Arquidiocese do Rio de Janeiro

27º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 27/04/2017

27 de Abril de 2017

Artigo 01: Teologia do Corpo, você conhece?

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

27 de Abril de 2017

Artigo 01: Teologia do Corpo, você conhece?

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

05/02/2016 15:14 - Atualizado em 24/05/2016 17:18

Artigo 01: Teologia do Corpo, você conhece? 0

05/02/2016 15:14 - Atualizado em 24/05/2016 17:18

Você já ouviu falar sobre a Teologia do Corpo? Tem ideia de quem a escreveu? Quando ela foi escrita? Sabe do que ela trata? Para quem ela foi escrita? Desconfia por quê ela é tão atual? Essas são algumas das muitas perguntas que procuraremos responder para vocês, queridos irmãos e irmãs. Iniciaremos uma série de artigos em que abordaremos o tema da Teologia do Corpo, convidando a todos a mergulhar nesta maravilha que a Igreja nos oferece. Queremos proporcionar, com estas abordagens, uma oportunidade única para uma verdadeira descoberta ou, quem sabe, até mesmo uma redescoberta do ser humano e da beleza do seu corpo, enquanto homem, enquanto mulher.

A Teologia do Corpo é um conjunto de escritos do nosso querido Papa João Paulo II, agora são João Paulo II, o Papa das famílias e dos jovens. Quando ainda era o Cardeal Wojtyla, iniciou seus primeiros manuscritos sobre a Teologia do Corpo em 8 de dezembro de 1974, quando consagrou sua obra a nossa querida Mãezinha do Céu. Também deixou importante contribuição com os livros “Pessoa e Ato” e “Amor e Responsabilidade”, entre outros, que já traziam alguns pontos fundamentais da mesma temática. A Teologia do Corpo é o conjunto de 133 catequeses, das quais 129 foram proclamadas nas audiências públicas de quartas-feiras, no início do seu pontificado na Praça de São Pedro, no Vaticano, indo de 1979 até 1984.

Os escritos da Teologia do Corpo são o grande tesouro, o enorme presente deixado para nós por um santo homem. Eles nos indicam o caminho para vivermos verdadeiramente nossas afetividade e sexualidade segundo o plano de Deus para a humanidade. O Papa inicia as primeiras 23 catequeses retornando ao PRINCÍPIO, meditando sobre a grande obra de Deus, a criação do homem e da mulher. Nelas são abordados temas como unidade originária do homem e da mulher, a consciência do significado do corpo, o significado bíblico do “conhecimento” na convivência matrimonial entre tantos outros. A seguir, em 40 catequeses, temos o segundo conjunto que tratará da REDENÇÃO DO CORAÇÃO, que a partir do apelo de Cristo ao coração do homem nos mostram muitas respostas aos males que atingem a humanidade – concupiscência, adultério etc – e, também, a graça de mantermos nosso coração em sintonia com o coração do Pai e re-aprendermos a amar como Ele ama. O terceiro conjunto de catequeses, num total de nove, tem como tema principal A RESSURREIÇÃO DA CARNE. Aqui São João Paulo II, a partir das palavras de Jesus no diálogo com os saduceus sobre a ressurreição, nos ensina como será a vida gloriosa do nosso corpo terreno. Essa terceira subdivisão nos mostra como é importante cuidarmos do nosso corpo físico. O quarto ciclo trata da VIRGINDADE CRISTÃ. São 14 catequeses que nos levam à bela e profunda meditação da ideia da virgindade e do celibato como antecipação e sinal escatológico. O Papa mostra que nossa vocação à castidade é uma realidade terrena que prefigura a vida celeste. No quinto ciclo, e o segundo maior conjunto de catequeses – num total de 31 – o Papa traz o tema do MATRIMÔNIO CRISTÃO. São catequeses que fazem o paralelo da união homem-mulher e Cristo-Igreja, mostrando a essencial bi-subjetividade dessas relações. E, por fim, o sexto ciclo, composto de 16 catequeses, faz uma abordagem do AMOR E FECUNDIDADE a partir da Carta Encíclica Humanae Vitae do Papa Paulo VI.

Estes ensinamentos foram escritos para todos nós homens, mulheres, jovens, namorados, casados, celibatários, pois nos permitem viver não uma sexualidade reprimida, mas uma sexualidade REDIMIDA, a partir da diferença sexual que abre caminho para buscarmos a comunhão segundo o próprio modelo da Santíssima Trindade. O Papa nos propõe um caminhar, uma experiência efetivamente humana onde nos reconhecemos como pessoas que nasceram não para serem usadas, mas para serem amadas. Temos, assim, a oportunidade de sermos dom para nós mesmos, para o outro e para Deus.

Será uma grande alegria podermos compartilhar e meditar sobre a Teologia do Corpo. Ela nos ajudará a entender, a nos fortalecer e a combater tantos males que atualmente ameaçam a dignidade da pessoa humana.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Artigo 01: Teologia do Corpo, você conhece?

05/02/2016 15:14 - Atualizado em 24/05/2016 17:18

Você já ouviu falar sobre a Teologia do Corpo? Tem ideia de quem a escreveu? Quando ela foi escrita? Sabe do que ela trata? Para quem ela foi escrita? Desconfia por quê ela é tão atual? Essas são algumas das muitas perguntas que procuraremos responder para vocês, queridos irmãos e irmãs. Iniciaremos uma série de artigos em que abordaremos o tema da Teologia do Corpo, convidando a todos a mergulhar nesta maravilha que a Igreja nos oferece. Queremos proporcionar, com estas abordagens, uma oportunidade única para uma verdadeira descoberta ou, quem sabe, até mesmo uma redescoberta do ser humano e da beleza do seu corpo, enquanto homem, enquanto mulher.

A Teologia do Corpo é um conjunto de escritos do nosso querido Papa João Paulo II, agora são João Paulo II, o Papa das famílias e dos jovens. Quando ainda era o Cardeal Wojtyla, iniciou seus primeiros manuscritos sobre a Teologia do Corpo em 8 de dezembro de 1974, quando consagrou sua obra a nossa querida Mãezinha do Céu. Também deixou importante contribuição com os livros “Pessoa e Ato” e “Amor e Responsabilidade”, entre outros, que já traziam alguns pontos fundamentais da mesma temática. A Teologia do Corpo é o conjunto de 133 catequeses, das quais 129 foram proclamadas nas audiências públicas de quartas-feiras, no início do seu pontificado na Praça de São Pedro, no Vaticano, indo de 1979 até 1984.

Os escritos da Teologia do Corpo são o grande tesouro, o enorme presente deixado para nós por um santo homem. Eles nos indicam o caminho para vivermos verdadeiramente nossas afetividade e sexualidade segundo o plano de Deus para a humanidade. O Papa inicia as primeiras 23 catequeses retornando ao PRINCÍPIO, meditando sobre a grande obra de Deus, a criação do homem e da mulher. Nelas são abordados temas como unidade originária do homem e da mulher, a consciência do significado do corpo, o significado bíblico do “conhecimento” na convivência matrimonial entre tantos outros. A seguir, em 40 catequeses, temos o segundo conjunto que tratará da REDENÇÃO DO CORAÇÃO, que a partir do apelo de Cristo ao coração do homem nos mostram muitas respostas aos males que atingem a humanidade – concupiscência, adultério etc – e, também, a graça de mantermos nosso coração em sintonia com o coração do Pai e re-aprendermos a amar como Ele ama. O terceiro conjunto de catequeses, num total de nove, tem como tema principal A RESSURREIÇÃO DA CARNE. Aqui São João Paulo II, a partir das palavras de Jesus no diálogo com os saduceus sobre a ressurreição, nos ensina como será a vida gloriosa do nosso corpo terreno. Essa terceira subdivisão nos mostra como é importante cuidarmos do nosso corpo físico. O quarto ciclo trata da VIRGINDADE CRISTÃ. São 14 catequeses que nos levam à bela e profunda meditação da ideia da virgindade e do celibato como antecipação e sinal escatológico. O Papa mostra que nossa vocação à castidade é uma realidade terrena que prefigura a vida celeste. No quinto ciclo, e o segundo maior conjunto de catequeses – num total de 31 – o Papa traz o tema do MATRIMÔNIO CRISTÃO. São catequeses que fazem o paralelo da união homem-mulher e Cristo-Igreja, mostrando a essencial bi-subjetividade dessas relações. E, por fim, o sexto ciclo, composto de 16 catequeses, faz uma abordagem do AMOR E FECUNDIDADE a partir da Carta Encíclica Humanae Vitae do Papa Paulo VI.

Estes ensinamentos foram escritos para todos nós homens, mulheres, jovens, namorados, casados, celibatários, pois nos permitem viver não uma sexualidade reprimida, mas uma sexualidade REDIMIDA, a partir da diferença sexual que abre caminho para buscarmos a comunhão segundo o próprio modelo da Santíssima Trindade. O Papa nos propõe um caminhar, uma experiência efetivamente humana onde nos reconhecemos como pessoas que nasceram não para serem usadas, mas para serem amadas. Temos, assim, a oportunidade de sermos dom para nós mesmos, para o outro e para Deus.

Será uma grande alegria podermos compartilhar e meditar sobre a Teologia do Corpo. Ela nos ajudará a entender, a nos fortalecer e a combater tantos males que atualmente ameaçam a dignidade da pessoa humana.

Tatiana e Ronaldo de Melo
Autor

Tatiana e Ronaldo de Melo

Núcleo de Formação e Espiritualidade da Pastoral Familiar da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro