Arquidiocese do Rio de Janeiro

29º 19º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/10/2017

18 de Outubro de 2017

Somente pelo perdão somos curados

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Outubro de 2017

Somente pelo perdão somos curados

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

25/08/2015 15:20 - Atualizado em 25/08/2015 15:20

Somente pelo perdão somos curados 0

25/08/2015 15:20 - Atualizado em 25/08/2015 15:20

Não podemos criar barreiras entre nós. O que mais o inimigo quer é isso: criar barreiras, impedimentos, empecilhos, incomunicação, porque ele quer que vivamos separados. Ele é o “diabolos”, “diabo”, o divisor, aquele que divide, por isso coloca frieza e dureza em nosso coração.

Nós nos agarramos em nossa razão: “Eu que estou certo”, “Não fui eu quem errou, foi o outro”, “Tal pessoa foi injusta comigo”. E, desta forma, a gente encrua o coração. Muitos de nós acabamos tendo um coração calejado, áspero, duro, onde nada penetra.

O Senhor quer mudar tudo isso! Quebrar nosso coração para que  sejamos um, marido e mulher, pais e filhos, os irmãos entre si. Entre colegas de trabalho, de escola, que todos nós sejamos um, sem barreiras.

Isso será possível a partir do momento que formos curados. O Senhor hoje nos fala para perdoarmos e pedirmos perdão. Até mesmo, você que tinha toda razão e assim se fechou. Você se fechando também se fecha para Deus, para o amor e a graça. Então seu pecado foi maior! Você precisa pedir perdão para amolecer o seu coração, para retirar esta membrana que não te deixa ver e sentir Deus.

Há pessoas frias e indiferentes, porque há membranas sobre membranas que foram se criando, como o “calo”.

No livro de Eclesiástico 28,2, o Senhor diz: “Perdoa ao próximo que te prejudicou: assim, quando orares, teus pecados serão perdoados.Um ser humano guarda raiva contra outro: como poderá pedir a Deus a cura? Se não tem compaixão do seu semelhante, como poderá pedir perdão dos seus pecados?”

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Somente pelo perdão somos curados

25/08/2015 15:20 - Atualizado em 25/08/2015 15:20

Não podemos criar barreiras entre nós. O que mais o inimigo quer é isso: criar barreiras, impedimentos, empecilhos, incomunicação, porque ele quer que vivamos separados. Ele é o “diabolos”, “diabo”, o divisor, aquele que divide, por isso coloca frieza e dureza em nosso coração.

Nós nos agarramos em nossa razão: “Eu que estou certo”, “Não fui eu quem errou, foi o outro”, “Tal pessoa foi injusta comigo”. E, desta forma, a gente encrua o coração. Muitos de nós acabamos tendo um coração calejado, áspero, duro, onde nada penetra.

O Senhor quer mudar tudo isso! Quebrar nosso coração para que  sejamos um, marido e mulher, pais e filhos, os irmãos entre si. Entre colegas de trabalho, de escola, que todos nós sejamos um, sem barreiras.

Isso será possível a partir do momento que formos curados. O Senhor hoje nos fala para perdoarmos e pedirmos perdão. Até mesmo, você que tinha toda razão e assim se fechou. Você se fechando também se fecha para Deus, para o amor e a graça. Então seu pecado foi maior! Você precisa pedir perdão para amolecer o seu coração, para retirar esta membrana que não te deixa ver e sentir Deus.

Há pessoas frias e indiferentes, porque há membranas sobre membranas que foram se criando, como o “calo”.

No livro de Eclesiástico 28,2, o Senhor diz: “Perdoa ao próximo que te prejudicou: assim, quando orares, teus pecados serão perdoados.Um ser humano guarda raiva contra outro: como poderá pedir a Deus a cura? Se não tem compaixão do seu semelhante, como poderá pedir perdão dos seus pecados?”

 

Monsenhor Jonas Abib
Autor

Monsenhor Jonas Abib

Fundador da Comunidade Canção Nova e presidente da Fundação João Paulo II