Arquidiocese do Rio de Janeiro

35º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 24/09/2018

24 de Setembro de 2018

Em que posso ajudar?

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

24 de Setembro de 2018

Em que posso ajudar?

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

22/06/2018 00:00 - Atualizado em 23/06/2018 12:41

Em que posso ajudar? 0

22/06/2018 00:00 - Atualizado em 23/06/2018 12:41

A Arquidiocese de Mariana concluiu a fase diocesana do processo de apuração da vida e virtudes de D. Luciano Mendes de Almeida, SJ. A Rede Vida de Televisão transmitiu, ao vivo, para todo o Brasil, na noite do dia 15 de junho de 2018, o encerramento dessa fase diocesana do processo de beatificação do Servo de Deus, quarto Arcebispo de Mariana, MG.

Dom Luciano Pedro nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 5 de outubro de 1930, filho do Conde Cândido Mendes de Almeida Júnior e  Dona Emília de Melo Vieira Mendes de Almeida. É mais um carioca que está a caminho dos altares! Um dia veremos que esta cidade, apesar de tantas dificuldades, traz consigo um apelo importante à santidade e que muitos assim o tem correspondido.

D. Luciano estudou no Colégio Santo Inácio, no Rio de Janeiro, no período de 1941-1945 e no Colégio Anchieta, em Nova Friburgo, RJ, entre 1946-1950.

Ingressou na Companhia de Jesus em 2 de março de 1947, tendo estudado em Nova Friburgo, entre 1941-1953 de na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, entre o período de 1955-1959. Doutorou-se em Filosofia, pela Pontifícia Universidade Gregoriana(1960-1965). Sua ordenação presbiteral deu-se a 5 de julho de 1958, em Roma. Emitiu seus votos definitivos na Companhia de Jesus no dia 15 de agosto de 1964. Exerceu seu ministério sacerdotal como professor de filosofia.

Foi nomeado pelo Papa Paulo VI, no dia 25 de fevereiro de 1976, bispo auxiliar de São Paulo e titular de Turris in Proconsulari. Sua ordenação episcopal deu-se a 2 de maio de 1976, sendo consagrante o Emmo. Sr. Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, OFM e como co-sagrantes Dom Clemente José Carlos de Gouvea Isnard OSB e Dom Benedito de Ulhôa Vieira, então Bispo Auxiliar de São Paulo. Exerceu a função de bispo auxiliar na Arquidiocese de São Paulo e responsável pela Pastoral do Menor (da qual foi fundador) no período de 1976 a 1988.

Foi eleito Secretário Geral da CNBB em 1979 e exerceu esse ofício até 1987. Foi eleito Presidente da CNBB em 1987 e exerceu esta missão até o ano de 1995.

O Papa São João Paulo II o nomeou Arcebispo de Mariana, MG, em 06 de abril de 1988, missão essa que exerceu, com grande admiração e reconhecimento, até a sua morte em 27 de agosto de 2006.

Dom Luciano foi membro do Pontifício Conselho Justiça e Paz (1992 – 2006) e membro da Comissão do Secretariado para o Sínodo (1994-1999). Foi vice-presidente do Conselho Episcopal Latino-Americano (1995-1998); em 1997 foi eleito delegado da CNBB à Assembléia Especial do Sínodo dos Bispos para a América por eleição da assembléia da CNBB e confirmado pelo Papa João Paulo II (1997).

Foi o inspirador do nome da Rede Vida de Televisão da qual foi um dos fundadores e durante toda a sua vida membro do Conselho de Admnistração. Em meus contatos com D. Luciano a frase que encabeça este artigo foi sempre um refrão em sua boca: em que posso ajudar? Isso reflete seu coração aberto à graça de Deus e a preocupação concreta com os excluidos e necessitados. Ela tinha atitudes concretas diante dessas situações, tendo fundados muitas obras para a promoção da vida dessas pessoas.

Agora que foi concluido o processo arquidiocesano de sua beatificação confiamos à providência de Deus para que o quanto antes tenhamos os passos seguintes para que seu exemplo de homem de Deus possa ilumnar a tantos que em nosso país seguem o caminho de Cristo na unidade com todos os necessitados.

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Em que posso ajudar?

22/06/2018 00:00 - Atualizado em 23/06/2018 12:41

A Arquidiocese de Mariana concluiu a fase diocesana do processo de apuração da vida e virtudes de D. Luciano Mendes de Almeida, SJ. A Rede Vida de Televisão transmitiu, ao vivo, para todo o Brasil, na noite do dia 15 de junho de 2018, o encerramento dessa fase diocesana do processo de beatificação do Servo de Deus, quarto Arcebispo de Mariana, MG.

Dom Luciano Pedro nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 5 de outubro de 1930, filho do Conde Cândido Mendes de Almeida Júnior e  Dona Emília de Melo Vieira Mendes de Almeida. É mais um carioca que está a caminho dos altares! Um dia veremos que esta cidade, apesar de tantas dificuldades, traz consigo um apelo importante à santidade e que muitos assim o tem correspondido.

D. Luciano estudou no Colégio Santo Inácio, no Rio de Janeiro, no período de 1941-1945 e no Colégio Anchieta, em Nova Friburgo, RJ, entre 1946-1950.

Ingressou na Companhia de Jesus em 2 de março de 1947, tendo estudado em Nova Friburgo, entre 1941-1953 de na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, entre o período de 1955-1959. Doutorou-se em Filosofia, pela Pontifícia Universidade Gregoriana(1960-1965). Sua ordenação presbiteral deu-se a 5 de julho de 1958, em Roma. Emitiu seus votos definitivos na Companhia de Jesus no dia 15 de agosto de 1964. Exerceu seu ministério sacerdotal como professor de filosofia.

Foi nomeado pelo Papa Paulo VI, no dia 25 de fevereiro de 1976, bispo auxiliar de São Paulo e titular de Turris in Proconsulari. Sua ordenação episcopal deu-se a 2 de maio de 1976, sendo consagrante o Emmo. Sr. Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, OFM e como co-sagrantes Dom Clemente José Carlos de Gouvea Isnard OSB e Dom Benedito de Ulhôa Vieira, então Bispo Auxiliar de São Paulo. Exerceu a função de bispo auxiliar na Arquidiocese de São Paulo e responsável pela Pastoral do Menor (da qual foi fundador) no período de 1976 a 1988.

Foi eleito Secretário Geral da CNBB em 1979 e exerceu esse ofício até 1987. Foi eleito Presidente da CNBB em 1987 e exerceu esta missão até o ano de 1995.

O Papa São João Paulo II o nomeou Arcebispo de Mariana, MG, em 06 de abril de 1988, missão essa que exerceu, com grande admiração e reconhecimento, até a sua morte em 27 de agosto de 2006.

Dom Luciano foi membro do Pontifício Conselho Justiça e Paz (1992 – 2006) e membro da Comissão do Secretariado para o Sínodo (1994-1999). Foi vice-presidente do Conselho Episcopal Latino-Americano (1995-1998); em 1997 foi eleito delegado da CNBB à Assembléia Especial do Sínodo dos Bispos para a América por eleição da assembléia da CNBB e confirmado pelo Papa João Paulo II (1997).

Foi o inspirador do nome da Rede Vida de Televisão da qual foi um dos fundadores e durante toda a sua vida membro do Conselho de Admnistração. Em meus contatos com D. Luciano a frase que encabeça este artigo foi sempre um refrão em sua boca: em que posso ajudar? Isso reflete seu coração aberto à graça de Deus e a preocupação concreta com os excluidos e necessitados. Ela tinha atitudes concretas diante dessas situações, tendo fundados muitas obras para a promoção da vida dessas pessoas.

Agora que foi concluido o processo arquidiocesano de sua beatificação confiamos à providência de Deus para que o quanto antes tenhamos os passos seguintes para que seu exemplo de homem de Deus possa ilumnar a tantos que em nosso país seguem o caminho de Cristo na unidade com todos os necessitados.

 

Cardeal Orani João Tempesta
Autor

Cardeal Orani João Tempesta

Arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro