Arquidiocese do Rio de Janeiro

38º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 14/12/2018

14 de Dezembro de 2018

Relíquia de João Paulo II segue no Rio de Janeiro até outubro

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

14 de Dezembro de 2018

Relíquia de João Paulo II segue no Rio de Janeiro até outubro

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

09/08/2013 18:54

Relíquia de João Paulo II segue no Rio de Janeiro até outubro 0

Relíquia de João Paulo II segue no Rio de Janeiro até outubro / Arqrio

No Rio de Janeiro desde o último dia 7 de julho, trazida pelo Pontifício Conselho para os Leigos, a Relíquia de João Paulo II permanece peregrinando por diversos locais na Arquidiocese até outubro. Após estar presente nos Atos Centrais da Jornada Mundial da Juventude, a relíquia — parte do sangue do beato — passará ainda, neste mes de agosto, pelas paróquias Divino Espírito Santo, Nossa Senhora da Guia e Nossa Senhora de Fátima, no Vicariato Norte.

Durante sua passagem pelo Rio de Janeiro, o Presidente da Fundação João Paulo II, Marcello Bedeschi, explicou o significado do relicário que traz uma ampola com o sangue do beato que brevemente será proclamado santo. Segundo ele, há aproximadamente um ano atrás, o Arcebispo de Cracóvia entregou este relicário para que fosse cuidado e levado, no futuro, às Jornadas Mundiais da Juventude. E o Rio de Janeiro foi a primeira cidade sede a recebê-lo:

— Existe uma tradição no Vaticano de que quando um Santo Padre morre o caixão deve ser colocado no presbitério de São Pedro e sobre o caixão um Evangelho. Quando o Papa João Paulo II morreu houve uma grande ventania que passou as páginas do Evangelho e ele se fechou, criando um momento significativo e quase profético, e o artista ao qual foi pedido que fizesse o relicário se inspirou neste momento em que as páginas do Evangelho eram passadas e dentro dele colocou uma pequena ampola que contêm o sangue do Beato João Paulo II, retirado um dia antes de sua morte. Este sangue é o mesmo que conservamos em São Pedro, no Vaticano, e o relicário veio para a Jornada Mundial da Juventude Rio2013, mas ficará aqui no Rio de Janeiro aos cuidados de Dom Orani por três meses, disse Marcello.

 

Confira a programação das relíquias:

 

De 15 à 18 de agosto: Paróquia Divino Espírito Santo:
Rua Felipe Camarão, 12, Maracanã

De 24 à 27 de agosto: Paróquia Nossa Senhora da Guia
Rua Lins de Vasconcelos, 699, Lins

De 28 a 30 de agosto: Paróquia Nossa Senhora de Fátima
Rua Adriano, 158, Méier

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.
Relíquia de João Paulo II segue no Rio de Janeiro até outubro / Arqrio

Relíquia de João Paulo II segue no Rio de Janeiro até outubro

09/08/2013 18:54

No Rio de Janeiro desde o último dia 7 de julho, trazida pelo Pontifício Conselho para os Leigos, a Relíquia de João Paulo II permanece peregrinando por diversos locais na Arquidiocese até outubro. Após estar presente nos Atos Centrais da Jornada Mundial da Juventude, a relíquia — parte do sangue do beato — passará ainda, neste mes de agosto, pelas paróquias Divino Espírito Santo, Nossa Senhora da Guia e Nossa Senhora de Fátima, no Vicariato Norte.

Durante sua passagem pelo Rio de Janeiro, o Presidente da Fundação João Paulo II, Marcello Bedeschi, explicou o significado do relicário que traz uma ampola com o sangue do beato que brevemente será proclamado santo. Segundo ele, há aproximadamente um ano atrás, o Arcebispo de Cracóvia entregou este relicário para que fosse cuidado e levado, no futuro, às Jornadas Mundiais da Juventude. E o Rio de Janeiro foi a primeira cidade sede a recebê-lo:

— Existe uma tradição no Vaticano de que quando um Santo Padre morre o caixão deve ser colocado no presbitério de São Pedro e sobre o caixão um Evangelho. Quando o Papa João Paulo II morreu houve uma grande ventania que passou as páginas do Evangelho e ele se fechou, criando um momento significativo e quase profético, e o artista ao qual foi pedido que fizesse o relicário se inspirou neste momento em que as páginas do Evangelho eram passadas e dentro dele colocou uma pequena ampola que contêm o sangue do Beato João Paulo II, retirado um dia antes de sua morte. Este sangue é o mesmo que conservamos em São Pedro, no Vaticano, e o relicário veio para a Jornada Mundial da Juventude Rio2013, mas ficará aqui no Rio de Janeiro aos cuidados de Dom Orani por três meses, disse Marcello.

 

Confira a programação das relíquias:

 

De 15 à 18 de agosto: Paróquia Divino Espírito Santo:
Rua Felipe Camarão, 12, Maracanã

De 24 à 27 de agosto: Paróquia Nossa Senhora da Guia
Rua Lins de Vasconcelos, 699, Lins

De 28 a 30 de agosto: Paróquia Nossa Senhora de Fátima
Rua Adriano, 158, Méier