Arquidiocese do Rio de Janeiro

28º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 21/06/2018

21 de Junho de 2018

Ser todo para o Senhor

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

21 de Junho de 2018

Ser todo para o Senhor

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

22/05/2018 15:22 - Atualizado em 22/05/2018 15:24

Ser todo para o Senhor 0

22/05/2018 15:22 - Atualizado em 22/05/2018 15:24

Deus é perfeito, pois ao mesmo tempo que é misericordioso, Ele é justo também. Se a sua misericórdia é infinita, a justiça também é. Justamente no seu amor, Ele prolonga ao máximo o tempo da misericórdia para salvar tantos quantos Ele puder. Para tirar todos os Seus filhos desse “barro”, desse lodo em que está este mundo.

Justamente porque Deus ama Seus filhos, a misericórdia d’Ele é grande. e Assim, o Senhor vai tendo paciência, usando todos os meios que tem ao seu dispor para atingir o coração dos homens.

Enquanto houver tempo, o Senhor irá usar de misericórdia, mas quando acabar, usará de justiça. Não para castigar, mas para fazer justiça àqueles que são Seus.

Assim como temos ar impuro por todos os lados - especialmente nas grandes cidades, respiramos um ar vicioso, que impregna na nossa pele e a deixa suja -, também há pecado ao nosso redor, “agarrando-se” em nosso corpo e nos sujando. Mas, graças a Deus, nós não queremos mais isso!

Aqueles que quiserem ficar no meio da lama, ficarão porque escolheram. Não é que o Senhor queira condenar alguém, mas na hora da “limpeza”, quem ficou no meio da sujeira, vai ser varrido junto.

Para nós cristãos, o anúncio do fim dos tempos não deve apavorar ou entristecer-nos, pelo contrário, deve alegrar-nos, porque será a glorificação de Jesus, que não tem sido reconhecido.

E conosco não tem sido diferente. Nós, cristãos, sofremos também até dentro de casa. Por isso, para nós, que pela graça de Deus queremos viver cristãmente, vai ser a libertação, porque o Senhor vai tirar os Seus do meio da sujeira. E nós poderemos ser todo para o Senhor!

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Ser todo para o Senhor

22/05/2018 15:22 - Atualizado em 22/05/2018 15:24

Deus é perfeito, pois ao mesmo tempo que é misericordioso, Ele é justo também. Se a sua misericórdia é infinita, a justiça também é. Justamente no seu amor, Ele prolonga ao máximo o tempo da misericórdia para salvar tantos quantos Ele puder. Para tirar todos os Seus filhos desse “barro”, desse lodo em que está este mundo.

Justamente porque Deus ama Seus filhos, a misericórdia d’Ele é grande. e Assim, o Senhor vai tendo paciência, usando todos os meios que tem ao seu dispor para atingir o coração dos homens.

Enquanto houver tempo, o Senhor irá usar de misericórdia, mas quando acabar, usará de justiça. Não para castigar, mas para fazer justiça àqueles que são Seus.

Assim como temos ar impuro por todos os lados - especialmente nas grandes cidades, respiramos um ar vicioso, que impregna na nossa pele e a deixa suja -, também há pecado ao nosso redor, “agarrando-se” em nosso corpo e nos sujando. Mas, graças a Deus, nós não queremos mais isso!

Aqueles que quiserem ficar no meio da lama, ficarão porque escolheram. Não é que o Senhor queira condenar alguém, mas na hora da “limpeza”, quem ficou no meio da sujeira, vai ser varrido junto.

Para nós cristãos, o anúncio do fim dos tempos não deve apavorar ou entristecer-nos, pelo contrário, deve alegrar-nos, porque será a glorificação de Jesus, que não tem sido reconhecido.

E conosco não tem sido diferente. Nós, cristãos, sofremos também até dentro de casa. Por isso, para nós, que pela graça de Deus queremos viver cristãmente, vai ser a libertação, porque o Senhor vai tirar os Seus do meio da sujeira. E nós poderemos ser todo para o Senhor!

 

Monsenhor Jonas Abib
Autor

Monsenhor Jonas Abib

Fundador da Comunidade Canção Nova e presidente da Fundação João Paulo II