Arquidiocese do Rio de Janeiro

33º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/11/2018

18 de Novembro de 2018

Igreja vive tempo de kairós*

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Novembro de 2018

Igreja vive tempo de kairós*

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

12/12/2013 15:50 - Atualizado em 12/12/2013 15:50
Por: Jovens Conectados

Igreja vive tempo de kairós* 0

Igreja vive tempo de kairós* / Arqrio

Dentro dos importantes eventos vivenciados pela juventude brasileira, a Igreja busca se inserir e participar ativamente dessas transformações. Essa é a síntese da primeira palestra de quinta-feira (12 de dezembro), feita pelo bispo de Caruaru, no Encontro Nacional de Revitalização da Pastoral Juvenil, em Brasília.

Dom Dino conduziu uma palestra para demonstrar a visão eclesial sobre as mudanças decorrentes destes fatos.

Para ele, a Igreja tem consciência da transformação social e espiritual advinda desse tempo e deseja manter esse protagonismo juvenil como fonte de mudança. “Percebemos a necessidade de ter um diálogo mais adequado e próximo da juventude, pois acima de tudo, o jovem tem um coração, uma alma, pensamentos, sonhos e ideais”, destaca.

Neste momento de diálogo e proximidade com os jovens, a Igreja enxerga a realidade denominada pelo papa Francisco, como “periferias existenciais”. Segundo dom Dino, a Igreja Católica sempre se preocupou com aqueles que vivem as mais diversas situações de exclusão e continuará levando a estes mensagem do Evangelho.

Essa mensagem será dada de forma especial aos jovens que vivem nessas periferias. “Um pobre abandonado, ou jovens drogados e em realidades adversas são para nós um chamado; o Kairós é uma realidade que se vive intensamente, um chamado de Deus a não deixar passar essa oportunidade para as pessoas que precisam dessa mensagem nossa”, desafia.

Para que o objetivo seja alcançado, ele propõe que leigos e o clero se atentem a esse momento certo e se revitalizem, levando o Evangelho aos jovens nas mais diversas realidades. “A revitalização é para todos, sobretudo aqueles que têm responsabilidade de guiar as comunidades, paróquias e dioceses”, ressalta.

 

* Kairós é uma palavra grega que significa “o momento certo”. Essa foi a definição encontrada pela Igreja Católica no Brasil para 2013, um ano de Jornada Mundial da Juventude (JMJ), Bote Fé, protestos populares e diversas conquistas juvenis importantes, como o Estatuto da Juventude.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.