Arquidiocese do Rio de Janeiro

23º 20º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 22/09/2019

22 de Setembro de 2019

"A paz é a resposta de quem deseja amar o próximo”

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

22 de Setembro de 2019

"A paz é a resposta de quem deseja amar o próximo”

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

17/01/2014 12:54 - Atualizado em 23/01/2014 19:53
Por: Bruno Tortorella (bruno@testemunhodefe.com.br) e Nathalia Cardoso (nathalia@testemunhodefe.com.br)

"A paz é a resposta de quem deseja amar o próximo” 0

Após visitar a Casa do Padre e o Ambulatório da Providência, no início da manhã de sexta-feira, 17 de janeiro, a comitiva do padroeiro seguiu para a Capela São Sebastião, na comunidade do Salgueiro. Depois visitou as capelas São Sebastião, no Cachambi, e da comunidade da Cachoeira Grande, no Lins de Vasconcelos.

>>> Saiba como foi visita da comitiva na Casa do Padre e no Ambulatório da Providência

No Lins, a comitiva visitou a Capela São Sebastião, que faz parte do território da Paróquia Nossa Senhora da Guia. O pároco, padre Jorge Lutz, recebeu a imagem. 

temp_titleIMG_20140117_WA0057_17012014130734

A paróquia conta com a ajuda de um grupo chamado “Solidariedade em Marcha”, composto por cerca de 40 jovens, que prestam assistência diária à comunidade com aulas de reforço escolar e promoção de recreações e visitas às famílias do local. Para pôr em prática a proposta deste Ano Arquidiocesano da Caridade, eles pretendem criar uma rede maior de voluntários a fim de atender também outras localidades.

“São Sebastião é o nosso padroeiro e isso faz com que tenhamos forças para conseguir tocar para frente nosso trabalho, mesmo diante das dificuldades que tem uma ação como esta”, ressaltou Alexandre Nascimento, diretor do Centro Solidário Santa Terezinha, que é o núcleo do grupo.

temp_titleIMG_20140117_WA0032_17012014130729

A bateria da escola de samba Lins Imperial prestou homenagem a Dom Orani ao final da celebração.

Na comunidade do Salgueiro, o pároco, padre Paulo Romão, acolheu a imagem e seguiu em procissão com os fiéis até a capela, onde foram recebidos calorosamente pelos que lá se encontravam. Na entrada, havia uma faixa com uma saudação para Dom Orani pelo cardinalato: “Bem vindo à comunidade e que todos sejam um”, dizia a faixa.

“Confiamos que o senhor converterá nosso coração, que é muitas vezes egoísta, para construirmos pontes, e não destruí-las, para nadarmos contra a corrente do mundo de hoje, que responde o mal com mais violência. A paz não é um pacote pronto, e sim a resposta de quem deseja amar o próximo”, explicou o arcebispo.

A jovem Monique Batista, que esteve presente na celebração com seu bebê, Miguel, contou que ele nasceu prematuro por causa de uma gestação de risco. Pediu então a São Sebastião que intercedesse. E hoje, com o filho nos braços, foi agradecer ao santo padroeiro.

Selma de Almeida, de 38 anos, que é Ministra Extraordinária da Sagrada Comunhão (Mesc) e responsável pela catequese na capela, se disse muito feliz pela presença do arcebispo na comunidade porque, segundo ela, é Dom Orani quem os guia no caminho do amor à Cristo.

“Na verdade, São Sebastião traz uma grande mensagem de amor e força. A comunidade, como um todo, já tem uma vida bastante sofrida e São Sebastião, com toda a sua força, sendo o nosso santo guerreiro, deixa essa mensagem de fé e amor”, completou ela.

temp_titleIMG_20140117_WA0054_17012014133224A imagem peregrina também visitou a Capela São Sebastião, Paróquia Jesus Divino Mestre, no Cachambi, que tem como pároco o padre Fernando Quello Barbosa. Foi ele quem recebeu a imagem e a levou ao interior da capela. Na porta, alguns fiéis, dos muitos que estavam lá para dar as boas vindas ao futuro cardeal, Dom Orani, chegaram a chorar de emoção com a passagem do santo padroeiro e do arcebispo.

“Tudo se conquista através do amor e do perdão. Devemos aprender essa prática com São Sebastião, que enquanto pôde ajudou aos cristãos. Ele foi firme em anunciar Cristo e não esmoreceu diante do mal. Se metade do povo seguisse esse exemplo, imagine quanta coisa boa teríamos no mundo”, disse o arcebispo durante a celebração missionária.

O padre Fernando falou a todos sobre a importância de seguir o exemplo de São Sebastião, que em momento nenhum deixou que a fé diminuísse em seu coração.

“Temos que pegar toda essa alegria de receber nosso padroeiro e o nosso cardeal e transformar em motivação para servir no crescimento da comunidade e na acolhida”, convidou.

>>> Veja a programação completa da Trezena


Fotos: Guilherme Silva

Casa do Padre



Ambulatório da Providência


Comunidade do Salgueiro


Capela São Sebastião, da Paróquia Jesus Divino Mestre, no Cachambi


Paróquia Nossa Senhora da Guia, em Lins de Vasconcelos


Leia Também:

Escolas de caridade

São Sebastião visita a Zona Norte do Rio

Imagem de São Sebastião leva a mensagem da esperança e da caridade

Um santo ardente em caridade

Testemunho e exemplo na Trezena

São Sebastião leva esperança ao Hospital Central do Exército


Comunidades terapêuticas recebem imagem peregrina de São Sebastião

"Eles percebem que não estão sozinhos. A Igreja está com eles"

Uma manhã de júbilo para a Arquidiocese do Rio

Baixe os materiais da Trezena de São Sebastião 2014




Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.