Arquidiocese do Rio de Janeiro

24º 19º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 21/10/2021

21 de Outubro de 2021

Monsenhor André Sampaio toma posse como vigário episcopal para as irmandades

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

21 de Outubro de 2021

Monsenhor André Sampaio toma posse como vigário episcopal para as irmandades

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

02/08/2021 11:49

Monsenhor André Sampaio toma posse como vigário episcopal para as irmandades 0

02/08/2021 11:49

Na Capela do Palácio São Joaquim, na Glória, monsenhor André Sampaio de Oliveira tomou posse como novo vigário episcopal do Vicariato Episcopal para as Associações Públicas de Fiéis, que são as irmandades, confrarias, ordens terceiras e devoções.

A posse aconteceu no dia 29 de julho, durante a missa presidida pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, na qual se celebrou, pela primeira vez, por instituição do Papa Francisco, a memória litúrgica dos santos irmãos de Betânia, Marta, Maria e Lázaro, amigos de Jesus.

No início da celebração foi feita a leitura da provisão, datada do dia 28 de julho e, em função do novo ofício que exercerá em nome da Igreja, monsenhor André fez a Profissão de Fé e o Juramento de Fidelidade, de acordo com as normas da Sé Apostólica.

O Vicariato das Irmandades foi instituído por Dom Orani no dia 28 de julho de 2018, e teve como primeiro vigário episcopal o padre Valtemario Silva Frazão Junior, que deixou o ofício após três anos de mandato.

 

Acompanhamento

“Ao assumir o ofício, monsenhor André irá atuar em nome do arcebispo junto às irmandades que existem em nossa arquidiocese, há séculos. Ele irá acompanhar, como uma forma carinhosa da Igreja, um grupo de leigos e leigas, irmãos e irmãs, que tem uma tradição bonita”, disse o arcebispo.

Dom Orani acrescentou que no passado, ao ser constituída uma irmandade, e a construção de uma igreja, objeto de devoção, a preocupação era com a evangelização, a catequese, em ser uma presença na sociedade.

“Foram construídas belas igrejas por amor a Deus, ainda hoje objetos de admiração, e muitas são tombadas pela riqueza de seus estilos. Também responsáveis pela evangelização, hoje os irmãos e irmãs se colocam a serviço da Igreja, abrem seus templos para o culto divino para que eles, e também o povo de Deus possam buscar e louvar o Senhor”, completou.

 

Servir com alegria

Na sua mensagem, monsenhor André agradeceu a confiança pela nomeação, e recordou sua experiência anterior quando foi convidado por Dom Nelson Francelino Ferreira, na época bispo auxiliar, para auxiliá-lo na questão jurídica junto às irmandades.

“Quero servir com alegria a Igreja, colaborando para que as irmandades possam crescer ainda mais, como instrumentos que são desde o inicio da sua constituição. Dentro da arquidiocese, com suas devoções, elas trazem consigo uma forte espiritualidade e bonito trabalho no âmbito social”, disse o novo vigário episcopal.


Carlos Moioli

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Monsenhor André Sampaio toma posse como vigário episcopal para as irmandades

02/08/2021 11:49

Na Capela do Palácio São Joaquim, na Glória, monsenhor André Sampaio de Oliveira tomou posse como novo vigário episcopal do Vicariato Episcopal para as Associações Públicas de Fiéis, que são as irmandades, confrarias, ordens terceiras e devoções.

A posse aconteceu no dia 29 de julho, durante a missa presidida pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, na qual se celebrou, pela primeira vez, por instituição do Papa Francisco, a memória litúrgica dos santos irmãos de Betânia, Marta, Maria e Lázaro, amigos de Jesus.

No início da celebração foi feita a leitura da provisão, datada do dia 28 de julho e, em função do novo ofício que exercerá em nome da Igreja, monsenhor André fez a Profissão de Fé e o Juramento de Fidelidade, de acordo com as normas da Sé Apostólica.

O Vicariato das Irmandades foi instituído por Dom Orani no dia 28 de julho de 2018, e teve como primeiro vigário episcopal o padre Valtemario Silva Frazão Junior, que deixou o ofício após três anos de mandato.

 

Acompanhamento

“Ao assumir o ofício, monsenhor André irá atuar em nome do arcebispo junto às irmandades que existem em nossa arquidiocese, há séculos. Ele irá acompanhar, como uma forma carinhosa da Igreja, um grupo de leigos e leigas, irmãos e irmãs, que tem uma tradição bonita”, disse o arcebispo.

Dom Orani acrescentou que no passado, ao ser constituída uma irmandade, e a construção de uma igreja, objeto de devoção, a preocupação era com a evangelização, a catequese, em ser uma presença na sociedade.

“Foram construídas belas igrejas por amor a Deus, ainda hoje objetos de admiração, e muitas são tombadas pela riqueza de seus estilos. Também responsáveis pela evangelização, hoje os irmãos e irmãs se colocam a serviço da Igreja, abrem seus templos para o culto divino para que eles, e também o povo de Deus possam buscar e louvar o Senhor”, completou.

 

Servir com alegria

Na sua mensagem, monsenhor André agradeceu a confiança pela nomeação, e recordou sua experiência anterior quando foi convidado por Dom Nelson Francelino Ferreira, na época bispo auxiliar, para auxiliá-lo na questão jurídica junto às irmandades.

“Quero servir com alegria a Igreja, colaborando para que as irmandades possam crescer ainda mais, como instrumentos que são desde o inicio da sua constituição. Dentro da arquidiocese, com suas devoções, elas trazem consigo uma forte espiritualidade e bonito trabalho no âmbito social”, disse o novo vigário episcopal.


Carlos Moioli