Arquidiocese do Rio de Janeiro

25º 13º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 19/07/2019

19 de Julho de 2019

Páscoa de Dom Carmelo Domenico Récchia, O.Cist.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

19 de Julho de 2019

Páscoa de Dom Carmelo Domenico Récchia, O.Cist.

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

26/08/2015 00:00 - Atualizado em 27/08/2015 19:04

Páscoa de Dom Carmelo Domenico Récchia, O.Cist. 0

26/08/2015 00:00 - Atualizado em 27/08/2015 19:04

Recebemos hoje a notícia da volta ao Pai do antigo Abade de Claraval, Minas Gerais, a quem pude suceder como Administrador Apostólico. Estamos unidos à querida comunidade cisterciense de Claraval e à Congregação de Casamari pela páscoa definitiva de nosso caro confrade e querido irmão, Dom Carmelo Domenico Récchia, O.Cist, aos 96 anos de idade, na Itália.

A fundação de Claraval se confunde com a história da própria cidade, cuja a sua jurisdição está hoje dentro da Diocese de Guaxupé.  Em 1950 chegava a Garimpo das Canoas (futuramente Claraval) os monges cistercienses destinados àquela paróquia, conforme desejo de Dom Hugo Bressane, então Bispo de Guaxupé. Os primeiros monges eram o prior Padre Pedro Agostini, Padre Justino, Padre Carmelo e Irmão Nivardo. Pe. Carmelo trabalhou incansavelmente na construção do Mosteiro, na missão pastoral e na consolidação da fundação.

Após a morte do primeiro Abade Territorial, D. Giuseppe Pietro Agostini, D. Carmelo, que já na época era administrador apostólico, é nomeado Abade Territorial em dezembro de 1976 e recebeu a bênção abacial a 25 de março de 1977, tornando-se o segundo Abade até 1999 quando, devido à idade, renuncia. Como havia já a decisão da Santa Sé de não mais contar com as Abadias Territoriais não foi nomeado um novo abade e sim um administrador apostólico até a decisão da Igreja de passar essa região para a Diocese de Guaxupé, como era anteriormente. Nomeado como Administrador Apostólico pude viver alguns anos servindo a essa região, ao mesmo tempo que era Bispo Diocesano de São José do Rio Preto. Em 2002, cumpri determinação da Santa Sé Apostólica passando as paróquias das cidades da antiga Abadia Territorial para a Diocese de Guaxupé -MG.

A cidade de Claraval que se chamava antes Garimpo das Canoas teve a mudança do nome por inspiração dos monges que também trouxeram a luz elétrica, água potável e estradas à região. Quando ainda Abadia Territorial abrangia tambem a cidade de Ibiraci. Com a cessação do titulo as cidades e paroquias respectivas voltaram à Diocese de Guaxupé.     

Pude testemunhar, nesse tempo de serviço a essa abadia territorial, os tantos benefícios materiais e espirituais que Dom Carmelo fez em favor do mosteiro e, particularmente, da cidade de Claraval. A presença positiva dos monges foi fundamental para que o distrito fosse elevado à condição de cidade e a Abadia e o Hospital prestam fundamental assistência à população da cidade e da zona rural daquela comuna.

Dom Carmelo Recchia foi Abade Territorial do Mosteiro de Claraval de 07.12.1976 a 24.03.1999, sucedendo a Dom Pedro José Agostini. Ele foi um grande construtor do belo mosteiro e Igreja neogóticos, jóia rara num local até então de dificil acesso. Dom Carmelo Domenico foi sempre um homem de Deus. Viveu a regra cisterciense à risca e deu um contributo fundamental na vida monástica. Dom Carmelo era muito simples, estilo um pouco reservado mas muito empreendedor. Lembro-me que os retiros dos monges de Sao Jose do Rio Pardo por muitos anos era feito em Claraval. D. Carmelo voltou à Itália onde viveu o restante de seus dias. Tempos atrás, já na Italia, para “matar a saudade” do Brasil, recebeu uma enxada com assinaturas de muitos de seus antigos conhecidos. Assim nos últimos tempos pode ajudar na horta do Mosteiro de Valvisciolo, da Congregacão de Casamari, onde residia. Ele faleceu aos 96 anos. Tinha nascido em Sora aos 14.12.1921. Fora Ordenado sacerdote em 04.08.1946.

Aos nossos irmãos da Abadia de Claraval – MG e da Congregação de Casamari da Ordem Cisterciense os meus cumprimenots fraternos de páz e esperança. Apresentemos a Deus a alma deste nosso irmão, grande bemfeitor de Claraval, grande monge cisterciense e homem que na terra viveu a permanência do céu. RIP.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Páscoa de Dom Carmelo Domenico Récchia, O.Cist.

26/08/2015 00:00 - Atualizado em 27/08/2015 19:04

Recebemos hoje a notícia da volta ao Pai do antigo Abade de Claraval, Minas Gerais, a quem pude suceder como Administrador Apostólico. Estamos unidos à querida comunidade cisterciense de Claraval e à Congregação de Casamari pela páscoa definitiva de nosso caro confrade e querido irmão, Dom Carmelo Domenico Récchia, O.Cist, aos 96 anos de idade, na Itália.

A fundação de Claraval se confunde com a história da própria cidade, cuja a sua jurisdição está hoje dentro da Diocese de Guaxupé.  Em 1950 chegava a Garimpo das Canoas (futuramente Claraval) os monges cistercienses destinados àquela paróquia, conforme desejo de Dom Hugo Bressane, então Bispo de Guaxupé. Os primeiros monges eram o prior Padre Pedro Agostini, Padre Justino, Padre Carmelo e Irmão Nivardo. Pe. Carmelo trabalhou incansavelmente na construção do Mosteiro, na missão pastoral e na consolidação da fundação.

Após a morte do primeiro Abade Territorial, D. Giuseppe Pietro Agostini, D. Carmelo, que já na época era administrador apostólico, é nomeado Abade Territorial em dezembro de 1976 e recebeu a bênção abacial a 25 de março de 1977, tornando-se o segundo Abade até 1999 quando, devido à idade, renuncia. Como havia já a decisão da Santa Sé de não mais contar com as Abadias Territoriais não foi nomeado um novo abade e sim um administrador apostólico até a decisão da Igreja de passar essa região para a Diocese de Guaxupé, como era anteriormente. Nomeado como Administrador Apostólico pude viver alguns anos servindo a essa região, ao mesmo tempo que era Bispo Diocesano de São José do Rio Preto. Em 2002, cumpri determinação da Santa Sé Apostólica passando as paróquias das cidades da antiga Abadia Territorial para a Diocese de Guaxupé -MG.

A cidade de Claraval que se chamava antes Garimpo das Canoas teve a mudança do nome por inspiração dos monges que também trouxeram a luz elétrica, água potável e estradas à região. Quando ainda Abadia Territorial abrangia tambem a cidade de Ibiraci. Com a cessação do titulo as cidades e paroquias respectivas voltaram à Diocese de Guaxupé.     

Pude testemunhar, nesse tempo de serviço a essa abadia territorial, os tantos benefícios materiais e espirituais que Dom Carmelo fez em favor do mosteiro e, particularmente, da cidade de Claraval. A presença positiva dos monges foi fundamental para que o distrito fosse elevado à condição de cidade e a Abadia e o Hospital prestam fundamental assistência à população da cidade e da zona rural daquela comuna.

Dom Carmelo Recchia foi Abade Territorial do Mosteiro de Claraval de 07.12.1976 a 24.03.1999, sucedendo a Dom Pedro José Agostini. Ele foi um grande construtor do belo mosteiro e Igreja neogóticos, jóia rara num local até então de dificil acesso. Dom Carmelo Domenico foi sempre um homem de Deus. Viveu a regra cisterciense à risca e deu um contributo fundamental na vida monástica. Dom Carmelo era muito simples, estilo um pouco reservado mas muito empreendedor. Lembro-me que os retiros dos monges de Sao Jose do Rio Pardo por muitos anos era feito em Claraval. D. Carmelo voltou à Itália onde viveu o restante de seus dias. Tempos atrás, já na Italia, para “matar a saudade” do Brasil, recebeu uma enxada com assinaturas de muitos de seus antigos conhecidos. Assim nos últimos tempos pode ajudar na horta do Mosteiro de Valvisciolo, da Congregacão de Casamari, onde residia. Ele faleceu aos 96 anos. Tinha nascido em Sora aos 14.12.1921. Fora Ordenado sacerdote em 04.08.1946.

Aos nossos irmãos da Abadia de Claraval – MG e da Congregação de Casamari da Ordem Cisterciense os meus cumprimenots fraternos de páz e esperança. Apresentemos a Deus a alma deste nosso irmão, grande bemfeitor de Claraval, grande monge cisterciense e homem que na terra viveu a permanência do céu. RIP.

Cardeal Orani João Tempesta
Autor

Cardeal Orani João Tempesta

Arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro