pelo arcebispo do Rio.

A partir do momento que a Congregação para a Causa dos Santos reconhecer as virtudes heroicas deles, e apresentando os milagres, poderá acontecer a beatificação.

“O casal teve uma vida muito santa, dentro da própria vida familiar. Geraram 13 filhos, morreram quatro e os outros nove se consagraram a Deus: três sacerdotes e seis religiosas. Eles tratavam seus empregados como pessoas amigas; eram realmente um referencial. É um casal que ressalta a beleza da família, que realmente é o grande instrumento para a santificação. A abertura do processo do casal Zélia e Jerônimo é uma resposta à piedade do povo de Deus”, salientou Dom Roberto.

Jerônimo Magalhães nasceu em Magé, na Baixada Fluminense, e Zélia Pedreira em Niterói. Casaram-se em 27 de julho de 1876, na Chácara da Cachoeira, na Tijuca. “Mesmo eles não tendo nascido na cidade do Rio, Zélia morreu em nossa arquidiocese. Pedimos a transferência de competência apenas do Jerônimo, porque sua morte aconteceu na Diocese de Nova Friburgo”, explicou Dom Roberto. Ele convidou a todos a testemunharem as graças recebidas pela intercessão do casal. “Contamos com todo povo de Deus. Quem por ventura puder relatar alguma graça pela intercessão do casal Jerônimo e Zélia, pode nos procurar na arquidiocese”, incentivou.

Dados biográficos

Nomes: Zélia Pedreira Abreu Magalhães (1857-1919) e Jerônimo de Castro Abreu Magalhães (1851 -1909) 

Sobre Zélia: Primogênita de João Pedreira do Couto Ferraz, secretário do Supremo Tribunal de Justiça e aposentado do Supremo Tribunal Federal, e de Elisa Amália de Bulhões Pedreira, nasceu em 5 de abril de 1857, no bairro do Ingá, em Niterói, capital da então Província do Rio de Janeiro. Recebeu primeiramente o nome da mãe, Elisa, logo trocado pelo anagrama Zélia, composto pelo pai.
De família proeminente, Zélia teve como avós paternos o Desembargador Luís Pedreira do Couto Ferraz e Guilhermina Amália Correia Pedreira e como avós maternos, o Comendador José Manuel de Carvalho Bulhões e Justina Justa de Oliveira Bulhões. Entre os parentes próximos, havia o Barão do Bom Retiro, presidente da Província do Rio de Janeiro, cargo que hoje corresponde ao de Governador do Estado, seu tio paterno; a Baronesa de Anadia, sua tia materna; o Visconde de Duprat, seu cunhado; e o Arcebispo de Porto Alegre, Dom José Claudio Ponce de Leão, seu primo. 

Sobre Jerônimo: Filho do fazendeiro Fernando de Castro Abreu Magalhães e de Rosa Rodrigues Magalhães, Jerônimo de Castro Abreu Magalhães (1951-1909) nasceu em Magé, Província do Rio de Janeiro, em 26 de julho de 1951. Seu pai, que veio para o Brasil acompanhar o irmão, Monsenhor Baccelar, Capelão do Imperador, construiu a grande fazenda de café Santa Fé, próxima ao Carmo do Cantagalo, e fez grande fortuna. Colaborou para o desenvolvimento da Paróquia Nossa Senhora do Carmo, onde situava-se a fazenda, cooperou com a fundação do Colégio Anchieta em Nova Friburgo e extinguiu a escravatura em sua fazendamuito antes do decreto imperial. Teve quatro irmãos sacerdotes e algumas sobrinhas religiosas.
Jerônimo fez os estudos preparatórios em Lisboa, mas formou-se em Engenharia Civil pela Escola Politécnica do Rio de Janeiro em 1873. 
(Fonte: Página Oficial no Facebook)

 >>> Veja a programação completa da Trezena

DIA 20 DE JANEIRO – SEGUNDA

10h – Missa solene na paróquia São Sebastião, da Tijuca, com transmissão da RedeVida, WebTV Redentor, Rádio Catedral FM 106,7

 16h – Saída da Procissão da Paróquia São Sebastião para a Catedral

 17h – Chegada no interior da Catedral (Palavra e bênção à Cidade, abertura do Ano da Caridade, missa presidida por Dom Orani, retorno da imagem de S Sebastião para Igreja dos Capuchinhos)

Leia também sobre a Trezena de São Sebastião:


"As pessoas tem sede e fome de serem atingidas pela boa notícia: Cristo"

2014: Novas oportunidades para recomeçar

"A paz é a resposta de quem deseja amar o próximo”

Escolas de caridade

São Sebastião visita a Zona Norte do Rio

Imagem de São Sebastião leva a mensagem da esperança e da caridade

Um santo ardente em caridade

Testemunho e exemplo na Trezena

São Sebastião leva esperança ao Hospital Central do Exército

Comunidades terapêuticas recebem imagem peregrina de São Sebastião

"Eles percebem que não estão sozinhos. A Igreja está com eles"

Uma manhã de júbilo para a Arquidiocese do Rio

Baixe os materiais da Trezena de São Sebastião 2014


Fotos da galeria: Carlos Moioli


 

 

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.