Arquidiocese do Rio de Janeiro

25º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/11/2017

23 de Novembro de 2017

Livros do Antigo Testamento (28)

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Novembro de 2017

Livros do Antigo Testamento (28)

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

10/11/2017 16:52 - Atualizado em 10/11/2017 16:53

Livros do Antigo Testamento (28) 0

10/11/2017 16:52 - Atualizado em 10/11/2017 16:53

Neste artigo concluímos a obra de Jacó, e assim o período dito Patriarcal, com a narração dramática de José e seus 11 irmãos. Deste modo, poderemos iniciar o longo ciclo mosaico, a partir do livro do Êxodo.

1. Retorno a ‘Padã-Arã’ e a Aliança com Deus

Apareceu Deus outra vez a Jacó, quando ele voltou de Padã-Arã, e o abençoou. E disse-lhe Deus: O teu nome é Jacó; não te chamarás mais Jacó, mas Israel será o teu nome. Chamou-lhe Israel. Disse-lhe mais: Eu sou Deus Todo-Poderoso; frutifica e multiplica-te; uma nação, sim, uma multidão de nações sairá de ti, e reis procederão dos teus lombos; a terra que dei a Abraão e a Isaque a ti a darei; também à tua descendência depois de ti a darei (Gn 35, 9-12).

Depois dos conflitos com o sogro e evento funesto de Raquel que rouba os ‘ídolos’ do Pai, Labão. Jacó sintetiza aquilo que ocorrera à sua partida: o sonho e a Aliança dos Pais, renovada nele: ‘a terra que dei a Abraão e a Isaque, a ti a darei; também à tua descendência depois de ti a darei’. A terra e a posteridade são garantia de Deus.

Outro elemento importante é a mudança de nome, como ocorrera com seus avós, Abrão e Sarai. Já na luta com o anjo Jacó soubera que sua missão e identidade foram trocadas por Deus: ‘Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; porque tens lutado com Deus e com os homens e tens prevalecido’ (Gn 32, 28).

Agora efetiva-se a ressignificação da vida de Jacó, doravante. Israel: ‘O teu nome é Jacó; não te chamarás mais Jacó, mas Israel será o teu nome. Chamou-lhe Israel. Disse-lhe mais: Eu sou Deus Todo-Poderoso; frutifica e multiplica-te; uma nação, sim, uma multidão de nações sairá de ti, e reis procederão dos teus lombos’ (Gn 35,10).

Quando Deus muda o ‘nome’ dos personagens do Patriarcado de Israel significa que há planos divinos para uma criatura escolhida e que exigem novos rumos, atitudes e tarefas. Jacó, ao voltar para a casa de Isaac e assumir seu papel, é agora aquele que Deus colocou à frente de seu povo:

Então a pergunta é a seguinte: por qual motivo há esta duplicidade de passagens? Antes de responder é necessário entender algo. O nome Jacó significa trapaceiro, agarrador de calcanhar, e este foi Jacó ao longo de quase toda sua vida até então, porém ele teve uma experiência, na qual Deus lhe trocou o nome para Israel, vejamos uma experiência parecida com Pedro que de um inconstante Simão se tornou uma pedra (Pedro)! No capítulo 32, Jacó está fugindo de seu irmão, e Deus o certifica que o fará prosperar ali. Na segunda vez Deus o relembra que ele não devia temer os canaanitas, relembrando, você Jacó é Israel, lembre-se disso!1

Uma forma de conversão, de revestir-se de nova identidade em vista de sua missão em relação ao povo escolhido:

Sobre a definitividade da troca do nome para Israel, Deus, na verdade, tirava essa associação do nome de enganador, usurpador. Isso foi em definitivo trocado. Agora a associação é com o nome Israel (príncipe), por isso, mesmo após ter trocado o nome de Jacó para Israel ele é chamado intercambiavelmente de Jacó e de Israel. Aqui é novamente importante lembrar-se do nome de Pedro, para o qual aconteceu a mesma coisa, pois deixou de ser o inconstante Simão para ser o firme Pedro (pedra), que foi incapaz de confessar a Cristo para uma camareira, mas foi capaz de enfrentar multidões! Simão continuou se chamando Simão, porém já não mais inconstante, Jacó era Jacó, mas nunca mais o enganador, o suplantador, e sim um homem que confiava em Deus2.

1 https://asescrituras.wordpress.com/2012/12/19/jaco-ou-israel/

2 https://asescrituras.wordpress.com/2012/12/19/jaco-ou-israel/

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Livros do Antigo Testamento (28)

10/11/2017 16:52 - Atualizado em 10/11/2017 16:53

Neste artigo concluímos a obra de Jacó, e assim o período dito Patriarcal, com a narração dramática de José e seus 11 irmãos. Deste modo, poderemos iniciar o longo ciclo mosaico, a partir do livro do Êxodo.

1. Retorno a ‘Padã-Arã’ e a Aliança com Deus

Apareceu Deus outra vez a Jacó, quando ele voltou de Padã-Arã, e o abençoou. E disse-lhe Deus: O teu nome é Jacó; não te chamarás mais Jacó, mas Israel será o teu nome. Chamou-lhe Israel. Disse-lhe mais: Eu sou Deus Todo-Poderoso; frutifica e multiplica-te; uma nação, sim, uma multidão de nações sairá de ti, e reis procederão dos teus lombos; a terra que dei a Abraão e a Isaque a ti a darei; também à tua descendência depois de ti a darei (Gn 35, 9-12).

Depois dos conflitos com o sogro e evento funesto de Raquel que rouba os ‘ídolos’ do Pai, Labão. Jacó sintetiza aquilo que ocorrera à sua partida: o sonho e a Aliança dos Pais, renovada nele: ‘a terra que dei a Abraão e a Isaque, a ti a darei; também à tua descendência depois de ti a darei’. A terra e a posteridade são garantia de Deus.

Outro elemento importante é a mudança de nome, como ocorrera com seus avós, Abrão e Sarai. Já na luta com o anjo Jacó soubera que sua missão e identidade foram trocadas por Deus: ‘Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; porque tens lutado com Deus e com os homens e tens prevalecido’ (Gn 32, 28).

Agora efetiva-se a ressignificação da vida de Jacó, doravante. Israel: ‘O teu nome é Jacó; não te chamarás mais Jacó, mas Israel será o teu nome. Chamou-lhe Israel. Disse-lhe mais: Eu sou Deus Todo-Poderoso; frutifica e multiplica-te; uma nação, sim, uma multidão de nações sairá de ti, e reis procederão dos teus lombos’ (Gn 35,10).

Quando Deus muda o ‘nome’ dos personagens do Patriarcado de Israel significa que há planos divinos para uma criatura escolhida e que exigem novos rumos, atitudes e tarefas. Jacó, ao voltar para a casa de Isaac e assumir seu papel, é agora aquele que Deus colocou à frente de seu povo:

Então a pergunta é a seguinte: por qual motivo há esta duplicidade de passagens? Antes de responder é necessário entender algo. O nome Jacó significa trapaceiro, agarrador de calcanhar, e este foi Jacó ao longo de quase toda sua vida até então, porém ele teve uma experiência, na qual Deus lhe trocou o nome para Israel, vejamos uma experiência parecida com Pedro que de um inconstante Simão se tornou uma pedra (Pedro)! No capítulo 32, Jacó está fugindo de seu irmão, e Deus o certifica que o fará prosperar ali. Na segunda vez Deus o relembra que ele não devia temer os canaanitas, relembrando, você Jacó é Israel, lembre-se disso!1

Uma forma de conversão, de revestir-se de nova identidade em vista de sua missão em relação ao povo escolhido:

Sobre a definitividade da troca do nome para Israel, Deus, na verdade, tirava essa associação do nome de enganador, usurpador. Isso foi em definitivo trocado. Agora a associação é com o nome Israel (príncipe), por isso, mesmo após ter trocado o nome de Jacó para Israel ele é chamado intercambiavelmente de Jacó e de Israel. Aqui é novamente importante lembrar-se do nome de Pedro, para o qual aconteceu a mesma coisa, pois deixou de ser o inconstante Simão para ser o firme Pedro (pedra), que foi incapaz de confessar a Cristo para uma camareira, mas foi capaz de enfrentar multidões! Simão continuou se chamando Simão, porém já não mais inconstante, Jacó era Jacó, mas nunca mais o enganador, o suplantador, e sim um homem que confiava em Deus2.

1 https://asescrituras.wordpress.com/2012/12/19/jaco-ou-israel/

2 https://asescrituras.wordpress.com/2012/12/19/jaco-ou-israel/

Padre Pedro Paulo Alves dos Santos
Autor

Padre Pedro Paulo Alves dos Santos

Doutor em Teologia Bíblica