Arquidiocese do Rio de Janeiro

28º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 21/03/2019

21 de Março de 2019

Adionel Carlos, memória viva

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

21 de Março de 2019

Adionel Carlos, memória viva

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

14/02/2019 15:57 - Atualizado em 14/02/2019 15:57

Adionel Carlos, memória viva 0

14/02/2019 15:57 - Atualizado em 14/02/2019 15:57

Hoje, após a nossa reunião com os Bispos Auxiliares e eméritos tivemos a oportunidade de homenagear um grande colaborador de nossa Igreja Particular, que há mais de 52 anos serve como cristão e com seus carismas, em especial, o da comunicação.

O Santo Padre, o Papa Francisco, concedeu a honorificência de Comenda “Pro Ecclesia et Pontifice” em favor do jornalista Adionel Carlos da Cunha, que na maior parte do tempo exerceu a missão de Assessor de Imprensa da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro.

O jornalista Adionel Carlos da Cunha teve um papel decisivo na implantação da Assessoria de Imprensa de nossa Arquidiocese e trabalhou com os Cardeais Jaime de Barros Câmara, Eugenio Araujo Sales, Eusébio Oscar Scheid e comigo.

A concessão desta Comenda é um reconhecimento público de Sua Santidade, o Papa Francisco e da Igreja Católica a este leigo, depois de termos celebrado o ano do laicato, que dedica a sua vida integralmente a Cristo e à Mãe Igreja.

ADIONEL CARLOS DA CUNHA, nasceu em 02 de setembro de 1941, natural do Rio de Janeiro, RJ.

ESCOLARIDADE: Cursou Ensino Primário, até o 4º ano, na Escola Pública Estadual 3-1 Tiradentes. A Admissão, o Ginásio e o Científico foram realizados no Colégio São Bento, dos Beneditinos e, por morar na rua do Mosteiro, obteve gratuidade nos cursos por ter sido da equipe de coroinhas, até após a conclusão dos cursos. Formou-se em Técnico em Radiologia, pelo Ministério da Saúde e realizou Estágio no Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio de Janeiro (1958). Em 1959, dedicou-se ao Técnico em Eletrônica, pelo Curso de Eletrotécnico no COTELUC da PUC/RJ. Formado em Piano, Teoria Musical, Harmonia e Morfologia e História da Música, pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio, foi professor e assistente de catedrática desses cursos, entre 1960 e 1963. 2º Tenente da Reserva (não remunerada), da Arma de Artilharia, formado pelo CPOR/RJ, em 1964. Bacharel em Comunicação Social (com ênfase em Jornalismo e Editoração, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas) pela Universidade Estácio de Sá, em 1978. Fez Mestrado em Jornalismo na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) (1980/81).

NA ARQUIDIOCESE DE SÃO SEBASTIÃO DO RIO DE JANEIRO: Em 1965, a convite de Dom Cirilo Folck Gomes, OSB, secretário do Regional Leste 1, como voluntário, atuou na criação do Departamento de Opinião Pública do Regional. Em 1967, o Cardeal Dom Jaime Câmara, então Arcebispo do Rio, ainda como voluntário, o convidou para ser Secretário da Chancelaria da Cúria, com a finalidade de ajudar a modernizar o seu funcionamento em vista à criação dos Vicariatos Episcopais. Em fevereiro de 1971, foi coordenador das exéquias de Dom Jaime e, logo após, integrou a Comissão Organizadora para a posse do novo Arcebispo, Cardeal Dom Eugenio Sales. Em maio de 1971, após a criação da Sala de Imprensa, Dom Eugenio o transferiu para a nova área, sendo o responsável pelo relacionamento entre a imprensa e o arcebispo. Na construção do Edifício João Paulo II, inaugurado em 30 de maio de 1980, foi o responsável pela coordenação de toda a rede de telefonia e estruturação do auditório.

REPRESENTAÇÕES: Representante da Arquidiocese na Comissão Especial do Governo Federal para o traslado dos restos mortais da Princesa Isabel e do Conde D'Eu da Sé Catedral do Rio para a Catedral da Diocese de Petrópolis (14/maio/1971). Representante da Arquidiocese nos Encontros Latino-americano de Rádio e Televisão, em 1972, em Apucarana (PR) e, em 1974, em Viamão (RS).

PASTORAIS: Membro da 1ª Comissão de Pastoral de Comunicação Social. Membro da 1ª Comissão de Pastoral de Ecumenismo. Membro do Centro de Ecumenismo do Rio de Janeiro. Membro do 1º Conselho de Pastoral de Leigos (por dois períodos de dois anos). Membro da Comissão Organizadora do Tricentenário da Diocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Membro da Comissão Organizadora da Cerimônia de Transferência da Sé Catedral da Praça XV para a Nova Catedral Metropolitana de São Sebastião, na Avenida Chile. Membro da Comissão Organizadora da Sagração na Nova Catedral. Membro da Comissão Organizadora Central para a 1ª Visita Pastoral do então Papa João Paulo II ao Rio (1 a 3/julho/1980). Membro da Comissão Organizadora Central para a parada técnica na Base Aérea Militar do Galeão, do avião que conduzia o então Papa João Paulo II para sua Visita Pastoral na Argentina (junho/82). Membro da Comissão Organizadora Central para a vinda do então Papa João Paulo II para o 2º Encontro Mundial das Famílias (1997). Membro da Comissão Organizadora Mista Governo Federal - CNBB, para as comemorações dos 500 anos do Descobrimento do Brasil e da Evangelização realizadas em Porto Seguro, BA. (Abril/2000). Coordenador da realização das diversas procissões (Corpus Christi, Senhor Morto, São Sebastião e outras) 1969 a 2013. Membro ouvinte da Pastoral de Políticos Católicos, dirigida por Dom Filippo Santoro. Participante dos Encontros de Pessoas com Poder Decisório, no Centro de Estudos e Formação do Sumaré, promovidos pela Pastoral da Cultura.

ATUAÇÃO COMO PROFISSIONAL DE JORNALISMO IMPRESSO: Coordenador Editorial do Boletim da Revista do Clero (1972 - 2016). Editoração dos Planos de Pastoral criados pelo Cardeal Eugenio Sales. Editoração do livro de Mons. Maurílio Cesar de Lima sobre a história da Arquidiocese do Rio. Editoração do mapa elaborado por Mons. Guilherme Schubert, sobre a criação das dioceses que foram desmembradas do território da então Diocese e depois Arquidiocese do Rio. Editoração dos livros para os três Tríduos preparatórios para a 1ª Visita do Papa João Paulo II. Editoração do livro com as homilias e discursos da 1ª Visita do Papa João Paulo II.  Editoração das duas primeiras edições do Catecismo da Arquidiocese. Editoração de inúmeros livretos, folhetos e cartazes para diversas cerimônias. Editoração do Anuário da Arquidiocese do Rio, de 1968 até 1994. Editoração dos folhetos "Reflexões Bíblicas", de D. Karl J Romer. Artigos diversos para jornais: Diário de Notícias, O Jornal, Jornal do Brasil, O Globo, O Dia e, a pedido, para diversas revistas e livros, inclusive “A Ordem do Centro Dom Vital”. Produção de releases diários e/ou semanais com noticiários sobre o Arcebispo, atividades pastorais e paroquiais. Revisor dos artigos semanais do Cardeal Eugenio Sales. Assessor de Imprensa da Arquidiocese do Rio, desde 1972.

ATUAÇÃO COMO PROFISSIONAL EM RÁDIO: Programa jornalístico na rádio Vera Cruz: Direção do programa "Reflexões Bíblicas", de Dom Karl J Romer, na rádio Vera Cruz. Direção do programa "Voz do Pastor", dos Cardeais Jaime Câmara e Eugenio Sales. Coordenador das transmissões de cantos pelas rádios, para os fiéis durante diversas procissões. Programa jornalístico na rádio Carioca: Direção do programa "Voz do Pastor", do Cardeal Eugenio Sales, na rádio Carioca. Direção do programa "Voz do Pastor", do Cardeal Eugenio Sales, na rádio Nacional. Direção do programa "Voz do Pastor", do Cardeal Eugenio Sales, na rádio Jornal do Brasil. Programa jornalístico na rádio Roquete Pinto: Direção do programa "Voz do Pastor" do Cardeal Eugenio Sales, na rádio Roquete Pinto. Rádio Catedral FM: Criação, planejamento e execução, em 1989, da Fundação Educacional e de Radiodifusão Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro e construção da rádio Catedral FM 106,7, com a tarefa de compor a programação, por indicação do Cardeal Eugenio Sales. Foi inaugurada em 8 de dezembro de 1992. 1º Diretor-Geral e, depois, Diretor-Administrativo da Fundação e da Rádio. Duas transmissões internacionais ao vivo do Santuário de Fátima, Portugal: dias 12 e 13 de maio e 12 e 13 de outubro de 1995.

ATUAÇÃO COMO PROFISSIONAL EM TELEVISÃO:Assistente na TV Continental, canal 9, durante transmissão da missa da Arquidiocese, sendo celebrante Dom Hildebrando Martins, OSB, em 1960/61. Assistente e coordenador na TV Excelsior, canal 2, na transmissão da missa da Arquidiocese, sendo celebrante principal Dom Hildebrando Martins, OSB e, também, outros padres diocesanos, de 1964 a 1968. Após a falência da TV Excelsior, a pedido de Dom Jaime, interpelou junto ao Dr. Roberto Marinho para que a TV Globo, canal 4, de sua propriedade, transmitisse a Santa Missa. De pronto, a proposta foi aceita, o que resultou o reatamento das relações de Dom Jaime e Dr. Roberto Marinho, de 1968 a 2008. A partir de 1972, o programa na TV Globo passou a contar com 90 minutos, incluindo o Noticiário da Arquidiocese e a palestra do Cardeal Dom Eugenio. No mesmo programa, além da direção, foi autorizado pelo Diretor-Geral da TV Globo a acumulação do cargo de Diretor de Imagem. Direção do programa semanal "Em pauta", na TV Canção Nova, RJ, da Associação Cultural da Arquidiocese do Rio. Assessoramento à TV Globo e Globo News nas transmissões do enterro do Papa Paulo VI, a eleição de João Paulo I, e seu enterro, a eleição de João Paulo II, e seu enterro, e a posse do Papa Francisco. Em todas as ocasiões e conclaves, tiveram a participação de sacerdotes indicados pela Assessoria de Imprensa para fazerem comentários e explicações.

COORDENAÇÃO DE POOLS DE JORNAIS, RÁDIOS, TELEVISÕES E CINEMAS: Por ocasião dos 500 anos do Descobrimento do Brasil e da Evangelização, coordenou, em Porto Seguro, o pool de TVs da Missa Comemorativa celebrada pelo Legado Pontifício e concelebrada por todos os bispos do Brasil. Para a 1ª Visita Pastoral do então Papa João Paulo II, em 1980, criou e dirigiu o Press Center International, aprovado pela Sala Stampa, no complexo para Congressos, no Hotel Glória. A Sala Stampa determinou que todos os discursos e homilias partissem desse Press Center para os demais locais a serem visitados. Foram atendidos 2.850 profissionais de todas áreas. Para a 2º Encontro Mundial das Famílias, com o então Papa João Paulo II, em 1997, criou e dirigiu o Press Center International, aprovado pela Sala Stampa, no complexo para Congressos no Hotel Glória. Devido à programação, foi necessário a criação de cinco minis Press Centers nos locais onde o Santo Padre visitava. Foram atendidos 2.500 profissionais de todas áreas.

EVENTOS DE MASSA: Com o Secretariado de Pastoral, participou da organização de vários eventos de massa, como os Autos de Natal, São Sebastião, Corpus Christi etc. Pela Assessoria de Imprensa, realizou três eventos de massa que lotaram o Maracanã, sendo o principal com a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima.

A Medalha “Pro Ecclesia et Pontífice”(Pela Igreja e Papa) é uma ordem honorífica da Igreja Católica Romana, criada pelo papa Leão XIII em 17 de julho de 1888 para comemorar seu jubileu de ouro e era originalmente dada aqueles que ajudaram e promoveram o jubileu, e que de outras maneiras ajudaram no sucesso do jubileu e da Exposição do Vaticano.  Atualmente é dada a clérigos e laicos que prestaram serviços relevantes à igreja. É a medalha de valor mais elevado que pode ser dada a um leigo, pelo Papa.

Cremos que, em virtude de mais de meio século de dedicação generosa para com a Igreja e a Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, o Papa Francisco reconhece o excelente trabalho do jornalista, agora Comendador Adionel Carlos da Cunha. Que esta Comenda faça com que o nosso Assessor de Imprensa Arquidiocesano continue exercendo o seu ofício, com a costumeira competência, agora mais ligado ao Sucessor de Pedro, sempre anunciando a Boa Notícia do Evangelho. Que Deus lhe dê muita saúde e muitas consolações, caríssimo Adionel Carlos, e muito obrigado pela sua insuperável dedicação para com a Igreja de Cristo e para com os Arcebispos do Rio de Janeiro. Em tempos tão complexos e depois de tantas transformações na comunicação o nosso novo comendador segue adiante com sua simplicidade e buscando servir com alegria a Igreja. Deus lhe dê muitas consolações. Muitas felicidades e que o seu exemplo de dedicação inspire as novas gerações em comunicar a Boa Notícia do Evangelho.

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Adionel Carlos, memória viva

14/02/2019 15:57 - Atualizado em 14/02/2019 15:57

Hoje, após a nossa reunião com os Bispos Auxiliares e eméritos tivemos a oportunidade de homenagear um grande colaborador de nossa Igreja Particular, que há mais de 52 anos serve como cristão e com seus carismas, em especial, o da comunicação.

O Santo Padre, o Papa Francisco, concedeu a honorificência de Comenda “Pro Ecclesia et Pontifice” em favor do jornalista Adionel Carlos da Cunha, que na maior parte do tempo exerceu a missão de Assessor de Imprensa da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro.

O jornalista Adionel Carlos da Cunha teve um papel decisivo na implantação da Assessoria de Imprensa de nossa Arquidiocese e trabalhou com os Cardeais Jaime de Barros Câmara, Eugenio Araujo Sales, Eusébio Oscar Scheid e comigo.

A concessão desta Comenda é um reconhecimento público de Sua Santidade, o Papa Francisco e da Igreja Católica a este leigo, depois de termos celebrado o ano do laicato, que dedica a sua vida integralmente a Cristo e à Mãe Igreja.

ADIONEL CARLOS DA CUNHA, nasceu em 02 de setembro de 1941, natural do Rio de Janeiro, RJ.

ESCOLARIDADE: Cursou Ensino Primário, até o 4º ano, na Escola Pública Estadual 3-1 Tiradentes. A Admissão, o Ginásio e o Científico foram realizados no Colégio São Bento, dos Beneditinos e, por morar na rua do Mosteiro, obteve gratuidade nos cursos por ter sido da equipe de coroinhas, até após a conclusão dos cursos. Formou-se em Técnico em Radiologia, pelo Ministério da Saúde e realizou Estágio no Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio de Janeiro (1958). Em 1959, dedicou-se ao Técnico em Eletrônica, pelo Curso de Eletrotécnico no COTELUC da PUC/RJ. Formado em Piano, Teoria Musical, Harmonia e Morfologia e História da Música, pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio, foi professor e assistente de catedrática desses cursos, entre 1960 e 1963. 2º Tenente da Reserva (não remunerada), da Arma de Artilharia, formado pelo CPOR/RJ, em 1964. Bacharel em Comunicação Social (com ênfase em Jornalismo e Editoração, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas) pela Universidade Estácio de Sá, em 1978. Fez Mestrado em Jornalismo na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) (1980/81).

NA ARQUIDIOCESE DE SÃO SEBASTIÃO DO RIO DE JANEIRO: Em 1965, a convite de Dom Cirilo Folck Gomes, OSB, secretário do Regional Leste 1, como voluntário, atuou na criação do Departamento de Opinião Pública do Regional. Em 1967, o Cardeal Dom Jaime Câmara, então Arcebispo do Rio, ainda como voluntário, o convidou para ser Secretário da Chancelaria da Cúria, com a finalidade de ajudar a modernizar o seu funcionamento em vista à criação dos Vicariatos Episcopais. Em fevereiro de 1971, foi coordenador das exéquias de Dom Jaime e, logo após, integrou a Comissão Organizadora para a posse do novo Arcebispo, Cardeal Dom Eugenio Sales. Em maio de 1971, após a criação da Sala de Imprensa, Dom Eugenio o transferiu para a nova área, sendo o responsável pelo relacionamento entre a imprensa e o arcebispo. Na construção do Edifício João Paulo II, inaugurado em 30 de maio de 1980, foi o responsável pela coordenação de toda a rede de telefonia e estruturação do auditório.

REPRESENTAÇÕES: Representante da Arquidiocese na Comissão Especial do Governo Federal para o traslado dos restos mortais da Princesa Isabel e do Conde D'Eu da Sé Catedral do Rio para a Catedral da Diocese de Petrópolis (14/maio/1971). Representante da Arquidiocese nos Encontros Latino-americano de Rádio e Televisão, em 1972, em Apucarana (PR) e, em 1974, em Viamão (RS).

PASTORAIS: Membro da 1ª Comissão de Pastoral de Comunicação Social. Membro da 1ª Comissão de Pastoral de Ecumenismo. Membro do Centro de Ecumenismo do Rio de Janeiro. Membro do 1º Conselho de Pastoral de Leigos (por dois períodos de dois anos). Membro da Comissão Organizadora do Tricentenário da Diocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Membro da Comissão Organizadora da Cerimônia de Transferência da Sé Catedral da Praça XV para a Nova Catedral Metropolitana de São Sebastião, na Avenida Chile. Membro da Comissão Organizadora da Sagração na Nova Catedral. Membro da Comissão Organizadora Central para a 1ª Visita Pastoral do então Papa João Paulo II ao Rio (1 a 3/julho/1980). Membro da Comissão Organizadora Central para a parada técnica na Base Aérea Militar do Galeão, do avião que conduzia o então Papa João Paulo II para sua Visita Pastoral na Argentina (junho/82). Membro da Comissão Organizadora Central para a vinda do então Papa João Paulo II para o 2º Encontro Mundial das Famílias (1997). Membro da Comissão Organizadora Mista Governo Federal - CNBB, para as comemorações dos 500 anos do Descobrimento do Brasil e da Evangelização realizadas em Porto Seguro, BA. (Abril/2000). Coordenador da realização das diversas procissões (Corpus Christi, Senhor Morto, São Sebastião e outras) 1969 a 2013. Membro ouvinte da Pastoral de Políticos Católicos, dirigida por Dom Filippo Santoro. Participante dos Encontros de Pessoas com Poder Decisório, no Centro de Estudos e Formação do Sumaré, promovidos pela Pastoral da Cultura.

ATUAÇÃO COMO PROFISSIONAL DE JORNALISMO IMPRESSO: Coordenador Editorial do Boletim da Revista do Clero (1972 - 2016). Editoração dos Planos de Pastoral criados pelo Cardeal Eugenio Sales. Editoração do livro de Mons. Maurílio Cesar de Lima sobre a história da Arquidiocese do Rio. Editoração do mapa elaborado por Mons. Guilherme Schubert, sobre a criação das dioceses que foram desmembradas do território da então Diocese e depois Arquidiocese do Rio. Editoração dos livros para os três Tríduos preparatórios para a 1ª Visita do Papa João Paulo II. Editoração do livro com as homilias e discursos da 1ª Visita do Papa João Paulo II.  Editoração das duas primeiras edições do Catecismo da Arquidiocese. Editoração de inúmeros livretos, folhetos e cartazes para diversas cerimônias. Editoração do Anuário da Arquidiocese do Rio, de 1968 até 1994. Editoração dos folhetos "Reflexões Bíblicas", de D. Karl J Romer. Artigos diversos para jornais: Diário de Notícias, O Jornal, Jornal do Brasil, O Globo, O Dia e, a pedido, para diversas revistas e livros, inclusive “A Ordem do Centro Dom Vital”. Produção de releases diários e/ou semanais com noticiários sobre o Arcebispo, atividades pastorais e paroquiais. Revisor dos artigos semanais do Cardeal Eugenio Sales. Assessor de Imprensa da Arquidiocese do Rio, desde 1972.

ATUAÇÃO COMO PROFISSIONAL EM RÁDIO: Programa jornalístico na rádio Vera Cruz: Direção do programa "Reflexões Bíblicas", de Dom Karl J Romer, na rádio Vera Cruz. Direção do programa "Voz do Pastor", dos Cardeais Jaime Câmara e Eugenio Sales. Coordenador das transmissões de cantos pelas rádios, para os fiéis durante diversas procissões. Programa jornalístico na rádio Carioca: Direção do programa "Voz do Pastor", do Cardeal Eugenio Sales, na rádio Carioca. Direção do programa "Voz do Pastor", do Cardeal Eugenio Sales, na rádio Nacional. Direção do programa "Voz do Pastor", do Cardeal Eugenio Sales, na rádio Jornal do Brasil. Programa jornalístico na rádio Roquete Pinto: Direção do programa "Voz do Pastor" do Cardeal Eugenio Sales, na rádio Roquete Pinto. Rádio Catedral FM: Criação, planejamento e execução, em 1989, da Fundação Educacional e de Radiodifusão Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro e construção da rádio Catedral FM 106,7, com a tarefa de compor a programação, por indicação do Cardeal Eugenio Sales. Foi inaugurada em 8 de dezembro de 1992. 1º Diretor-Geral e, depois, Diretor-Administrativo da Fundação e da Rádio. Duas transmissões internacionais ao vivo do Santuário de Fátima, Portugal: dias 12 e 13 de maio e 12 e 13 de outubro de 1995.

ATUAÇÃO COMO PROFISSIONAL EM TELEVISÃO:Assistente na TV Continental, canal 9, durante transmissão da missa da Arquidiocese, sendo celebrante Dom Hildebrando Martins, OSB, em 1960/61. Assistente e coordenador na TV Excelsior, canal 2, na transmissão da missa da Arquidiocese, sendo celebrante principal Dom Hildebrando Martins, OSB e, também, outros padres diocesanos, de 1964 a 1968. Após a falência da TV Excelsior, a pedido de Dom Jaime, interpelou junto ao Dr. Roberto Marinho para que a TV Globo, canal 4, de sua propriedade, transmitisse a Santa Missa. De pronto, a proposta foi aceita, o que resultou o reatamento das relações de Dom Jaime e Dr. Roberto Marinho, de 1968 a 2008. A partir de 1972, o programa na TV Globo passou a contar com 90 minutos, incluindo o Noticiário da Arquidiocese e a palestra do Cardeal Dom Eugenio. No mesmo programa, além da direção, foi autorizado pelo Diretor-Geral da TV Globo a acumulação do cargo de Diretor de Imagem. Direção do programa semanal "Em pauta", na TV Canção Nova, RJ, da Associação Cultural da Arquidiocese do Rio. Assessoramento à TV Globo e Globo News nas transmissões do enterro do Papa Paulo VI, a eleição de João Paulo I, e seu enterro, a eleição de João Paulo II, e seu enterro, e a posse do Papa Francisco. Em todas as ocasiões e conclaves, tiveram a participação de sacerdotes indicados pela Assessoria de Imprensa para fazerem comentários e explicações.

COORDENAÇÃO DE POOLS DE JORNAIS, RÁDIOS, TELEVISÕES E CINEMAS: Por ocasião dos 500 anos do Descobrimento do Brasil e da Evangelização, coordenou, em Porto Seguro, o pool de TVs da Missa Comemorativa celebrada pelo Legado Pontifício e concelebrada por todos os bispos do Brasil. Para a 1ª Visita Pastoral do então Papa João Paulo II, em 1980, criou e dirigiu o Press Center International, aprovado pela Sala Stampa, no complexo para Congressos, no Hotel Glória. A Sala Stampa determinou que todos os discursos e homilias partissem desse Press Center para os demais locais a serem visitados. Foram atendidos 2.850 profissionais de todas áreas. Para a 2º Encontro Mundial das Famílias, com o então Papa João Paulo II, em 1997, criou e dirigiu o Press Center International, aprovado pela Sala Stampa, no complexo para Congressos no Hotel Glória. Devido à programação, foi necessário a criação de cinco minis Press Centers nos locais onde o Santo Padre visitava. Foram atendidos 2.500 profissionais de todas áreas.

EVENTOS DE MASSA: Com o Secretariado de Pastoral, participou da organização de vários eventos de massa, como os Autos de Natal, São Sebastião, Corpus Christi etc. Pela Assessoria de Imprensa, realizou três eventos de massa que lotaram o Maracanã, sendo o principal com a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima.

A Medalha “Pro Ecclesia et Pontífice”(Pela Igreja e Papa) é uma ordem honorífica da Igreja Católica Romana, criada pelo papa Leão XIII em 17 de julho de 1888 para comemorar seu jubileu de ouro e era originalmente dada aqueles que ajudaram e promoveram o jubileu, e que de outras maneiras ajudaram no sucesso do jubileu e da Exposição do Vaticano.  Atualmente é dada a clérigos e laicos que prestaram serviços relevantes à igreja. É a medalha de valor mais elevado que pode ser dada a um leigo, pelo Papa.

Cremos que, em virtude de mais de meio século de dedicação generosa para com a Igreja e a Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, o Papa Francisco reconhece o excelente trabalho do jornalista, agora Comendador Adionel Carlos da Cunha. Que esta Comenda faça com que o nosso Assessor de Imprensa Arquidiocesano continue exercendo o seu ofício, com a costumeira competência, agora mais ligado ao Sucessor de Pedro, sempre anunciando a Boa Notícia do Evangelho. Que Deus lhe dê muita saúde e muitas consolações, caríssimo Adionel Carlos, e muito obrigado pela sua insuperável dedicação para com a Igreja de Cristo e para com os Arcebispos do Rio de Janeiro. Em tempos tão complexos e depois de tantas transformações na comunicação o nosso novo comendador segue adiante com sua simplicidade e buscando servir com alegria a Igreja. Deus lhe dê muitas consolações. Muitas felicidades e que o seu exemplo de dedicação inspire as novas gerações em comunicar a Boa Notícia do Evangelho.

 

Cardeal Orani João Tempesta
Autor

Cardeal Orani João Tempesta

Arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro