Arquidiocese do Rio de Janeiro

36º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 13/12/2018

13 de Dezembro de 2018

Sínodo dos Bispos: questionário pretende avaliar a família no mundo atual

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

13 de Dezembro de 2018

Sínodo dos Bispos: questionário pretende avaliar a família no mundo atual

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

07/11/2013 16:12 - Atualizado em 13/11/2013 15:31
Por: Teresa Fernandes (teresafernandes@testemunhodefe.com.br)

Sínodo dos Bispos: questionário pretende avaliar a família no mundo atual 0

Sínodo dos Bispos: questionário pretende avaliar a família no mundo atual / Arqrio

O documento preparatório para o Sínodo dos Bispos de 2014 traz problemáticas inéditas sobre a questão da família no mundo atual. O texto acompanha 38 questões relacionadas ao tema que deverão ser respondidas por paróquias de todo o mundo até o dia 20 de janeiro do próximo ano. O tema do encontro dos bispos é “Desafios pastorais sobre a família no contexto da evangelização”. O evento está marcado para acontecer entre 5 e 19 de outubro.

São convocados bispos que as conferências episcopais elegem. Além disso, o Papa Francisco designará especialistas no assunto família. Entre as participações haverá sociólogos, antropólogos, médicos de institutos especialistas no assunto família em todo o mundo. Serão entre 100 e 120 participantes, de acordo com Dom Antonio Augusto, bispo auxiliar e responsável pela pastoral familiar da arquidiocese do Rio de Janeiro. “O papa quer cada vez mais que os leigos participem”, ressaltou Dom Antonio.

A elaboração do documento preparatório é uma prática comum antes de todos os Sínodos de Bispos, de acordo com Dom Antonio. No caso do Brasil, as contribuições paroquiais sob a coordenação das pastorais familiares serão entregues à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) Será elaborado um documento que será entregue à Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos, em Roma.

Dom Antonio explicou que o questionário faz uma análise e uma avaliação acerca dos temas que as famílias mais demandam e quais são as medidas tomadas pelas pastorais. “A família é o primeiro e principal núcleo da evangelização. A fé nós recebemos da Igreja, mas é através dos nossos pais, do ambiente familiar que a Igreja vai completando com a catequese e demais meios para nos tornarmos maduros na fé”, explicou.

O objetivo também é que a família cumpra sua missão dentro da Igreja e da sociedade. Entre os itens pautados estão a legislação de cada país sobre a família, a família e a evangelização. Há ainda discussões acerca de casais de segunda união, união homoafetivas e adoção de crianças por casais homoafetivos.

“A Igreja acolhe a todas essas pessoas. Por serem batizadas e não terem renegado formalmente a fé cristã, pertencem à Igreja e têm o direito e dever de ouvirem da Igreja e viverem o que elas podem e devem viver para buscar responder a um chamado à santidade que nasceu no batismo e não no matrimônio”, destacou Dom Antonio.

Encontro extraordinário

O Sínodo de 2014 tem caráter extraordinário e deverá ser construído um documento prévio de estudos para o ano seguinte. Serão analisadas as contribuições de diversas dioceses, paróquias, institutos e movimentos relacionados à família. Em geral, o encontro dos bispos acontece a cada três anos. Em 2015, durante o Sínodo Ordinário, serão traçadas as linhas pastorais que deverão traçar para o trabalho da família e da nova evangelização do mundo.

O Sínodo é uma decorrência do concílio vaticano segundo – João Paulo II colegialidade dos bispos – comunhão de bispos e leigos que a Igreja se faz. Periodicamente eles se reúnem para estudarem determinados temas relacionados à evangelização.

Já foram nomeados os secretários para trabalharem na organização do Sínodo do próximo ano. Os responsáveis serão o antigo núncio no Brasil, Dom Lorenzo Baldisseri, o Cardeal Péter Erdo, Arcebispo de Esztergom-Budapeste (Hungria), e Dom Bruno Forte, Arcebispo de Chieti-Vasto (Itália).

Segundo Dom Antonio, em 1981 houve um sínodo sobre a família, que gerou o documento que ilumina o trabalho da Pastoral Familiar no mundo inteiro: a Exortação Apostólica Familiaris Consortio.

Leia Também:

Papa convoca Sínodo sobre a família

Convocação do Sínodo dos Bispos revela a preocupação da Igreja com a família

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.