Arquidiocese do Rio de Janeiro

30º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 25/10/2014

25 de Outubro de 2014

Hospital São Francisco de Assis inaugura Centro Estadual de Transplante

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

25 de Outubro de 2014

Hospital São Francisco de Assis inaugura Centro Estadual de Transplante

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

21/02/2013 13:46 - Atualizado em 21/02/2013 15:30

Hospital São Francisco de Assis inaugura Centro Estadual de Transplante 1

Hospital São Francisco de Assis inaugura Centro Estadual de Transplante / Arqrio

Com as bençãos do Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, o Centro Estadual de Transplantes (CET), localizado no Hospital São Francisco de Assis (HSFA), foi inaugurado nesta quinta-feira, 21 de fevereiro e já está apto para realizar transplantes. Participaram da solenidade o secretário estadual de saúde, o governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, o coordenador do CET, Luiz Pacheco, além de médicos e enfermeiros.  

Através deste o novo serviço, o hospital contará com um centro cirúrgico com cinco salas e aparelhos de ponta para realizar cirurgias de alta complexidade; Unidades de Terapia Intensiva com nove leitos e ambulatórios equipados. O Centro Estadual de Transplantes do Hospital São Francisco será o primeiro do Governo do Estado dedicado à realização de transplantes de fígado e rim – neste primeiro momento – e futuramente, de pâncreas. Até então, apenas hospitais federais e conveniados eram credenciados como unidades transplantadoras. A inauguração do CET permitirá um crescimento progressivo no número de transplantes.  

Administrado atualmente pelos Frades Franciscanos na Providência  - Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus - o Hospital busca, através do espírito religioso e da solidariedade, firmar o ideal de São Francisco de Assis no que tange ao cuidado, não só do corpo do paciente, como também, de seu espírito.  

O diretor do São Francisco de Assis, Frei Paulo Fernandes Batista, destacou a missão do Hospital em atender as pessoas, levando esperança e conforto:  

- Nossa missão é atender a todas as pessoas. Esse é um hospital geral que tem convênio particular e hoje, por uma opção religiosa, atendemos também ao SUS. É com muita alegria que estamos inaugurando um serviço muito importante onde vamos poder cumprir ainda mais essa missão, trazendo esperança às pessoas e fazendo com que muitos nasçam para uma vida nova, de saúde e com certza todo o estado do Rio de Janeiro terá muito o que ganhar com esse serviço. E nós enquanto igreja poderemos cumprir mais uma vez a missão que Jesus nos dá para cuidar dos doentes, frizou.  

A vocação religiosa é a base condutora para as ações na Instituição. Mesmo sendo um hospital particular, a administração da entidade, diante da carência de assistência médica, destinou um de seus oito prédios para atendimento a pacientes do SUS, encaminhados via Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro. O Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta acredita que o Hospital é um exemplo de preocupação com os pacientes, sem se esquecer do espírito cristão:  

Pela sua estrutura este é um grande hospital e agora com a vinda dos freis ganha todo um dinamismo. Aqui já havia um centro para pessoas idosas e hoje recebe também este centro para transplantes do Estado. Mais que a eficiência, que um trabalho bem feito, que o bom acolhimento é o espírito cristão deste hospital, destacou Dom Orani  

O coordenador administrativo do Hospital São Francisco da Tijuca, Frei Francisco Belotti, afirmou que a parceria com o Governo Estadual vem somar às atividades já desenvolvidas pelo hospital gerando uma qualidade ainda maior no atendimento:  

- Há um tempo nos tornamos Organização Social de Saúde, que são instituições que tem a vocação para cuidar de doentes tanto na parte administrativa como na parte de humanização. Então a grande diferença é a parceria entre o público e o privado. Somando estas duas partes, quem ganha é exclusivamente o cliente. Então essa parceria é importantissima: uma parceria entre o Governo do Estado e uma instituição filantrópica que trás uma  tradição há quase 400 anos e que se coloca à serviço da vida e da cidade. Essa é a diferença: um atendimento humanizado equilibrado, com qualidade, para que as pessoas possam viver e se sentirem bem, disse.  

Para um melhor atendimento e apoio aos enfermos, o hospital conta ainda com o serviço diferenciado de seis congregações, entre masculinas e femininas, além de aproximadamente 25 agentes leigos da Pastoral da Saúde. Quem conhece o hospital não tem do que reclamar. Regina Lúcia de Almeida mora no Lar Santa Isabel, nas dependencias do hospital há um ano e seu marido passa constantemente por hemodiálise no HSFA. Para ela, o apoio e a atenção da equipe médica e dos religiosos é fundamental  

- Meu marido faz hemodialise aqui no hospital e me sinto em casa aqui. Não preciso sair daqui para nada, aqui temos missas dominicais, temos o apoio dos médicos, das irmãs, dos enfermeiros. Aqui eu me sinto religiosamente amparada e muito feliz, concluiu.

* Fotos: Gustavo de Oliveira

Deixe seu comentário

Comentários (1)

Gilberto Tadeu Pereira da Silveira Jun 8th 2013, 16:30

Maravilhoso : Estrutura ,funcionamento, Equipe de profissionais da mais alta qualidade ( Professores Catedráticos )

0 Resposta Responder
Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.