Arquidiocese do Rio de Janeiro

29º 19º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/10/2017

18 de Outubro de 2017

A verdade do mundo interior

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Outubro de 2017

A verdade do mundo interior

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

03/09/2015 17:04 - Atualizado em 03/09/2015 17:04

A verdade do mundo interior 0

03/09/2015 17:04 - Atualizado em 03/09/2015 17:04

Você é atento ao que se passa no seu interior? Conheço pessoas que são extremamente observadoras com relação ao que acontece ao seu redor, mas que não aprenderam a serem atentas a si próprias. Gente que sabe o que acontece na vizinhança e sobre o noticiário nacional e internacional, mas não conhece o seu próprio coração... E aí me pergunto se isso acontece por puro desleixo ou por fuga de suas verdades...

Muitos, ao olharem para dentro, enxergam um tantão de coisas ruins ou de características que poderiam e até deveriam ser bem melhores, e, então, se decepcionam e desistem de si próprios. Mas isso é um erro absurdo! Porque ao buscarmos conhecer nossas fraquezas e limitações vamos ser capazes de evitar atitudes contrárias ao que sabemos ser o certo, o bom, o ético, o moral. Veja o que o próprio Jesus nos diz, na liturgia deste domingo:

“É de dentro do coração humano que saem as más intenções, imoralidades, roubos, assassínios, adultérios, ambições desmedidas, maldades, fraudes, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo. Todas estas coisas más saem de dentro, e são elas que tornam impuro o homem”. (Mc 7,21-23)

Ou seja, Jesus ensinou a prestar atenção no que está em nosso coração! Mas nele não existem só coisas más. Claro que não! Note:

“Recebei com mansidão a palavra em vós semeada, que pode salvar as vossas almas (Tg 1,21b).

O discernimento para o bem ou para o mal, que existe em nós por graça de Deus, e o que o próprio Senhor já semeou em nossos corações, por meio da sua Palavra, é tão bom, tão magnífico que tem o poder de salvar as nossas almas!

É por isso que é importante nos aproximarmos das leituras bíblicas: Deus fala conosco por meio delas. São tantos exemplos de homens e de mulheres de fé! Tantos direcionamentos sobre como viver com mais dignidade e justiça! Esses textos sagrados vão nos ensinando a vencer nossas más inclinações.

Eu preciso aprender a me conhecer mais e a discernir sobre o que é o melhor a ser feito em cada situação. E você? #vamoemfrente

* O artigo aqui reproduzido também é publicado na coluna dominical do Padre Omar Raposo no Jornal O Dia.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

A verdade do mundo interior

03/09/2015 17:04 - Atualizado em 03/09/2015 17:04

Você é atento ao que se passa no seu interior? Conheço pessoas que são extremamente observadoras com relação ao que acontece ao seu redor, mas que não aprenderam a serem atentas a si próprias. Gente que sabe o que acontece na vizinhança e sobre o noticiário nacional e internacional, mas não conhece o seu próprio coração... E aí me pergunto se isso acontece por puro desleixo ou por fuga de suas verdades...

Muitos, ao olharem para dentro, enxergam um tantão de coisas ruins ou de características que poderiam e até deveriam ser bem melhores, e, então, se decepcionam e desistem de si próprios. Mas isso é um erro absurdo! Porque ao buscarmos conhecer nossas fraquezas e limitações vamos ser capazes de evitar atitudes contrárias ao que sabemos ser o certo, o bom, o ético, o moral. Veja o que o próprio Jesus nos diz, na liturgia deste domingo:

“É de dentro do coração humano que saem as más intenções, imoralidades, roubos, assassínios, adultérios, ambições desmedidas, maldades, fraudes, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo. Todas estas coisas más saem de dentro, e são elas que tornam impuro o homem”. (Mc 7,21-23)

Ou seja, Jesus ensinou a prestar atenção no que está em nosso coração! Mas nele não existem só coisas más. Claro que não! Note:

“Recebei com mansidão a palavra em vós semeada, que pode salvar as vossas almas (Tg 1,21b).

O discernimento para o bem ou para o mal, que existe em nós por graça de Deus, e o que o próprio Senhor já semeou em nossos corações, por meio da sua Palavra, é tão bom, tão magnífico que tem o poder de salvar as nossas almas!

É por isso que é importante nos aproximarmos das leituras bíblicas: Deus fala conosco por meio delas. São tantos exemplos de homens e de mulheres de fé! Tantos direcionamentos sobre como viver com mais dignidade e justiça! Esses textos sagrados vão nos ensinando a vencer nossas más inclinações.

Eu preciso aprender a me conhecer mais e a discernir sobre o que é o melhor a ser feito em cada situação. E você? #vamoemfrente

* O artigo aqui reproduzido também é publicado na coluna dominical do Padre Omar Raposo no Jornal O Dia.

Padre Omar Raposo
Autor

Padre Omar Raposo

Reitor do Santuário Cristo Redentor