Arquidiocese do Rio de Janeiro

24º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 05/06/2020

05 de Junho de 2020

"Nosso padroeiro é testemunha da esperança e nos inspira a construirmos a paz"

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

05 de Junho de 2020

"Nosso padroeiro é testemunha da esperança e nos inspira a construirmos a paz"

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

16/01/2015 12:23 - Atualizado em 16/01/2015 12:23

"Nosso padroeiro é testemunha da esperança e nos inspira a construirmos a paz" 0

16/01/2015 12:23 - Atualizado em 16/01/2015 12:23

A nossa Arquidiocese do Rio de Janeiro já iniciou os preparativos para a Trezena de São Sebastião, o Padroeiro da cidade e dos fiéis cariocas.

Sebastião nasceu em Narbonne; os pais eram oriundos de Milão, na Itália, do século terceiro. São Sebastião, desde cedo, foi muito generoso e dado ao serviço. Recebeu a graça do santo batismo e zelou por ele em relação à sua vida e à dos irmãos.       São Sebastião tornou-se defensor da Igreja como soldado, como capitão e também como apóstolo dos confessores, daqueles que eram presos. Também foi apóstolo dos mártires, os que confessavam Jesus em todas as situações, renunciando à própria vida.

São Sebastião, defensor da verdade no amor apaixonado a Deus. Depois de denunciado como cristão, o Imperador mandou prendê-lo num tronco e muitas flechadas sobre ele foram lançadas até o ponto de pensarem que estava morto. Mas uma mulher, Irene, o conhecia, aproximou-se dele e percebeu que ele estava ainda vivo por graça. Ela cuidou das feridas dele. Ao recobrar sua saúde depois de um tempo, apresentou-se novamente para o Imperador, pois queria o seu bem e o bem de todo o Império. Evangelizou, testemunhou, mas dessa vez foi duramente martirizado.

A cidade maravilhosa recebeu São Sebastião como padroeiro no dia de sua fundação. Agora que comemoramos 450 anos dessa cidade, queremos que suas raízes cristãs nos ajudem a viver ainda melhor e em paz.

Começou no último dia 07 a Trezena de São Sebastião. São treze dias de peregrinação, com visitas em mais de 90 lugares, entre comunidades dedicadas a São Sebastião, obras sociais e instituições públicas, de saúde e comunicação. Com o tema "São Sebastião: Testemunha da Esperança", a Trezena será concluída no dia 20 de janeiro, com a tradicional procissão e Missa do Padroeiro da Arquidiocese e da Cidade do Rio de Janeiro.

A Trezena deste ano é marcada pelo aniversário de 450 anos da “Cidade Maravilhosa”. Nosso padroeiro é testemunha da esperança e nos inspira a construirmos a paz em nossa cidade.

Assim como nos outros anos, a imagem missionária de São Sebastião percorrerá ruas, avenidas, igrejas, capelas, hospitais, casas de idosos, presídios, abrigos de menores, locais de segurança, locais de governo e tantos outros espaços que nos recordam a nossa missão de paz e fraternidade.

A Festa dedicada ao Padroeiro será finalizada, como dito acima, no dia 20, com a Celebração Eucarística na Paróquia São Sebastião, na Tijuca. Nesse dia, haverá ainda a criação do Santuário Arquidiocesano, bem como a apresentação dos restos mortais do jovem médico Guido Schaffer, que serão transladados para a Paróquia Nossa Senhora da Paz, em Ipanema. Por volta das 16h, acontecerá a procissão dos devotos, partindo da Paróquia São Sebastião, na Tijuca, com destino à Catedral, onde será feito o Auto de São Sebastião e outras apresentações culturais, encerrando com a Missa Solene dedicada ao Padroeiro, com envio dos seminaristas arquidiocesanos para as missões na grande cidade.

Peço que acompanhemos com fé e esperança os festejos do Nosso Glorioso São Sebastião. Que ele interceda e olhe por toda a nossa cidade maravilhosa.

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

"Nosso padroeiro é testemunha da esperança e nos inspira a construirmos a paz"

16/01/2015 12:23 - Atualizado em 16/01/2015 12:23

A nossa Arquidiocese do Rio de Janeiro já iniciou os preparativos para a Trezena de São Sebastião, o Padroeiro da cidade e dos fiéis cariocas.

Sebastião nasceu em Narbonne; os pais eram oriundos de Milão, na Itália, do século terceiro. São Sebastião, desde cedo, foi muito generoso e dado ao serviço. Recebeu a graça do santo batismo e zelou por ele em relação à sua vida e à dos irmãos.       São Sebastião tornou-se defensor da Igreja como soldado, como capitão e também como apóstolo dos confessores, daqueles que eram presos. Também foi apóstolo dos mártires, os que confessavam Jesus em todas as situações, renunciando à própria vida.

São Sebastião, defensor da verdade no amor apaixonado a Deus. Depois de denunciado como cristão, o Imperador mandou prendê-lo num tronco e muitas flechadas sobre ele foram lançadas até o ponto de pensarem que estava morto. Mas uma mulher, Irene, o conhecia, aproximou-se dele e percebeu que ele estava ainda vivo por graça. Ela cuidou das feridas dele. Ao recobrar sua saúde depois de um tempo, apresentou-se novamente para o Imperador, pois queria o seu bem e o bem de todo o Império. Evangelizou, testemunhou, mas dessa vez foi duramente martirizado.

A cidade maravilhosa recebeu São Sebastião como padroeiro no dia de sua fundação. Agora que comemoramos 450 anos dessa cidade, queremos que suas raízes cristãs nos ajudem a viver ainda melhor e em paz.

Começou no último dia 07 a Trezena de São Sebastião. São treze dias de peregrinação, com visitas em mais de 90 lugares, entre comunidades dedicadas a São Sebastião, obras sociais e instituições públicas, de saúde e comunicação. Com o tema "São Sebastião: Testemunha da Esperança", a Trezena será concluída no dia 20 de janeiro, com a tradicional procissão e Missa do Padroeiro da Arquidiocese e da Cidade do Rio de Janeiro.

A Trezena deste ano é marcada pelo aniversário de 450 anos da “Cidade Maravilhosa”. Nosso padroeiro é testemunha da esperança e nos inspira a construirmos a paz em nossa cidade.

Assim como nos outros anos, a imagem missionária de São Sebastião percorrerá ruas, avenidas, igrejas, capelas, hospitais, casas de idosos, presídios, abrigos de menores, locais de segurança, locais de governo e tantos outros espaços que nos recordam a nossa missão de paz e fraternidade.

A Festa dedicada ao Padroeiro será finalizada, como dito acima, no dia 20, com a Celebração Eucarística na Paróquia São Sebastião, na Tijuca. Nesse dia, haverá ainda a criação do Santuário Arquidiocesano, bem como a apresentação dos restos mortais do jovem médico Guido Schaffer, que serão transladados para a Paróquia Nossa Senhora da Paz, em Ipanema. Por volta das 16h, acontecerá a procissão dos devotos, partindo da Paróquia São Sebastião, na Tijuca, com destino à Catedral, onde será feito o Auto de São Sebastião e outras apresentações culturais, encerrando com a Missa Solene dedicada ao Padroeiro, com envio dos seminaristas arquidiocesanos para as missões na grande cidade.

Peço que acompanhemos com fé e esperança os festejos do Nosso Glorioso São Sebastião. Que ele interceda e olhe por toda a nossa cidade maravilhosa.

 

Cardeal Orani João Tempesta
Autor

Cardeal Orani João Tempesta

Arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro