Arquidiocese do Rio de Janeiro

32º 20º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/04/2019

18 de Abril de 2019

Cristãos: continuadores de Jesus

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Abril de 2019

Cristãos: continuadores de Jesus

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

19/03/2019 10:35 - Atualizado em 19/03/2019 10:36

Cristãos: continuadores de Jesus 0

19/03/2019 10:35 - Atualizado em 19/03/2019 10:36

Eu e você somos, como cristãos, os continuadores de Jesus; somos um outro Cristo para este mundo, para produzir Seus frutos e realizar Suas obras hoje. Vendo nossa própria realidade, só podemos nos sentir pequenos, pobres. Comecemos então por viver a primeira bem-aventurança: Felizes os pobres de coração.

O Reino de Deus é dos pobres. É daqueles que sabem que nada podem fazer sem o Senhor. E, sentindo-se assim, Ele vai poder fazer maravilhas, por sua simplicidade, por seu despojamento, por sua humildade, porque Ele, o Senhor, pode se manifestar.

Assim, o Senhor produzirá Seus frutos e o mundo verá Suas obras. Bem-aventurado você se tiver um coração pobre, porque seu é o Reino dos céus.

Lembre-se: como não aceitaram as obras de Jesus, também não irão aceitar suas obras. Irão contradizê-lo, contrapor-se a você. Como não aceitaram os frutos de Jesus, de amor, de paz, de bondade, também não irão aceitar os seus frutos. Vão rir de você, ridicularizá-lo, persegui-lo, caluniá-lo. Será muito sofrimento, muita dor.

Contudo meu filho, minha filha, creia que, ao final, você vai experimentar esta bem-aventurança: “Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados”. E consolados muito mais depois, na vida eterna!

Há muitos que querem transformar este mundo pela força, pela violência; querem destruir as estruturas, fazer um mundo novo colocando tudo abaixo. Mas Jesus diz: “Felizes os mansos: seu quinhão será a terra”. Ele verão a terra e as estruturas transformadas: os mansos, não os violentos.E o cristão, continuador de Jesus, segue os métodos d´Ele, um Deus manso e humilde de coração.


Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Cristãos: continuadores de Jesus

19/03/2019 10:35 - Atualizado em 19/03/2019 10:36

Eu e você somos, como cristãos, os continuadores de Jesus; somos um outro Cristo para este mundo, para produzir Seus frutos e realizar Suas obras hoje. Vendo nossa própria realidade, só podemos nos sentir pequenos, pobres. Comecemos então por viver a primeira bem-aventurança: Felizes os pobres de coração.

O Reino de Deus é dos pobres. É daqueles que sabem que nada podem fazer sem o Senhor. E, sentindo-se assim, Ele vai poder fazer maravilhas, por sua simplicidade, por seu despojamento, por sua humildade, porque Ele, o Senhor, pode se manifestar.

Assim, o Senhor produzirá Seus frutos e o mundo verá Suas obras. Bem-aventurado você se tiver um coração pobre, porque seu é o Reino dos céus.

Lembre-se: como não aceitaram as obras de Jesus, também não irão aceitar suas obras. Irão contradizê-lo, contrapor-se a você. Como não aceitaram os frutos de Jesus, de amor, de paz, de bondade, também não irão aceitar os seus frutos. Vão rir de você, ridicularizá-lo, persegui-lo, caluniá-lo. Será muito sofrimento, muita dor.

Contudo meu filho, minha filha, creia que, ao final, você vai experimentar esta bem-aventurança: “Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados”. E consolados muito mais depois, na vida eterna!

Há muitos que querem transformar este mundo pela força, pela violência; querem destruir as estruturas, fazer um mundo novo colocando tudo abaixo. Mas Jesus diz: “Felizes os mansos: seu quinhão será a terra”. Ele verão a terra e as estruturas transformadas: os mansos, não os violentos.E o cristão, continuador de Jesus, segue os métodos d´Ele, um Deus manso e humilde de coração.


Monsenhor Jonas Abib
Autor

Monsenhor Jonas Abib

Fundador da Comunidade Canção Nova e presidente da Fundação João Paulo II