Arquidiocese do Rio de Janeiro

º º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 22/10/2018

22 de Outubro de 2018

Dia Mundial de Oração pelas Vocações

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

22 de Outubro de 2018

Dia Mundial de Oração pelas Vocações

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

06/05/2017 00:00 - Atualizado em 08/05/2017 13:58

Dia Mundial de Oração pelas Vocações 0

06/05/2017 00:00 - Atualizado em 08/05/2017 13:58

A cada ano, na riqueza da Liturgia Pascal, temos a graça de celebrar no IV Domingo o chamado “Domingo do Bom Pastor”, pois todos os anos lemos um trecho do capítulo 10 de São João, e que, por isso, é o dia em que toda a Igreja Católica se une em suas preces em pedir ao Senhor da messe que envie mais operários, ou seja, é o Dia Mundial de Oração pelas Vocações. Desde que fora intitulado este domingo em prol dos “louvores” pelas vocações, o Santo Padre envia sua mensagem afetuosa a toda a Igreja. Neste domingo do “Bom Pastor” e também do 54º Dia Mundial de Oração pelas Vocações, o Papa Francisco fez uma reflexão muito preciosa, que teve como tema: “Impelidos pelo Espírito para a missão”.

A mensagem do Papa começa dizendo que nos dois últimos anos anteriores tivemos ocasião de refletir sobre dois aspetos que dizem respeito à vocação cristã: o convite a “sair de si mesmo” para pôr-se à escuta da voz do Senhor, e a importância da comunidade eclesial como lugar privilegiado onde nasce, alimenta e se exprime o chamado de Deus. Neste 54° dia mundial de orações pelas vocações a mensagem fora com base na dimensão missionária da vocação.

“Todos os cristãos são constituídos missionários do Evangelho. Com efeito, o discípulo não recebe o dom do amor de Deus para sua consolação privada; não é chamado a ocupar-se de si mesmo nem a cuidar dos interesses duma empresa; simplesmente é tocado e transformado pela alegria de se sentir amado por Deus e não pode guardar esta experiência apenas para si mesmo: “a alegria do Evangelho, que enche a vida da comunidade dos discípulos, é uma alegria missionária”. (Francisco, Exort. ap. Evangelii gaudium, 21) (Retirado do site: https://w2.vatican.va/content/francesco/pt/messages/vocations/documents/papa-francesco_20161127_54-messaggio-giornata-mondiale-vocazioni.html. Último acesso: 04/05/2017).

O Santo Padre recorda em sua mensagem que cada cristão é um “cristóforo”, ou seja, cada cristão deve levar o Cristo para os outros. Em se tratando do sacerdote: “com renovado entusiasmo missionário, são chamados a sair dos recintos sagrados do templo, para consentir à ternura de Deus de transbordar a favor dos homens. (Cf. Francisco, Homilia na Missa Crismal, 24 de março de 2016). “A Igreja precisa de sacerdotes assim: confiantes e serenos porque descobriram o verdadeiro tesouro, ansiosos por irem fazê-lo conhecer jubilosamente a todos”. (cf. Mt 13,44) (Retirado do site: https://w2.vatican.va/content/francesco/pt/messages/vocations/documents/papa-francesco_20161127_54-messaggio-giornata-mondiale-vocazioni.html. Último acesso: 04/05/2017).

O Papa destaca três pontos em sua mensagem deste ano: 1- Jesus é ungido pelo Espírito e enviado, 2- Jesus vem colocar-Se ao nosso lado no caminho, e 3- Jesus faz germinar a semente.

Resumindo cada ponto: 1-Jesus é ungido pelo Espírito e enviado: aqui lembramos as palavras de Lc 4, 18-19. O Espirito está sobre mim, porque Ele me ungiu e me enviou para a missão. Assim como o Senhor foi Ungido e Enviado, também o vocacionado recebe está missão, de levar a Boa Nova do Senhor. 2- Jesus vem colocar-Se ao nosso lado no caminho: aqui recordamos a passagem dos discípulos de Emaús (Lc 24, 13-15), Jesus é Aquele que caminha com os discípulos e Se coloca ao lado deles. Quantas vezes somos iguais os discípulos de Emaús. Ficamos desanimados e cansados ao longo da jornada, mas o Senhor vem em nosso auxílio e nos dá muitas forças. Por último temos a 3- Jesus faz germinar a semente: “a semente do Reino, embora pequena, invisível e às vezes insignificante, cresce silenciosamente graças à ação incessante de Deus: “O Reino de Deus é como um homem que lançou a semente à terra. Quer esteja a dormir, quer se levante, de noite e de dia, a semente germina e cresce, sem ele saber como”. (Mc 4, 26-27). A nossa confiança primeira está aqui: Deus supera as nossas expetativas e surpreende-nos com a Sua generosidade, fazendo germinar os frutos do nosso trabalho para além dos cálculos da eficiência humana”. ((Retirado do site: https://w2.vatican.va/content/francesco/pt/messages/vocations/documents/papa-francesco_20161127_54-messaggio-giornata-mondiale-vocazioni.html. Último acesso: 04/05/2017).

Escutemos o apelo do Papa para rezar pelas Vocações e para que tenhamos inúmeros e santos sacerdotes, pois sabemos quão importante é a vocação de especial consagração.  O sacerdote não vive para si, mas para os outros. E vivendo dessa maneira, ele santifica os seus fiéis e se santifica por meio do serviço. Peçamos ao Senhor que envie bons pastores à sua “Divina Messe”. Rezemos pelas vocações em nossa Arquidiocese, bem como em todas as Paróquias e comunidades.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Dia Mundial de Oração pelas Vocações

06/05/2017 00:00 - Atualizado em 08/05/2017 13:58

A cada ano, na riqueza da Liturgia Pascal, temos a graça de celebrar no IV Domingo o chamado “Domingo do Bom Pastor”, pois todos os anos lemos um trecho do capítulo 10 de São João, e que, por isso, é o dia em que toda a Igreja Católica se une em suas preces em pedir ao Senhor da messe que envie mais operários, ou seja, é o Dia Mundial de Oração pelas Vocações. Desde que fora intitulado este domingo em prol dos “louvores” pelas vocações, o Santo Padre envia sua mensagem afetuosa a toda a Igreja. Neste domingo do “Bom Pastor” e também do 54º Dia Mundial de Oração pelas Vocações, o Papa Francisco fez uma reflexão muito preciosa, que teve como tema: “Impelidos pelo Espírito para a missão”.

A mensagem do Papa começa dizendo que nos dois últimos anos anteriores tivemos ocasião de refletir sobre dois aspetos que dizem respeito à vocação cristã: o convite a “sair de si mesmo” para pôr-se à escuta da voz do Senhor, e a importância da comunidade eclesial como lugar privilegiado onde nasce, alimenta e se exprime o chamado de Deus. Neste 54° dia mundial de orações pelas vocações a mensagem fora com base na dimensão missionária da vocação.

“Todos os cristãos são constituídos missionários do Evangelho. Com efeito, o discípulo não recebe o dom do amor de Deus para sua consolação privada; não é chamado a ocupar-se de si mesmo nem a cuidar dos interesses duma empresa; simplesmente é tocado e transformado pela alegria de se sentir amado por Deus e não pode guardar esta experiência apenas para si mesmo: “a alegria do Evangelho, que enche a vida da comunidade dos discípulos, é uma alegria missionária”. (Francisco, Exort. ap. Evangelii gaudium, 21) (Retirado do site: https://w2.vatican.va/content/francesco/pt/messages/vocations/documents/papa-francesco_20161127_54-messaggio-giornata-mondiale-vocazioni.html. Último acesso: 04/05/2017).

O Santo Padre recorda em sua mensagem que cada cristão é um “cristóforo”, ou seja, cada cristão deve levar o Cristo para os outros. Em se tratando do sacerdote: “com renovado entusiasmo missionário, são chamados a sair dos recintos sagrados do templo, para consentir à ternura de Deus de transbordar a favor dos homens. (Cf. Francisco, Homilia na Missa Crismal, 24 de março de 2016). “A Igreja precisa de sacerdotes assim: confiantes e serenos porque descobriram o verdadeiro tesouro, ansiosos por irem fazê-lo conhecer jubilosamente a todos”. (cf. Mt 13,44) (Retirado do site: https://w2.vatican.va/content/francesco/pt/messages/vocations/documents/papa-francesco_20161127_54-messaggio-giornata-mondiale-vocazioni.html. Último acesso: 04/05/2017).

O Papa destaca três pontos em sua mensagem deste ano: 1- Jesus é ungido pelo Espírito e enviado, 2- Jesus vem colocar-Se ao nosso lado no caminho, e 3- Jesus faz germinar a semente.

Resumindo cada ponto: 1-Jesus é ungido pelo Espírito e enviado: aqui lembramos as palavras de Lc 4, 18-19. O Espirito está sobre mim, porque Ele me ungiu e me enviou para a missão. Assim como o Senhor foi Ungido e Enviado, também o vocacionado recebe está missão, de levar a Boa Nova do Senhor. 2- Jesus vem colocar-Se ao nosso lado no caminho: aqui recordamos a passagem dos discípulos de Emaús (Lc 24, 13-15), Jesus é Aquele que caminha com os discípulos e Se coloca ao lado deles. Quantas vezes somos iguais os discípulos de Emaús. Ficamos desanimados e cansados ao longo da jornada, mas o Senhor vem em nosso auxílio e nos dá muitas forças. Por último temos a 3- Jesus faz germinar a semente: “a semente do Reino, embora pequena, invisível e às vezes insignificante, cresce silenciosamente graças à ação incessante de Deus: “O Reino de Deus é como um homem que lançou a semente à terra. Quer esteja a dormir, quer se levante, de noite e de dia, a semente germina e cresce, sem ele saber como”. (Mc 4, 26-27). A nossa confiança primeira está aqui: Deus supera as nossas expetativas e surpreende-nos com a Sua generosidade, fazendo germinar os frutos do nosso trabalho para além dos cálculos da eficiência humana”. ((Retirado do site: https://w2.vatican.va/content/francesco/pt/messages/vocations/documents/papa-francesco_20161127_54-messaggio-giornata-mondiale-vocazioni.html. Último acesso: 04/05/2017).

Escutemos o apelo do Papa para rezar pelas Vocações e para que tenhamos inúmeros e santos sacerdotes, pois sabemos quão importante é a vocação de especial consagração.  O sacerdote não vive para si, mas para os outros. E vivendo dessa maneira, ele santifica os seus fiéis e se santifica por meio do serviço. Peçamos ao Senhor que envie bons pastores à sua “Divina Messe”. Rezemos pelas vocações em nossa Arquidiocese, bem como em todas as Paróquias e comunidades.

Cardeal Orani João Tempesta
Autor

Cardeal Orani João Tempesta

Arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro