Arquidiocese do Rio de Janeiro

36º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 13/12/2018

13 de Dezembro de 2018

Santa Rosa de Lima: amor e doação pelo próximo

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

13 de Dezembro de 2018

Santa Rosa de Lima: amor e doação pelo próximo

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

25/08/2017 00:00 - Atualizado em 28/08/2017 11:43

Santa Rosa de Lima: amor e doação pelo próximo 0

25/08/2017 00:00 - Atualizado em 28/08/2017 11:43

Santa Rosa de Lima vivia em busca de encontrar o maior de todos os tesouros. E foi junto aos pobres, aos necessitados, que encontrou o que procurava: Jesus. Santa Rosa de Lima fez, de fato, tudo para todos. 

De beleza fora do comum, Isabel, como Santa Rosa de Lima se chamava, deixou tudo para trás e tornou-se dominicana da Ordem Terceira. Por ser dessa Ordem, não precisou ir para o convento. Morou nos fundos da casa de seus pais e lá viveu uma vida espiritual riquíssima. Viveu de forma austera, com muita penitência e acolheu todos os sofrimentos pelos quais teve que passar. Continuou seu trabalho com os mais necessitados. Ia ao encontro deles, socorria, inclusive às mães que não tinham como sustentar seus filhos.

Santa Rosa de Lima é um exemplo de pessoa que buscou as coisas do alto! O tesouro dela era o Céu, vivia para isto. 

Hoje, nós também encontramos o nosso tesouro, ou seja, Jesus Cristo por meio da Palavra. Uma vez que nós O encontramos, precisamos ser coerentes: “vender tudo para comprar esse Tesouro”. É preciso que Deus ocupe o primeiro lugar na nossa vida!

Você não pode se preocupar unicamente consigo, com seus estudos, trabalho, namoro. Claro tudo isso é importante. Mas, o Senhor já enviou você por causa dos seus irmãos, para um povo que precisa ser resgatado. Deus está trabalhando em seu coração. Há uma vocação em você. 

Se a sua vocação não é sacerdotal, vida religiosa ou em comunidade, talvez seja o casamento, sendo apóstolo na vida dos seus e de tantas outras pessoas. 

Vamos entregar a Deus toda a nossa vida. Não neguemos seu chamado por causa das dificuldades. Sempre digo: “Aguente firme, meu filho, porque o seu compromisso é com Deus”. Não há vocação sem cruz. Não há amor sem renúncia!

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Santa Rosa de Lima: amor e doação pelo próximo

25/08/2017 00:00 - Atualizado em 28/08/2017 11:43

Santa Rosa de Lima vivia em busca de encontrar o maior de todos os tesouros. E foi junto aos pobres, aos necessitados, que encontrou o que procurava: Jesus. Santa Rosa de Lima fez, de fato, tudo para todos. 

De beleza fora do comum, Isabel, como Santa Rosa de Lima se chamava, deixou tudo para trás e tornou-se dominicana da Ordem Terceira. Por ser dessa Ordem, não precisou ir para o convento. Morou nos fundos da casa de seus pais e lá viveu uma vida espiritual riquíssima. Viveu de forma austera, com muita penitência e acolheu todos os sofrimentos pelos quais teve que passar. Continuou seu trabalho com os mais necessitados. Ia ao encontro deles, socorria, inclusive às mães que não tinham como sustentar seus filhos.

Santa Rosa de Lima é um exemplo de pessoa que buscou as coisas do alto! O tesouro dela era o Céu, vivia para isto. 

Hoje, nós também encontramos o nosso tesouro, ou seja, Jesus Cristo por meio da Palavra. Uma vez que nós O encontramos, precisamos ser coerentes: “vender tudo para comprar esse Tesouro”. É preciso que Deus ocupe o primeiro lugar na nossa vida!

Você não pode se preocupar unicamente consigo, com seus estudos, trabalho, namoro. Claro tudo isso é importante. Mas, o Senhor já enviou você por causa dos seus irmãos, para um povo que precisa ser resgatado. Deus está trabalhando em seu coração. Há uma vocação em você. 

Se a sua vocação não é sacerdotal, vida religiosa ou em comunidade, talvez seja o casamento, sendo apóstolo na vida dos seus e de tantas outras pessoas. 

Vamos entregar a Deus toda a nossa vida. Não neguemos seu chamado por causa das dificuldades. Sempre digo: “Aguente firme, meu filho, porque o seu compromisso é com Deus”. Não há vocação sem cruz. Não há amor sem renúncia!

Monsenhor Jonas Abib
Autor

Monsenhor Jonas Abib

Fundador da Comunidade Canção Nova e presidente da Fundação João Paulo II