Arquidiocese do Rio de Janeiro

26º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 07/12/2019

07 de Dezembro de 2019

O Catecismo da Igreja Católica

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

07 de Dezembro de 2019

O Catecismo da Igreja Católica

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

11/10/2013 17:30 - Atualizado em 11/10/2013 17:31

O Catecismo da Igreja Católica 0

11/10/2013 17:30 - Atualizado em 11/10/2013 17:31

O Catecismo da Igreja Católica / Arqrio

Como parte da celebração do Ano da Fé, o Papa Bento XVI indicou como instrumento próprio de estudo e meditação o Catecismo da Igreja Católica (CIC). Junto com este, ainda temos o Compêndio do Catecismo e o YouCat. Vamos nos dedicar a compreender um pouco da história, da motivação e da importância destes três documentos para nós. 

Catecismo da Igreja Católica

Em 1985, ocorreu uma assembleia extraordinária dos bispos para celebrar os vinte anos de conclusão do Concílio Vaticano II e para refletir sobre a adesão da Igreja às resoluções conciliares. Dentro deste contexto, os bispos solicitaram a redação de um catecismo, ou um compêndio de toda a doutrina de fé e moral católica, para auxiliar os cristãos no conhecimento dessa doutrina. O próprio Papa Bento XVI, na introdução do YouCat, afirma que a razão para a elaboração do Catecismo da Igreja Católica (CIC) foi a necessidade de confirmação do conteúdo da fé e da moral católica diante das dificuldades geradas na época pós-conciliar. Os cristãos precisavam ter um instrumento seguro sobre as posições da Igreja. O CIC assume este papel de nortear e confirmar a fé dos cristãos.

O Catecismo pretende ser uma “exposição completa e integral da doutrina católica, de tal maneira que cada pessoa possa conhecer o que a Igreja professa e celebra, vive e reza em seu cotidiano”. Além de “nova e autorizada exposição da única e perene fé apostólica, que será um ‘válido e legítimo instrumento para a comunhão eclesial’ e ‘ uma norma segura para o ensino da fé’, assim como um texto de referência seguro e autêntico” (cf. carta apostólica Laetamur Magnopere).
Este catecismo apresenta três orientações, a partir das solicitações feitas pelos padres sinodais em 1985, a saber: ele deve apresentar a doutrina mostrando sua relação com a Sagrada Escritura; relacioná-la com as celebrações litúrgicas; e oferecer os ensinamentos adaptados à atual vida dos cristãos.

O Catecismo foi elaborado durante seis anos. O Papa João Paulo II criou uma comissão, presidida pelo nosso atual Pontífice emérito Joseph Ratzinger, para preparar um projeto. Esta comissão coordenou o trabalho feito, colocando todo o material produzido em um único texto. Os bispos do mundo inteiro, representando suas dioceses, redigiram textos para compor os temas propostos na estrutura do Catecismo.
O CIC se divide em quatro partes: a exposição do conteúdo da fé cristã; a celebração e comunicação do mistério cristão na Liturgia; a ação do homem e da sociedade iluminados pela vida nova trazida por Cristo; e a oração cristã, tendo o Pai-Nosso como caminho da relação entre o homem e Deus.

Assim, no dia 11 de outubro de 1992, comemorando trinta anos de abertura do Concílio Vaticano II, o Papa João Paulo II apresenta o texto do CIC e o destina a todos os fiéis que desejam confirmar e aprofundar a sua fé e, ainda, a todos os homens de bem que desejem conhecer a doutrina católica.

Compêndio do Catecismo

Para comemorar os 20 anos do início da elaboração do Catecismo da Igreja Católica, em 2005, o Papa Bento XVI lançou, no dia 28 de junho do mesmo ano, o Compêndio do Catecismo. Sua elaboração se deve ao pedido feito pelos participantes do Congresso Catequético Internacional, realizado em outubro de 2002. No tempo, o Papa João Paulo II acolheu a solicitação e decidiu criar uma comissão para realizar tal tarefa. Em fevereiro de 2003, foi criada essa comissão, presidida pelo então Cardeal Joseph Ratzinger.

O Compêndio do Catecismo é “uma síntese fiel e segura do Catecismo da Igreja Católica. Ele contém, de forma concisa, todos os elementos essenciais e fundamentais da fé da Igreja” (cf. Motu proprio para a aprovação e publicação do Compêndio). Ele apresenta uma estrutura em conformidade com as quatro partes do CIC, mas seu texto é elaborado a partir de perguntas e respostas.

YouCat

O YouCat é um catecismo elaborado em consonância com o CIC, destinado aos jovens do mundo todo. Seu nome advém da abreviação de Youth Cathecism, expressão inglesa que significa “catecismo da juventude”. Ele é fruto das experiências das Jornadas Mundiais da Juventude, em que os participantes apresentavam um interesse em conhecer sua fé e dar razões a ela.

O arcebispo de Viena, Christoph Schönborn, orientou a elaboração do texto do YouCat. Ele se encontra estruturado de acordo com as quatro partes do CIC e, como o Compêndio, está elaborado em perguntas e respostas. Ademais, o texto conta com ricas citações bíblicas sobre os temas tratados, definições de termos e conceitos, além de testemunhos dos Santos e de outros autores cristãos.

O Papa Bento XVI escreveu uma introdução a este livro. De lá podemos tirar um trecho que mostra o pedido que ele faz aos jovens: “Por isso, peço-vos: estudai o catecismo com paixão e perseverança! Sacrificai o vosso tempo para isso! Estudai-o no silêncio do vosso quarto; lede-o em duplas, se sois amigos; formai grupos e redes de estudo; trocai ideias pela Internet. Permanecei, de todos os modos, em diálogo sobre a vossa fé!”.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.
O Catecismo da Igreja Católica / Arqrio

O Catecismo da Igreja Católica

11/10/2013 17:30 - Atualizado em 11/10/2013 17:31

Como parte da celebração do Ano da Fé, o Papa Bento XVI indicou como instrumento próprio de estudo e meditação o Catecismo da Igreja Católica (CIC). Junto com este, ainda temos o Compêndio do Catecismo e o YouCat. Vamos nos dedicar a compreender um pouco da história, da motivação e da importância destes três documentos para nós. 

Catecismo da Igreja Católica

Em 1985, ocorreu uma assembleia extraordinária dos bispos para celebrar os vinte anos de conclusão do Concílio Vaticano II e para refletir sobre a adesão da Igreja às resoluções conciliares. Dentro deste contexto, os bispos solicitaram a redação de um catecismo, ou um compêndio de toda a doutrina de fé e moral católica, para auxiliar os cristãos no conhecimento dessa doutrina. O próprio Papa Bento XVI, na introdução do YouCat, afirma que a razão para a elaboração do Catecismo da Igreja Católica (CIC) foi a necessidade de confirmação do conteúdo da fé e da moral católica diante das dificuldades geradas na época pós-conciliar. Os cristãos precisavam ter um instrumento seguro sobre as posições da Igreja. O CIC assume este papel de nortear e confirmar a fé dos cristãos.

O Catecismo pretende ser uma “exposição completa e integral da doutrina católica, de tal maneira que cada pessoa possa conhecer o que a Igreja professa e celebra, vive e reza em seu cotidiano”. Além de “nova e autorizada exposição da única e perene fé apostólica, que será um ‘válido e legítimo instrumento para a comunhão eclesial’ e ‘ uma norma segura para o ensino da fé’, assim como um texto de referência seguro e autêntico” (cf. carta apostólica Laetamur Magnopere).
Este catecismo apresenta três orientações, a partir das solicitações feitas pelos padres sinodais em 1985, a saber: ele deve apresentar a doutrina mostrando sua relação com a Sagrada Escritura; relacioná-la com as celebrações litúrgicas; e oferecer os ensinamentos adaptados à atual vida dos cristãos.

O Catecismo foi elaborado durante seis anos. O Papa João Paulo II criou uma comissão, presidida pelo nosso atual Pontífice emérito Joseph Ratzinger, para preparar um projeto. Esta comissão coordenou o trabalho feito, colocando todo o material produzido em um único texto. Os bispos do mundo inteiro, representando suas dioceses, redigiram textos para compor os temas propostos na estrutura do Catecismo.
O CIC se divide em quatro partes: a exposição do conteúdo da fé cristã; a celebração e comunicação do mistério cristão na Liturgia; a ação do homem e da sociedade iluminados pela vida nova trazida por Cristo; e a oração cristã, tendo o Pai-Nosso como caminho da relação entre o homem e Deus.

Assim, no dia 11 de outubro de 1992, comemorando trinta anos de abertura do Concílio Vaticano II, o Papa João Paulo II apresenta o texto do CIC e o destina a todos os fiéis que desejam confirmar e aprofundar a sua fé e, ainda, a todos os homens de bem que desejem conhecer a doutrina católica.

Compêndio do Catecismo

Para comemorar os 20 anos do início da elaboração do Catecismo da Igreja Católica, em 2005, o Papa Bento XVI lançou, no dia 28 de junho do mesmo ano, o Compêndio do Catecismo. Sua elaboração se deve ao pedido feito pelos participantes do Congresso Catequético Internacional, realizado em outubro de 2002. No tempo, o Papa João Paulo II acolheu a solicitação e decidiu criar uma comissão para realizar tal tarefa. Em fevereiro de 2003, foi criada essa comissão, presidida pelo então Cardeal Joseph Ratzinger.

O Compêndio do Catecismo é “uma síntese fiel e segura do Catecismo da Igreja Católica. Ele contém, de forma concisa, todos os elementos essenciais e fundamentais da fé da Igreja” (cf. Motu proprio para a aprovação e publicação do Compêndio). Ele apresenta uma estrutura em conformidade com as quatro partes do CIC, mas seu texto é elaborado a partir de perguntas e respostas.

YouCat

O YouCat é um catecismo elaborado em consonância com o CIC, destinado aos jovens do mundo todo. Seu nome advém da abreviação de Youth Cathecism, expressão inglesa que significa “catecismo da juventude”. Ele é fruto das experiências das Jornadas Mundiais da Juventude, em que os participantes apresentavam um interesse em conhecer sua fé e dar razões a ela.

O arcebispo de Viena, Christoph Schönborn, orientou a elaboração do texto do YouCat. Ele se encontra estruturado de acordo com as quatro partes do CIC e, como o Compêndio, está elaborado em perguntas e respostas. Ademais, o texto conta com ricas citações bíblicas sobre os temas tratados, definições de termos e conceitos, além de testemunhos dos Santos e de outros autores cristãos.

O Papa Bento XVI escreveu uma introdução a este livro. De lá podemos tirar um trecho que mostra o pedido que ele faz aos jovens: “Por isso, peço-vos: estudai o catecismo com paixão e perseverança! Sacrificai o vosso tempo para isso! Estudai-o no silêncio do vosso quarto; lede-o em duplas, se sois amigos; formai grupos e redes de estudo; trocai ideias pela Internet. Permanecei, de todos os modos, em diálogo sobre a vossa fé!”.

Padre Vitor Gino Finelon
Autor

Padre Vitor Gino Finelon

Professor das Escolas de Fé e Catequese Mater Ecclesiae e Luz e Vida