Arquidiocese do Rio de Janeiro

24º 18º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/09/2020

23 de Setembro de 2020

Mês da Bíblia 2020

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Setembro de 2020

Mês da Bíblia 2020

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

13/09/2020 01:46

Mês da Bíblia 2020 0

13/09/2020 01:46

O mês da Bíblia deste ano tem como tema central o livro do Deuteronômio e como lema “Abre tua mão para teu irmão” (Dt 15,11), ou seja, assim como nos pede a Lei de Deus, se eu amo a Deus devo amar também o meu irmão.

O livro do Deuteronômio é por excelência o livro da lei de Deus, e somos convidados por Ele a seguir esses mandamentos amando o nosso próximo e abrindo a mão aos necessitados e a aqueles que são oprimidos. Cumprir os mandamentos de Deus é a extensão do amor que eu recebo dele e transmito para o próximo.

Vivemos num tempo em que somos chamados a praticar a caridade e a generosidade com o nosso próximo, principalmente devido a Pandemia da COVID-19, muitas pessoas que perderam entes queridos e que precisam de conforto nesse momento e algumas pessoas com dificuldade de comprar alimentos e poder alimentar a sua família.

Ajudando o próximo dando-lhe conforto ou algum alimento para suprir as suas necessidades, vivendo a misericórdia, estamos colocando em prática a Palavra de Deus. Não devemos apenas ler a Palavra de Deus, mas colocá-la em prática no dia a dia, servindo o nosso irmão que necessita.

A leitura “Orante” da palavra de Deus serve para depois de meditá-la no nosso coração e interiorizá-la na nossa alma colocando-a em prática na nossa vida diária. Por isso quando participamos da Celebração Eucaristia, ouvimos atentamente a Palavra de Deus e o Padre faz a Homília exortando-nos sobre o que Deus nos quer dizer por meio daquela Palavra e motivando a Comunidade a pôr em prática aquilo que acabaram de escutar.

Por isso a palavra Missa quer dizer Missão, ou seja, a Missa não acaba com a Benção Final do Sacerdote, mas a partir dela começa a nossa Missão de levar aquela Palavra que ouvimos na missa para as demais pessoas que encontrarmos. Devemos animar aqueles se encontram desanimados, encorajar os que estão sem coragem e levar alimento aos famintos. Assim estamos colocando em prática a Palavra de Deus no nosso dia a dia e cumprindo os seus mandamentos.

A Palavra de Deus que ouvimos no Domingo na Missa deve nos motivar durante toda a semana e para ela ser eficaz em nossa vida devemos colocá-la em prática e até mesmo rever os textos que nos serviram de motivação para a Missão da semana.

Por isso ao celebrar o mês da Bíblia devemos nos recordar que a Palavra de Deus não deve ser lembrada ou meditada apenas em setembro, mas durante todos os dias do ano, ou seja, a nossa missão não deve ser apenas em setembro ou em algum mês específico, mas todos os dias. Sempre alguém que encontrarmos vai precisar de uma Palavra de consolo, de coragem para seguir adiante e isso nós podemos fazer por meio da Palavra.
Jesus enviou os discípulos dois a dois em missão para levarem a sua Palavra e anunciarem o Reino de Deus. Assim ele nos envia hoje para sairmos em missão anunciando a sua Palavra e procurar as ovelhas perdidas, aqueles que foram batizados e não frequentam mais a Igreja, que não professam mais a sua fé. Somos convidados por Jesus a encorajar essas pessoas por meio da Palavra, para que elas se animem novamente e voltem a viver a sua vida de fé.

Deus fez uma aliança com o povo de Israel por meio da Palavra e dando a eles o conhecimento dos mandamentos da Lei e o povo de Israel seria fiel a ele se cumprisse esses mandamentos no dia a dia e pusesse em prática a sua Palavra. E hoje em dia Ele quer fazer igualmente conosco essa aliança e nós seremos fiéis a Ele se pormos em prática essa palavra e cumprindo os mandamentos.

Que esse mês da Bíblia nos motive a colocarmos em prática na nossa vida diária a Leitura da Palavra de Deus e que ela nos encoraje para a missão que Deus nos chama de amar sem medidas o nosso próximo e abra os nossos olhos para necessidade dos nossos irmãos e possamos abrir as mãos para suprir as suas necessidades.

Que o Espírito Santo nos ajude no entendimento da Palavra de Deus e da sua Lei e possamos nos comportar de acordo com aquilo que a Lei de Deus nos impulsiona, respeitando a vida em todos os sentidos, amando os irmãos e os respeitando em todos os sentidos.

Que São Jeronimo que traduziu a Bíblia para o latim (Vulgata) e cuja data celebramos no dia 30 deste mês nos inspire no entendimento a Palavra de Deus, e que Deus abençoe as nossas famílias e que nunca percamos a esperança e a fé, que dias melhores virão e que essa Pandemia sirva para aproximar mais as pessoas nos laços que as unem.

Orani João, Cardeal Tempesta, O. Cist.
Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ


Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Mês da Bíblia 2020

13/09/2020 01:46

O mês da Bíblia deste ano tem como tema central o livro do Deuteronômio e como lema “Abre tua mão para teu irmão” (Dt 15,11), ou seja, assim como nos pede a Lei de Deus, se eu amo a Deus devo amar também o meu irmão.

O livro do Deuteronômio é por excelência o livro da lei de Deus, e somos convidados por Ele a seguir esses mandamentos amando o nosso próximo e abrindo a mão aos necessitados e a aqueles que são oprimidos. Cumprir os mandamentos de Deus é a extensão do amor que eu recebo dele e transmito para o próximo.

Vivemos num tempo em que somos chamados a praticar a caridade e a generosidade com o nosso próximo, principalmente devido a Pandemia da COVID-19, muitas pessoas que perderam entes queridos e que precisam de conforto nesse momento e algumas pessoas com dificuldade de comprar alimentos e poder alimentar a sua família.

Ajudando o próximo dando-lhe conforto ou algum alimento para suprir as suas necessidades, vivendo a misericórdia, estamos colocando em prática a Palavra de Deus. Não devemos apenas ler a Palavra de Deus, mas colocá-la em prática no dia a dia, servindo o nosso irmão que necessita.

A leitura “Orante” da palavra de Deus serve para depois de meditá-la no nosso coração e interiorizá-la na nossa alma colocando-a em prática na nossa vida diária. Por isso quando participamos da Celebração Eucaristia, ouvimos atentamente a Palavra de Deus e o Padre faz a Homília exortando-nos sobre o que Deus nos quer dizer por meio daquela Palavra e motivando a Comunidade a pôr em prática aquilo que acabaram de escutar.

Por isso a palavra Missa quer dizer Missão, ou seja, a Missa não acaba com a Benção Final do Sacerdote, mas a partir dela começa a nossa Missão de levar aquela Palavra que ouvimos na missa para as demais pessoas que encontrarmos. Devemos animar aqueles se encontram desanimados, encorajar os que estão sem coragem e levar alimento aos famintos. Assim estamos colocando em prática a Palavra de Deus no nosso dia a dia e cumprindo os seus mandamentos.

A Palavra de Deus que ouvimos no Domingo na Missa deve nos motivar durante toda a semana e para ela ser eficaz em nossa vida devemos colocá-la em prática e até mesmo rever os textos que nos serviram de motivação para a Missão da semana.

Por isso ao celebrar o mês da Bíblia devemos nos recordar que a Palavra de Deus não deve ser lembrada ou meditada apenas em setembro, mas durante todos os dias do ano, ou seja, a nossa missão não deve ser apenas em setembro ou em algum mês específico, mas todos os dias. Sempre alguém que encontrarmos vai precisar de uma Palavra de consolo, de coragem para seguir adiante e isso nós podemos fazer por meio da Palavra.
Jesus enviou os discípulos dois a dois em missão para levarem a sua Palavra e anunciarem o Reino de Deus. Assim ele nos envia hoje para sairmos em missão anunciando a sua Palavra e procurar as ovelhas perdidas, aqueles que foram batizados e não frequentam mais a Igreja, que não professam mais a sua fé. Somos convidados por Jesus a encorajar essas pessoas por meio da Palavra, para que elas se animem novamente e voltem a viver a sua vida de fé.

Deus fez uma aliança com o povo de Israel por meio da Palavra e dando a eles o conhecimento dos mandamentos da Lei e o povo de Israel seria fiel a ele se cumprisse esses mandamentos no dia a dia e pusesse em prática a sua Palavra. E hoje em dia Ele quer fazer igualmente conosco essa aliança e nós seremos fiéis a Ele se pormos em prática essa palavra e cumprindo os mandamentos.

Que esse mês da Bíblia nos motive a colocarmos em prática na nossa vida diária a Leitura da Palavra de Deus e que ela nos encoraje para a missão que Deus nos chama de amar sem medidas o nosso próximo e abra os nossos olhos para necessidade dos nossos irmãos e possamos abrir as mãos para suprir as suas necessidades.

Que o Espírito Santo nos ajude no entendimento da Palavra de Deus e da sua Lei e possamos nos comportar de acordo com aquilo que a Lei de Deus nos impulsiona, respeitando a vida em todos os sentidos, amando os irmãos e os respeitando em todos os sentidos.

Que São Jeronimo que traduziu a Bíblia para o latim (Vulgata) e cuja data celebramos no dia 30 deste mês nos inspire no entendimento a Palavra de Deus, e que Deus abençoe as nossas famílias e que nunca percamos a esperança e a fé, que dias melhores virão e que essa Pandemia sirva para aproximar mais as pessoas nos laços que as unem.

Orani João, Cardeal Tempesta, O. Cist.
Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ


Cardeal Orani João Tempesta
Autor

Cardeal Orani João Tempesta

Arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro