Arquidiocese do Rio de Janeiro

37º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 16/12/2018

16 de Dezembro de 2018

Uma em cada oito pessoas passam fome no mundo

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

16 de Dezembro de 2018

Uma em cada oito pessoas passam fome no mundo

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

10/12/2013 16:37 - Atualizado em 10/12/2013 16:57
Por: Fabíola Goulart (fabiolagoulart@testemunhodefe.com.br)

Uma em cada oito pessoas passam fome no mundo 0

Uma em cada oito pessoas passam fome no mundo / Arqrio

No Dia Internacional dos Direitos Humanos, dia 10 de dezembro, a CNBB e a Caritas Internacional se uniram para o lançamento de uma campanha mundial contra a fome, com o tema “Uma família humana, alimento para todos”. O Papa Francisco gravou um vídeo com uma mensagem de cinco minutos em apoio à campanha. Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), hoje, 842 milhões de pessoas ainda passam fome no mundo, ou seja, uma em cada oito.

O Santo Padre citou a parábola da multiplicação dos pães e dos peixes que “nos ensina justamente que se houver vontade, o que temos não vai acabar, ao contrário, vai sobrar, e não deve ser perdido”.

“Estamos diante do escândalo mundial de cerca de um bilhão, um bilhão de pessoas que ainda hoje têm fome. Não podemos virar as costas e fazer de conta que isto não existe. O alimento que o mundo tem à disposição pode saciar todos”, ecoaram as palavras do Santo Padre divulgadas no dia do lançamento.

>>> Leia a mensagem do Papa na íntegra.

O Santo Padre convidou todas as instituições do mundo, toda a Igreja e “cada um de nós, como uma única família humana, a dar voz a todas as pessoas que passam fome silenciosamente, a fim de que esta voz se torne um grito que possa sacudir o mundo”.

“Rezemos para que Deus nos dê a graça de ver um mundo no qual ninguém jamais deva morrer de fome”, finalizou o pontífice concedendo a sua bênção.

A campanha faz parte de uma mobilização mundial da Caritas Internacional que articulou as 164 organizações membro para esse grande movimento em favor da vida, dos direitos humanos e da justiça social. Ela tem o objetivo de sensibilizar e mobilizar a sociedade sobre a realidade da fome, da miséria e das desigualdades no mundo e no Brasil.

Para saber mais, acesse o site oficial: http://caritas.org.br/campanha-mundial. O vídeo com a mensagem do Papa Francisco está em destaque nas redes sociais da Arquidiocese, e pode ser assistido em: http://goo.gl/koY03E.

Pobreza e desigualdade

O Relatório da Riqueza Global, lançado este ano pelo banco suíço Credit Suisse, prova que se a riqueza produzida no mundo em 2013, que foi de UU$ 241 trilhões, fosse distribuída em partes iguais entre as pessoas adultas do planeta, cada um iria receber UU$ 56.600,00.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil é a sexta economia mais rica do mundo, mas 57 milhões de pessoas ainda vivem em estado de pobreza, ou seja, sobrevivem com meio salário mínimo. Mesmo com programas de distribuição de renda promovidos pelo Governo Federal, 20% dos mais ricos ainda detém 63,8% da renda nacional, enquanto os 20% mais pobres acessam apenas 2,5% de toda a riqueza que é produzida pelo país.

O “Atlas de Exclusão Social: os ricos no Brasil” mostra que o país tem mais de 51 milhões de famílias, mas somente cinco mil apropriam-se de 45% de toda a riqueza e renda nacional.


Foto: ONU

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.