Arquidiocese do Rio de Janeiro

29º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 05/12/2016

05 de Dezembro de 2016

Papa reconhece o bem que a JMJ fez para a Igreja

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

05 de Dezembro de 2016

Papa reconhece o bem que a JMJ fez para a Igreja

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

03/01/2014 11:37 - Atualizado em 07/01/2014 22:43
Por: Da Redação

Papa reconhece o bem que a JMJ fez para a Igreja 0

Papa reconhece o bem que a JMJ fez para a Igreja / Arqrio

A Assessoria de Imprensa do Comitê Organizador Local (COL) da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio2013 informou hoje, dia 3 de janeiro, que o Papa Francisco dispôs a contribuição de R$ 11,7 milhões para saldar parte dos últimos investimentos feitos para a realização da Jornada.

Segundo a nota divulgada pelo COL, "quando o Papa Francisco esteve no Rio, em julho de 2013, ficou bem impressionado com tudo que experimentou naqueles dias, manifestando a intenção de contribuir financeiramente com a Jornada Mundial da Juventude. Foi uma iniciativa que partiu dele, reconhecendo a importância da JMJ para a juventude, a sociedade e a Igreja". 

A JMJ foi pensada pelo Papa João Paulo II e trata-se do maior evento católico do mundo e de grande importância para a evangelização. O Papa Francisco reconhece o grande trabalho que o Comitê Organizador Local realizou. Esta foi sua primeira viagem internacional e primeiro retorno a América Latina após o início de seu Pontificado. No Rio de Janeiro o Pontífice encontrou uma Igreja jovem, viva e atuante. Tudo reverbera o projeto da Nova Evangelização. Sensibilizado, ele propôs contribuir com a ajuda financeira para saldar parte dos últimos investimentos da JMJ Rio2013.

Igreja local  mobilizada  para saldar compromissos assumidos

Há um esforço local para saldar os compromissos financeiros assumidos pelo COL. Os contratos que ainda estão em aberto estão sendo renegociados e os valores pendentes devem ser quitados o mais breve possível. Após o evento, com a negociação com fornecedores da JMJ e venda de um imóvel, o saldo da dívida com credores ficou em R$ 43,2 milhões. O imóvel, de propriedade da Casa do Pobre de Nossa Senhora de Copacabana, foi vendido a título de empréstimo.

Desde outubro está sendo realizada uma campanha de doações. A JMJ também lançou quatro produtos, cujas vendas serão fonte de recursos. São três DVDs e um CD. O DVD “Papa Francisco no Brasil - A Santa Missa”  traz a missa celebrada pelo Papa Francisco no encerramento da JMJ Rio2013 na Praia de Copacabana. O documentário “Rio de Fé, um encontro com Papa Francisco”, dirigido por Cacá Diegues, foi lançado em 6 de dezembro. O terceiro DVD da JMJ Rio2013 chegou às lojas a no dia 10 de dezembro. É um DVD duplo, chamado "Uma Jornada de Esperança", que traz a cobertura completa da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro.

Recursos própios

Todos os gastos da Jornada Mundial da Juventude Rio2013 estão sendo pagos com recursos próprios. O COL esclareceu que não houve qualquer aporte de dinheiro público, sendo inverídica a informação publicada pela imprensa, de que a Jornada teria recebido R$ 118 milhões dos Governos Federal, Estadual e Municipal. A participação da administração pública se deu exclusivamente para assegurar o funcionamento dos serviços públicos essenciais durante o evento, sem qualquer repasse financeiro.

A JMJ Rio2013 considera a isenção fiscal a prestadores de serviços como uma forma de apoio, mas não um aporte financeiro para o evento. Consideramos aporte financeiro a injeção direta de recursos públicos nas contas da JMJ, o que não ocorreu. A Jornada foi equiparada aos grandes eventos, como Copa e Olimpíadas, considerados de interesse público. A JMJ deixou um valioso legado econômico, social e, principalmente, uma juventude que quer ser protagonista de uma sociedade mais justa e mais fraterna.

 
Leia também:

Contribuição do Papa chega às contas da JMJ

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.