Arquidiocese do Rio de Janeiro

37º 24º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 17/12/2018

17 de Dezembro de 2018

A humildade abre a porta do céu

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

17 de Dezembro de 2018

A humildade abre a porta do céu

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

26/07/2017 14:15 - Atualizado em 26/07/2017 14:15

A humildade abre a porta do céu 0

26/07/2017 14:15 - Atualizado em 26/07/2017 14:15

Quando nos colocamos na presença do Senhor com o coração contrito e humilhado, Ele se compadece de nós e nos envolve com sua misericórdia. Precisamos elevar o nosso coração a Deus e nos abandonarmos em suas mãos, permitindo que Ele seja o Senhor das nossas vidas, porque, na verdade, a nossa vida não nos pertence, nós apenas administramos um patrimônio que é de Deus.

Se clamarmos Seu nome com pureza de coração e reta intenção, Ele acalmará todas as “tempestades” e nos concederá o dom da fortaleza, para que na hora da dor e da provação estejamos firmes. Não existe problema sem solução, tudo pode ser mudado pela oração.

O nosso chamado, hoje, é para sermos homens e mulheres de oração, que se deixam conduzir pelo Espírito Santo, tornando-se uma brasa viva do amor de Deus. Faça da sua vida uma oração e a cada dia você testemunhará as maravilhas operadas pelo Senhor.

Coração humilde, oração atendida! Esta é uma realidade do Reino de Deus para a qual precisamos nos abrir. A humildade é a chave que abre a porta do céu. É com esse coração humilde e necessitado que devemos nos dirigir a Deus.

Deus está formando um povo de fé, que suplica, que pede, um povo que não desanima diante das dificuldades, mas acredita, espera e suporta. Por meio das tribulações, dos sofrimentos, Deus tem nos ensinado a pedir sem nunca desanimar. “Senhor, livra-me; vem depressa, Senhor, em meu auxílio” (Sl 70,2).

A partir de você, cada um de seus entes queridos, por mais distante de Deus que esteja, poderá ser mudado pela oração,  pois ela faz a ligação entre Deus e o necessitado. Não desanime! Por mais impossível que pareça, se você crê no Senhor Jesus, a salvação chegará à sua casa e resgatará cada membro da sua família.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

A humildade abre a porta do céu

26/07/2017 14:15 - Atualizado em 26/07/2017 14:15

Quando nos colocamos na presença do Senhor com o coração contrito e humilhado, Ele se compadece de nós e nos envolve com sua misericórdia. Precisamos elevar o nosso coração a Deus e nos abandonarmos em suas mãos, permitindo que Ele seja o Senhor das nossas vidas, porque, na verdade, a nossa vida não nos pertence, nós apenas administramos um patrimônio que é de Deus.

Se clamarmos Seu nome com pureza de coração e reta intenção, Ele acalmará todas as “tempestades” e nos concederá o dom da fortaleza, para que na hora da dor e da provação estejamos firmes. Não existe problema sem solução, tudo pode ser mudado pela oração.

O nosso chamado, hoje, é para sermos homens e mulheres de oração, que se deixam conduzir pelo Espírito Santo, tornando-se uma brasa viva do amor de Deus. Faça da sua vida uma oração e a cada dia você testemunhará as maravilhas operadas pelo Senhor.

Coração humilde, oração atendida! Esta é uma realidade do Reino de Deus para a qual precisamos nos abrir. A humildade é a chave que abre a porta do céu. É com esse coração humilde e necessitado que devemos nos dirigir a Deus.

Deus está formando um povo de fé, que suplica, que pede, um povo que não desanima diante das dificuldades, mas acredita, espera e suporta. Por meio das tribulações, dos sofrimentos, Deus tem nos ensinado a pedir sem nunca desanimar. “Senhor, livra-me; vem depressa, Senhor, em meu auxílio” (Sl 70,2).

A partir de você, cada um de seus entes queridos, por mais distante de Deus que esteja, poderá ser mudado pela oração,  pois ela faz a ligação entre Deus e o necessitado. Não desanime! Por mais impossível que pareça, se você crê no Senhor Jesus, a salvação chegará à sua casa e resgatará cada membro da sua família.

Monsenhor Jonas Abib
Autor

Monsenhor Jonas Abib

Fundador da Comunidade Canção Nova e presidente da Fundação João Paulo II