Arquidiocese do Rio de Janeiro

27º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/01/2020

23 de Janeiro de 2020

Jubileu e Visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora do Loreto

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Janeiro de 2020

Jubileu e Visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora do Loreto

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

26/12/2019 12:52

Jubileu e Visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora do Loreto 0

26/12/2019 12:52

É com muita alegria que nossa Arquidiocese recebeu no dia 26 de dezembro, durante a oitava de natal (inclusive durante a Festa da Sagrada Família), a visita da Imagem peregrina de Nossa Senhora de Loreto, por ocasião da celebração do Jubileu Lauretano, quando damos graças a Deus pelos 100 anos de proclamação de Nossa Senhora de Loreto como padroeira da aviação. O título de Nossa Senhora de Loreto como padroeira dos aviadores, foi concedido pelo Papa Bento XV, em 1920, a pedido dos aviadores veteranos que sobreviveram à Primeira Guerra Mundial.

O Papa Francisco proclamou que do dia 8 de dezembro de 2019 a 10 de dezembro de 2020, será celebrado este jubileu. O Santo Padre convocou o Jubileu Lauretano para todos os que viajam de avião, militares e civis, e para todos os peregrinos que irão ao Santuário da Santa Casa (na Itália) de todas as partes do mundo, assim como as dioceses quem tem uma presença efetiva da Aeronáutica, as diversas paróquias e comunidades que estão sob o patrocínio de Nossa Senhora de Loreto. O Jubileu, será desenvolvido com o tema “Chamados a voar alto”, não estando relacionado apenas ao mundo da aviação (trabalhadores e passageiros), mas está dirigido a todos os devotos de Nossa Senhora de Loreto e a todos aqueles que do mundo inteiro virão à Santa Casa para receber o dom da indulgência plenária. Todos somos chamados a voar alto, porque Deus oferece a todos a possibilidade de uma vida boa, isto é, santa.

Portanto, o Jubileu se torna uma boa ocasião para redescobrir o chamado à santidade no mundo contemporâneo.
A Imagem estará em peregrinação por nossa arquidiocese entre os dias 26 de dezembro ao dia 05 de janeiro, passando pelas instituições militares da aeronáutica aqui presentes (3 bases aéreas), pelo santuário do Cristo Redentor (na missa da passagem de ano) e por paróquias e comunidades que tem como patrocínio ou devoção especial à Virgem de Loreto, em especial o nosso Santuário Arquidiocesano de Nossa Senhora de Loreto. Nossa arquidiocese escolheu como tema da peregrinação “Com Nossa Senhora do Loreto, busquemos as coisas do alto”.

Vale lembrar que, dentro deste contexto jubilar, o Papa Francisco decretou que a memória facultativa da Bem-Aventurada Virgem Maria de Loreto seja inscrita no Calendário Romano em 10 de dezembro, dia em que se tem a festa de Loreto, e celebrada todos os anos. Essa celebração ajudará todos, especialmente as famílias, os jovens, os religiosos, a imitar as virtudes da perfeita discípula do Evangelho, a Virgem Maria que concebendo o Cabeça da Igreja acolheu também a nós consigo.

O Santuário de Loreto, na Itália, guarda a Casa em alvenaria de Nossa Senhora, transportada, segundo a tradição, de Nazaré a Loreto, em 1294. Segundo a antiga versão, de caráter devocional e popular, a casa que foi transportada é a Casa de Nazaré, onde Maria nasceu, foi prometida a José, recebeu o anúncio do Anjo Gabriel e concebeu no próprio ventre o Filho de Deus. Ela faz memória, portanto, do Mistério da Encarnação.
A casa onde viveu a Sagrada Família em Nazaré era uma relíquia conservada pelos católicos na Terra Santa. Era uma casinha pequena, feita de pedras à maneira que os nazarenos construíam. Sob aquele teto sagrado, o Anjo do Senhor anunciou a Maria e ela concebeu do Espírito Santo. Ali, São José ensinou Jesus o ofício da carpintaria. Ali, Jesus crescia em estatura, em graça e em sabedoria diante do Senhor. Esta casa era um grande centro de peregrinações dos cristãos em Nazaré.

A Casa da Sagrada Família que ficava em Nazaré (Israel) foi transportada para a região de Loreto, na Itália. Trata-se de um fenômeno que permanece sem explicação científica e que demonstra a importância que o próprio Senhor dá a esta casa.

Os muçulmanos tinham invadido a Terra Santa. Por onde passavam saqueavam e destruíam principalmente as igrejas católicas e os lugares santos. Então, no ano de 1291, antes da chegada dos muçulmanos em Nazaré, a Casa da Sagrada Família desapareceu inexplicavelmente de sua locação e "apareceu" na cidade de Tersatz, na Dalmácia, perto do mar Adriático, a milhares de quilômetros de Nazaré. Após ter ficado por mais de três anos da cidade de Tersatz, um novo milagre aconteceu. No dia 10 de dezembro de 1294, a casa milagrosamente passou pelo mar Mediterrâneo e foi parar nos bosques de Loreto, na cidade de Recanati, Itália. Então os fiéis se lembraram de uma profecia de São Francisco de Assis: "Loreto será um dos locais mais sagrados do mundo. Lá será construída uma Basílica em honra a Nossa Senhora de Loreto". De fato, hoje há uma Basílica que foi construída em volta da casa. Esta Basílica é um dos maiores santuários da Europa.

Já dentro do contexto arquidiocesano, temos em Jacarepaguá o Santuário de Nossa Senhora de Loreto, que juntamente com a celebração do ano Jubilar Mundial Lauretano, celebra também o seu ano jubilar dando graças a Deus pelos 50 anos de proclamação da paróquia de Nossa Senhora do Loreto como Santuário (em 2020) que foi criado por nosso antecessor D. Jaime, Cardeal Câmara, a pedido da Força Aérea Brasileira e com a devida autorização da Santa Sé e, na época, proclamado Santuário Nacional. Esta Igreja, de grande importância história e cultural para a região de Jacarepaguá e também para a cidade do Rio de Janeiro, continua sendo um importante centro de evangelização e grande referencial da Fé em nossa arquidiocese, já que sua fundação data do ano de 1661, quando se dá a fundação da Freguesia de Nossa Senhora do Loreto, desmembrando-se da Freguesia (Paróquia) de Nossa Senhora da Apresentação de Irajá.

Os fiéis que fizerem peregrinação neste santuário também receberão a indulgência plenária, mediante o cumprimento das práticas habituais: Sacramento da Confissão, comunhão eucarística e oração pelas intenções do Papa diante da imagem de Nossa Senhora de Loreto.

Demos graças a Deus pela possibilidade de iniciarmos nosso novo ano civil sob a proteção da Virgem Maria, a Senhora do Loreto. Fazemos nossas as palavras de São Bernardo, pedindo a Maria que nos prepare um bom caminho ao longo desse novo ano, caminho de fidelidade a Deus e de serviço aos irmãos. Que no contexto do Ano de aprofundamento da Missão Permanente em nossa Arquidiocese sejamos impulsionados, com a proteção da Virgem de Loreto, a levar a presença de Deus a todos quantos necessitam da luz de sua misericórdia. Nossa Senhora do Loreto, rogai por nós!

Orani João, Cardeal Tempesta, O. Cist.
Arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro
 
Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Jubileu e Visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora do Loreto

26/12/2019 12:52

É com muita alegria que nossa Arquidiocese recebeu no dia 26 de dezembro, durante a oitava de natal (inclusive durante a Festa da Sagrada Família), a visita da Imagem peregrina de Nossa Senhora de Loreto, por ocasião da celebração do Jubileu Lauretano, quando damos graças a Deus pelos 100 anos de proclamação de Nossa Senhora de Loreto como padroeira da aviação. O título de Nossa Senhora de Loreto como padroeira dos aviadores, foi concedido pelo Papa Bento XV, em 1920, a pedido dos aviadores veteranos que sobreviveram à Primeira Guerra Mundial.

O Papa Francisco proclamou que do dia 8 de dezembro de 2019 a 10 de dezembro de 2020, será celebrado este jubileu. O Santo Padre convocou o Jubileu Lauretano para todos os que viajam de avião, militares e civis, e para todos os peregrinos que irão ao Santuário da Santa Casa (na Itália) de todas as partes do mundo, assim como as dioceses quem tem uma presença efetiva da Aeronáutica, as diversas paróquias e comunidades que estão sob o patrocínio de Nossa Senhora de Loreto. O Jubileu, será desenvolvido com o tema “Chamados a voar alto”, não estando relacionado apenas ao mundo da aviação (trabalhadores e passageiros), mas está dirigido a todos os devotos de Nossa Senhora de Loreto e a todos aqueles que do mundo inteiro virão à Santa Casa para receber o dom da indulgência plenária. Todos somos chamados a voar alto, porque Deus oferece a todos a possibilidade de uma vida boa, isto é, santa.

Portanto, o Jubileu se torna uma boa ocasião para redescobrir o chamado à santidade no mundo contemporâneo.
A Imagem estará em peregrinação por nossa arquidiocese entre os dias 26 de dezembro ao dia 05 de janeiro, passando pelas instituições militares da aeronáutica aqui presentes (3 bases aéreas), pelo santuário do Cristo Redentor (na missa da passagem de ano) e por paróquias e comunidades que tem como patrocínio ou devoção especial à Virgem de Loreto, em especial o nosso Santuário Arquidiocesano de Nossa Senhora de Loreto. Nossa arquidiocese escolheu como tema da peregrinação “Com Nossa Senhora do Loreto, busquemos as coisas do alto”.

Vale lembrar que, dentro deste contexto jubilar, o Papa Francisco decretou que a memória facultativa da Bem-Aventurada Virgem Maria de Loreto seja inscrita no Calendário Romano em 10 de dezembro, dia em que se tem a festa de Loreto, e celebrada todos os anos. Essa celebração ajudará todos, especialmente as famílias, os jovens, os religiosos, a imitar as virtudes da perfeita discípula do Evangelho, a Virgem Maria que concebendo o Cabeça da Igreja acolheu também a nós consigo.

O Santuário de Loreto, na Itália, guarda a Casa em alvenaria de Nossa Senhora, transportada, segundo a tradição, de Nazaré a Loreto, em 1294. Segundo a antiga versão, de caráter devocional e popular, a casa que foi transportada é a Casa de Nazaré, onde Maria nasceu, foi prometida a José, recebeu o anúncio do Anjo Gabriel e concebeu no próprio ventre o Filho de Deus. Ela faz memória, portanto, do Mistério da Encarnação.
A casa onde viveu a Sagrada Família em Nazaré era uma relíquia conservada pelos católicos na Terra Santa. Era uma casinha pequena, feita de pedras à maneira que os nazarenos construíam. Sob aquele teto sagrado, o Anjo do Senhor anunciou a Maria e ela concebeu do Espírito Santo. Ali, São José ensinou Jesus o ofício da carpintaria. Ali, Jesus crescia em estatura, em graça e em sabedoria diante do Senhor. Esta casa era um grande centro de peregrinações dos cristãos em Nazaré.

A Casa da Sagrada Família que ficava em Nazaré (Israel) foi transportada para a região de Loreto, na Itália. Trata-se de um fenômeno que permanece sem explicação científica e que demonstra a importância que o próprio Senhor dá a esta casa.

Os muçulmanos tinham invadido a Terra Santa. Por onde passavam saqueavam e destruíam principalmente as igrejas católicas e os lugares santos. Então, no ano de 1291, antes da chegada dos muçulmanos em Nazaré, a Casa da Sagrada Família desapareceu inexplicavelmente de sua locação e "apareceu" na cidade de Tersatz, na Dalmácia, perto do mar Adriático, a milhares de quilômetros de Nazaré. Após ter ficado por mais de três anos da cidade de Tersatz, um novo milagre aconteceu. No dia 10 de dezembro de 1294, a casa milagrosamente passou pelo mar Mediterrâneo e foi parar nos bosques de Loreto, na cidade de Recanati, Itália. Então os fiéis se lembraram de uma profecia de São Francisco de Assis: "Loreto será um dos locais mais sagrados do mundo. Lá será construída uma Basílica em honra a Nossa Senhora de Loreto". De fato, hoje há uma Basílica que foi construída em volta da casa. Esta Basílica é um dos maiores santuários da Europa.

Já dentro do contexto arquidiocesano, temos em Jacarepaguá o Santuário de Nossa Senhora de Loreto, que juntamente com a celebração do ano Jubilar Mundial Lauretano, celebra também o seu ano jubilar dando graças a Deus pelos 50 anos de proclamação da paróquia de Nossa Senhora do Loreto como Santuário (em 2020) que foi criado por nosso antecessor D. Jaime, Cardeal Câmara, a pedido da Força Aérea Brasileira e com a devida autorização da Santa Sé e, na época, proclamado Santuário Nacional. Esta Igreja, de grande importância história e cultural para a região de Jacarepaguá e também para a cidade do Rio de Janeiro, continua sendo um importante centro de evangelização e grande referencial da Fé em nossa arquidiocese, já que sua fundação data do ano de 1661, quando se dá a fundação da Freguesia de Nossa Senhora do Loreto, desmembrando-se da Freguesia (Paróquia) de Nossa Senhora da Apresentação de Irajá.

Os fiéis que fizerem peregrinação neste santuário também receberão a indulgência plenária, mediante o cumprimento das práticas habituais: Sacramento da Confissão, comunhão eucarística e oração pelas intenções do Papa diante da imagem de Nossa Senhora de Loreto.

Demos graças a Deus pela possibilidade de iniciarmos nosso novo ano civil sob a proteção da Virgem Maria, a Senhora do Loreto. Fazemos nossas as palavras de São Bernardo, pedindo a Maria que nos prepare um bom caminho ao longo desse novo ano, caminho de fidelidade a Deus e de serviço aos irmãos. Que no contexto do Ano de aprofundamento da Missão Permanente em nossa Arquidiocese sejamos impulsionados, com a proteção da Virgem de Loreto, a levar a presença de Deus a todos quantos necessitam da luz de sua misericórdia. Nossa Senhora do Loreto, rogai por nós!

Orani João, Cardeal Tempesta, O. Cist.
Arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro
 
Cardeal Orani João Tempesta
Autor

Cardeal Orani João Tempesta

Arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro