Arquidiocese do Rio de Janeiro

26º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 20/10/2018

20 de Outubro de 2018

Cartagena+30

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

20 de Outubro de 2018

Cartagena+30

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

02/12/2014 00:00

Cartagena+30 0

O Brasil foi escolhido pelo Alto Comissariado das Nações para Refugiados (Acnur) para sediar o encontro ministerial “Cartagena+30”, que vai celebrar os 30 anos da Declaração de Cartagena para Refugiados, um dos instrumentos de proteção a refugiados mais importantes do mundo. O diretor executivo da Cáritas Rio, Cândido Feliciano da Ponte Neto, será o representante brasileiro da sociedade civil nesse encontro, que acontecerá no Palácio do Itamarati, em Brasília, nos dias 2 e 3 de dezembro, e contará com as presenças do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, de representantes da Acnur e de outros países que assinaram a declaração.

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.

Cartagena+30

02/12/2014 00:00

O Brasil foi escolhido pelo Alto Comissariado das Nações para Refugiados (Acnur) para sediar o encontro ministerial “Cartagena+30”, que vai celebrar os 30 anos da Declaração de Cartagena para Refugiados, um dos instrumentos de proteção a refugiados mais importantes do mundo. O diretor executivo da Cáritas Rio, Cândido Feliciano da Ponte Neto, será o representante brasileiro da sociedade civil nesse encontro, que acontecerá no Palácio do Itamarati, em Brasília, nos dias 2 e 3 de dezembro, e contará com as presenças do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, de representantes da Acnur e de outros países que assinaram a declaração.