Arquidiocese do Rio de Janeiro

34º 23º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 22/02/2017

22 de Fevereiro de 2017

Sacramentos: sinais eficazes da graça de Deus.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

22 de Fevereiro de 2017

Sacramentos: sinais eficazes da graça de Deus.

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

26/04/2016 00:00 - Atualizado em 27/04/2016 11:05

Sacramentos: sinais eficazes da graça de Deus. 0

26/04/2016 00:00 - Atualizado em 27/04/2016 11:05

Conforme o Catecismo da Igreja Católica, os sacramentos são sinais sensíveis, instituídos por Cristo, a fim de produzir a graça em nossas almas e santificá-las. Em outras palavras, são eventos de salvação pelos quais Deus intervém na vida dos homens, através de seu Filho Jesus Cristo e do Espírito Santo, na Igreja. Segundo Santo Agostinho, os sacramentos no Antigo Testamento prometiam a salvação, já no Novo Testamento a comunicam, ou seja, são eficazes.

É pela Igreja, a fiel administradora dos Sacramentos, que se manifesta e continua a salvação que Deus realizou em Cristo, de modo que não pode haver Igreja sem sacramentos, nem sacramentos sem Igreja. Ainda segundo o Catecismo da Igreja, os sacramentos foram instituídos por Cristo e são sete, a saber:  Batismo, Confirmação, Eucaristia, Penitência,  Unção dos Enfermos,  Ordem e o Matrimônio. Esses sete sacramentos são ainda divididos em Sacramentos da Iniciação Cristã, Sacramentos de Cura e Sacramentos de Serviço.

Os Sacramentos da Iniciação Cristã, ou seja, Batismo, Confirmação e Eucaristia, constituem a base sobre a qual são lançados os fundamentos de toda a vida cristã. Conforme o Catecismo da Igreja, “os fieis, de fato renascidos no Batismo, são fortalecidos pelo Sacramento da Confirmação e, depois, nutridos com o alimento da vida eterna na Eucaristia” (1212). Os Sacramentos de Cura, isto é, Penitência e Unção dos enfermos, concedem aos fieis a libertação do pecado e o fortalecimento nas debilidades do corpo e da alma. Segundo o YouCat,[1] “o amor de Cristo revela-se no fato de Ele procurar quem está perdido e curar quem está doente” (224). Já os sacramentos de serviço – Ordem e Matrimônio estão ordenados à salvação do outro.

Esses sacramentos são sinais eficazes da graça de Deus, mas somente produz fruto na vida de quem o recebe à medida que este se abre na fé, devoção, e com a intensidade do coração, de acordo com a generosidade. Portanto, abramo-nos nosso coração neste tempo em que Cristo nos toca, assim como tocou em tantos pecadores em tempos terrenos, agora nos seus sete sacramentos.

[1] Catecismo para Jovens

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Sacramentos: sinais eficazes da graça de Deus.

26/04/2016 00:00 - Atualizado em 27/04/2016 11:05

Conforme o Catecismo da Igreja Católica, os sacramentos são sinais sensíveis, instituídos por Cristo, a fim de produzir a graça em nossas almas e santificá-las. Em outras palavras, são eventos de salvação pelos quais Deus intervém na vida dos homens, através de seu Filho Jesus Cristo e do Espírito Santo, na Igreja. Segundo Santo Agostinho, os sacramentos no Antigo Testamento prometiam a salvação, já no Novo Testamento a comunicam, ou seja, são eficazes.

É pela Igreja, a fiel administradora dos Sacramentos, que se manifesta e continua a salvação que Deus realizou em Cristo, de modo que não pode haver Igreja sem sacramentos, nem sacramentos sem Igreja. Ainda segundo o Catecismo da Igreja, os sacramentos foram instituídos por Cristo e são sete, a saber:  Batismo, Confirmação, Eucaristia, Penitência,  Unção dos Enfermos,  Ordem e o Matrimônio. Esses sete sacramentos são ainda divididos em Sacramentos da Iniciação Cristã, Sacramentos de Cura e Sacramentos de Serviço.

Os Sacramentos da Iniciação Cristã, ou seja, Batismo, Confirmação e Eucaristia, constituem a base sobre a qual são lançados os fundamentos de toda a vida cristã. Conforme o Catecismo da Igreja, “os fieis, de fato renascidos no Batismo, são fortalecidos pelo Sacramento da Confirmação e, depois, nutridos com o alimento da vida eterna na Eucaristia” (1212). Os Sacramentos de Cura, isto é, Penitência e Unção dos enfermos, concedem aos fieis a libertação do pecado e o fortalecimento nas debilidades do corpo e da alma. Segundo o YouCat,[1] “o amor de Cristo revela-se no fato de Ele procurar quem está perdido e curar quem está doente” (224). Já os sacramentos de serviço – Ordem e Matrimônio estão ordenados à salvação do outro.

Esses sacramentos são sinais eficazes da graça de Deus, mas somente produz fruto na vida de quem o recebe à medida que este se abre na fé, devoção, e com a intensidade do coração, de acordo com a generosidade. Portanto, abramo-nos nosso coração neste tempo em que Cristo nos toca, assim como tocou em tantos pecadores em tempos terrenos, agora nos seus sete sacramentos.

[1] Catecismo para Jovens

Washington Carlos Silva Amorim
Autor

Washington Carlos Silva Amorim

Seminarista do 3° ano de Teologia - Seminário - São José