Arquidiocese do Rio de Janeiro

26º 19º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 18/08/2018

18 de Agosto de 2018

Nossa casa precisa ser do Senhor

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

18 de Agosto de 2018

Nossa casa precisa ser do Senhor

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

04/07/2017 18:31 - Atualizado em 04/07/2017 18:31

Nossa casa precisa ser do Senhor 0

04/07/2017 18:31 - Atualizado em 04/07/2017 18:31

É promessa do Senhor reconstruir nossas famílias. Para tanto, Ele nos dá toda a unção e a força do Espírito Santo. O Senhor quer nos ensinar que para acontecer o “Eu e minha casa serviremos ao Senhor” (Josué 24,15), é preciso, de nossa parte, uma contínua atitude de “reagir” contra o pecado, a tentação, as forças do mal.

É triste ver que ainda há muitos dos nossos que estão longe de Deus e não querem saber d’Ele; são renitentes, teimosos. Fazem coisas erradas… na nossa casa. O nosso coração sofre, vendo que as pessoas de nossa família agem assim. Fazem o mal para si mesmas e para a família.

Mas o Senhor nos escolheu e colocou nessa família. Por amor a Deus, por amor à humanidade e por amor à sua família, não se deixe dominar pela tentação do ressentimento, da mágoa, da inveja, do ciúme… Você é a resistência de Deus para sua família, você é o sal!

Somos fracos e pecadores, mas Jesus nos escolheu. E Ele quer ficar em nosso lar! Estamos num tempo muito difícil; os problemas na nossa família não são apenas naturais ou humanos, mas também espirituais.

Não há pai ou mãe que não erre. Infelizmente, os filhos acabam sendo feridos por algo que o pai disse ou que a mãe fez. Seja uma proibição, a falta de confiança em algum momento, uma palavra “maldita”, que feriu. Diante destas coisas, da nossa história, não podemos nos revoltar, dar brecha para que o mal destrua nossa família. O inimigo usa esses fatos do passado, cultivando feridas. Ele cria em nós o ressentimento, a mágoa, até chegar à revolta.  

Se a sua casa é uma “bagunça”, se, às vezes, nem dá gosto ficar em casa, saiba: Deus colocou “você” nessa casa, nessa família, para ser o sal, a luz desse lar. Resista firme na fé! A nossa casa precisa ser do Senhor, unicamente d’Ele.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Nossa casa precisa ser do Senhor

04/07/2017 18:31 - Atualizado em 04/07/2017 18:31

É promessa do Senhor reconstruir nossas famílias. Para tanto, Ele nos dá toda a unção e a força do Espírito Santo. O Senhor quer nos ensinar que para acontecer o “Eu e minha casa serviremos ao Senhor” (Josué 24,15), é preciso, de nossa parte, uma contínua atitude de “reagir” contra o pecado, a tentação, as forças do mal.

É triste ver que ainda há muitos dos nossos que estão longe de Deus e não querem saber d’Ele; são renitentes, teimosos. Fazem coisas erradas… na nossa casa. O nosso coração sofre, vendo que as pessoas de nossa família agem assim. Fazem o mal para si mesmas e para a família.

Mas o Senhor nos escolheu e colocou nessa família. Por amor a Deus, por amor à humanidade e por amor à sua família, não se deixe dominar pela tentação do ressentimento, da mágoa, da inveja, do ciúme… Você é a resistência de Deus para sua família, você é o sal!

Somos fracos e pecadores, mas Jesus nos escolheu. E Ele quer ficar em nosso lar! Estamos num tempo muito difícil; os problemas na nossa família não são apenas naturais ou humanos, mas também espirituais.

Não há pai ou mãe que não erre. Infelizmente, os filhos acabam sendo feridos por algo que o pai disse ou que a mãe fez. Seja uma proibição, a falta de confiança em algum momento, uma palavra “maldita”, que feriu. Diante destas coisas, da nossa história, não podemos nos revoltar, dar brecha para que o mal destrua nossa família. O inimigo usa esses fatos do passado, cultivando feridas. Ele cria em nós o ressentimento, a mágoa, até chegar à revolta.  

Se a sua casa é uma “bagunça”, se, às vezes, nem dá gosto ficar em casa, saiba: Deus colocou “você” nessa casa, nessa família, para ser o sal, a luz desse lar. Resista firme na fé! A nossa casa precisa ser do Senhor, unicamente d’Ele.

Monsenhor Jonas Abib
Autor

Monsenhor Jonas Abib

Fundador da Comunidade Canção Nova e presidente da Fundação João Paulo II