Arquidiocese do Rio de Janeiro

35º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/12/2017

18 de Dezembro de 2017

O projeto de Deus como opção de vida

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Dezembro de 2017

O projeto de Deus como opção de vida

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

30/06/2015 12:26 - Atualizado em 30/06/2015 12:26

O projeto de Deus como opção de vida 0

30/06/2015 12:26 - Atualizado em 30/06/2015 12:26

Você já notou o quanto parece difícil viver a própria fé? Às vezes, nossas vidas passam por tantos revezes que sentimos dificuldades para nos mantermos firmes e tranquilos diante das situações inesperadas ou contrárias do dia a dia. Se formos observar com cuidado, talvez cheguemos à triste conclusão de que dissociamos nossa fé da vida cotidiana... O que, sem dúvida, é um erro.

No último domingo, quando a liturgia celebrou a Solenidade de São Pedro e São Paulo, fomos convidados a refletir sobre a forma como vivemos a nossa fé à luz do lindo testemunho de vida que esses homens, alicerces do edifício espiritual que é a Igreja, nos deixaram. Ambos foram pessoas não apenas de palavras, mas principalmente de atitudes. Simplesmente porque elegeram o projeto de Deus como opção de vida.

A Igreja celebra o martírio de Pedro e Paulo na mesma data porque eles estiveram unidos no propósito de seguir Jesus até a morte. E nós? Será que muitas vezes não nos ocupamos demais com as nossas próprias metas e esquecemos de que temos a missão de evangelizar, como eles?  Pedro evangelizou os judeus e Paulo fez a mensagem de Jesus chegar às demais nações. Eles não se calaram, não se omitiram e certamente também não se acomodaram dissociando vida e fé. Muito pelo contrário! A obra de suas vidas foi propagar a fé. A quem nós temos evangelizado? Será que, diante das dificuldades do nosso dia a dia, testemunhamos aos que estão ao nosso redor que cremos na providência e ação de Deus? Será que, ao nos posicionarmos sobre temas a favor da vida e do bem, tão em voga em polêmicas sociais, também não estamos agindo como cristãos e cumprindo nossa missão? Isso tudo também é evangelizar!

Nossa história pode ou não revelar Deus ao mundo, pelo modo como vivemos o cotidiano e o permeamos com nossa fé. Então, estejamos atentos ao nosso proceder: outros observam nosso testemunho, na esperança de, por meio de nós, encontrarem o Senhor. Eu quero eleger o projeto de Deus como minha opção de vida. E você? #vamoemfrente

* O artigo aqui reproduzido também é publicado na coluna dominical do Padre Omar Raposo no Jornal O Dia.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

O projeto de Deus como opção de vida

30/06/2015 12:26 - Atualizado em 30/06/2015 12:26

Você já notou o quanto parece difícil viver a própria fé? Às vezes, nossas vidas passam por tantos revezes que sentimos dificuldades para nos mantermos firmes e tranquilos diante das situações inesperadas ou contrárias do dia a dia. Se formos observar com cuidado, talvez cheguemos à triste conclusão de que dissociamos nossa fé da vida cotidiana... O que, sem dúvida, é um erro.

No último domingo, quando a liturgia celebrou a Solenidade de São Pedro e São Paulo, fomos convidados a refletir sobre a forma como vivemos a nossa fé à luz do lindo testemunho de vida que esses homens, alicerces do edifício espiritual que é a Igreja, nos deixaram. Ambos foram pessoas não apenas de palavras, mas principalmente de atitudes. Simplesmente porque elegeram o projeto de Deus como opção de vida.

A Igreja celebra o martírio de Pedro e Paulo na mesma data porque eles estiveram unidos no propósito de seguir Jesus até a morte. E nós? Será que muitas vezes não nos ocupamos demais com as nossas próprias metas e esquecemos de que temos a missão de evangelizar, como eles?  Pedro evangelizou os judeus e Paulo fez a mensagem de Jesus chegar às demais nações. Eles não se calaram, não se omitiram e certamente também não se acomodaram dissociando vida e fé. Muito pelo contrário! A obra de suas vidas foi propagar a fé. A quem nós temos evangelizado? Será que, diante das dificuldades do nosso dia a dia, testemunhamos aos que estão ao nosso redor que cremos na providência e ação de Deus? Será que, ao nos posicionarmos sobre temas a favor da vida e do bem, tão em voga em polêmicas sociais, também não estamos agindo como cristãos e cumprindo nossa missão? Isso tudo também é evangelizar!

Nossa história pode ou não revelar Deus ao mundo, pelo modo como vivemos o cotidiano e o permeamos com nossa fé. Então, estejamos atentos ao nosso proceder: outros observam nosso testemunho, na esperança de, por meio de nós, encontrarem o Senhor. Eu quero eleger o projeto de Deus como minha opção de vida. E você? #vamoemfrente

* O artigo aqui reproduzido também é publicado na coluna dominical do Padre Omar Raposo no Jornal O Dia.

Padre Omar Raposo
Autor

Padre Omar Raposo

Reitor do Santuário Cristo Redentor