Arquidiocese do Rio de Janeiro

37º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 16/12/2018

16 de Dezembro de 2018

Cardeal Ouellet conclui encontro no México conclamando todos por uma Nova Evangelização

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

16 de Dezembro de 2018

Cardeal Ouellet conclui encontro no México conclamando todos por uma Nova Evangelização

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

21/11/2013 13:52 - Atualizado em 21/11/2013 14:17
Por: Carlos Moioli (moioli@arquidiocese.org.br)

Cardeal Ouellet conclui encontro no México conclamando todos por uma Nova Evangelização 0

Cardeal Ouellet conclui encontro no México conclamando todos por uma Nova Evangelização / Arqrio

“O sinal da Nova Evangelização deve se manifestar através da solidariedade das Igrejas com sua presença nas periferias da solidão ou das misérias que afligem o Continente Americano”, disse o presidente da Pontifícia Comissão para a América Latina (CAL), o cardeal canadense Marc Ouellet, na conclusão da Peregrinação e Encontro “Nossa Senhora de Guadalupe, Estrela da Nova Evangelização no Continente Americano”, realizada na Cidade do México, de 16 a 19 de novembro.

Na solene celebração pela “Evangelização dos Povos”, realizada na Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe, o cardeal lembrou que o Ano da Fé, que será concluído no próximo domingo, dia 24 de novembro, foi marcado por surpresas, como a renúncia do Papa Bento XVI que desejou um sucessor mais jovem para exercer o ministério petrino.
 
E a esse gesto de humildade por parte de Bento XV, disse o cardeal, foi seguido pela eleição do Papa Francisco, que ao iniciar a condução do timor da barca de Pedro com mãos firmes, assegura um tempo de surpresas e novos horizontes de esperança. “Agradecemos pelos sucessores de Pedro, os bons pastores que Deus tem nos concedido”, lembrando ainda as figuras dos Papas João XXIII e João Paulo II, a serem canonizados no dia 27 de abril de 2014.

“Aos pés de Nossa Senhora de Guadalupe, rezemos, de todo o coração, por Francisco, o primeiro pontífice latino americano”, pediu o Cardeal Ouellet, assegurando ainda que o seu pontificado seguirá surpreendendo o mundo. “Tenhamos confiança no Espírito Santo”, por uma renovação de toda a Igreja e, especialmente, a da família, exercício que compete ao próximo Sínodo dos Bispos, marcado para outubro de 2014.

Ao ver a fé e o interesse de Zaqueu, disse o cardeal, recordando a leitura do Evangelho, Jesus o chama pelo nome e, num gesto de inclusão, visita a sua casa, o que demonstra que Ele veio salvar os pecadores.

“O Papa Francisco, com seus gestos de misericórdia e palavras inesperadas, vai além do círculo limitado das fronteiras da Igreja para alcançar os indiferentes, os excluídos, incomodando quem ainda está apegado a outro estilo papal. Ele que caminha como pastor, vive a Nova Evangelização, por isso, inspiramo-nos nele”, pontuou o cardeal.

Em clima de oração, o Cardeal Ouellet pediu que o “Espírito Santo fecunde os atos de fé realizados até agora e que envie novamente a todos em missão, onde for de Sua vontade”. A Nossa Senhora de Guadalupe, pediu a graça e a energia para o compromisso missionário. “Que a sua imagem seja gravada em nossos corações assim como povo está gravado nas pupilas de seus olhos. Para que possamos levar a alegria e a salvação do Evangelho para toda a America”.

Por fim, muito emocionado, o cardeal recordou com alegria os missionários que colaboraram na evangelização da América. Entre eles, citou Alberto Hurtado, Rosa de Lima, Frei Galvão e Kateri Tekakwitha. A exemplo deles, desejou um grande sopro missionário em toda a América, com laços profundos de evangelização nas regiões menos favorecidas. “Ao concluir o Ano da Fé, tenhamos o mesmo gesto de esperança do grito dos mártires deste povo: Viva Cristo Rei!”

Leia também:

"A nossa missão primordial é transmitir a fé"


“A transmissão da fé é sempre pessoal e testemunhal”

 



Fotos: Carlos Moioli





Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.