Arquidiocese do Rio de Janeiro

25º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 23/04/2017

23 de Abril de 2017

"Desaparecida"

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

23 de Abril de 2017

"Desaparecida"

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

12/02/2015 00:00

"Desaparecida" 0

No Centro Cultural Justiça Federal está em cartaz a peça teatral “Desaparecida” até o dia 12 de fevereiro, às quartas-feiras e quintas-feiras, às 19h.

A peça teatral se passa no Dops, em Belo Horizonte, num dia qualquer de 1971, onde uma artista judia de família alemã fica na mesma cela que uma brasileira, ambas acusadas de subversão. Sabendo que serão culpadas, mesmo sem julgamento, descrevem-se, ouvem vozes reais e lembradas, pensam; os corpos entre grades gritam seu medo, seus impulsos de resistência, seus sonhos, sua fome de justiça.

“Desaparecida” é inspirada no “Diário da Prisão”, de Judith Malina, artista ligada ao grupo “Living Theatre”, presa com seus companheiros, no Brasil, em 1971. O relato, publicado no Estado de Minas, à época dos fatos, ganhou apoio de leitores estrangeiros e brasileiros, que protestaram publicamente contra o governo.

O espetáculo, com direção de Alessandra Vannucci, tem no elenco Julia Carrera e Mariana Guimarães Nicolas.

A entrada custa R$ 20 (inteira). O Centro Cultural Justiça Federal fica localizado na Avenida Rio Branco, 241, no Centro. Informações pelo telefone: 3261-2565.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

"Desaparecida"

12/02/2015 00:00

No Centro Cultural Justiça Federal está em cartaz a peça teatral “Desaparecida” até o dia 12 de fevereiro, às quartas-feiras e quintas-feiras, às 19h.

A peça teatral se passa no Dops, em Belo Horizonte, num dia qualquer de 1971, onde uma artista judia de família alemã fica na mesma cela que uma brasileira, ambas acusadas de subversão. Sabendo que serão culpadas, mesmo sem julgamento, descrevem-se, ouvem vozes reais e lembradas, pensam; os corpos entre grades gritam seu medo, seus impulsos de resistência, seus sonhos, sua fome de justiça.

“Desaparecida” é inspirada no “Diário da Prisão”, de Judith Malina, artista ligada ao grupo “Living Theatre”, presa com seus companheiros, no Brasil, em 1971. O relato, publicado no Estado de Minas, à época dos fatos, ganhou apoio de leitores estrangeiros e brasileiros, que protestaram publicamente contra o governo.

O espetáculo, com direção de Alessandra Vannucci, tem no elenco Julia Carrera e Mariana Guimarães Nicolas.

A entrada custa R$ 20 (inteira). O Centro Cultural Justiça Federal fica localizado na Avenida Rio Branco, 241, no Centro. Informações pelo telefone: 3261-2565.